• Pr. Henrique Lino da Silva

Servo de Jesus Cristo

“Judas, servo de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados, santificados em Deus Pai, e conservados por Jesus Cristo: Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados. Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos.” (Judas 1:1-3)

Judas, o meio-irmão de Jesus, uma vez que era filho de Maria e José, nessa carta se identifica como servo de Cristo, e não se exalta dizendo que era irmão do nosso Senhor. Fala que é o seu servo e diz que é irmão de Tiago, outro dos filhos de Maria e José, que também escreveu um livro com o seu nome, e era na época um coluna na igreja de Jerusalém. Vejam que a carta é endereçada aos santificados em Deus e conservados em Cristo, ou seja, aos que realmente eram convertidos, Judas não escreveu a carta para todos, mas para os santos, os que são santificados em Cristo, e ser santificado em Cristo é viver segundo a sua vontade, viver na prática da sua Palavra. O motivo da carta, como ele deixa claro, era falar acerca da salvação, não falar em bênçãos ou milagres, não para consolar os irmãos a respeito de problemas que por acaso estivessem passando, mas para falar de vida, da vida em Cristo. O motivo dessa carta era os exortar a lutar, a permanecerem firmes na fé, para que pudessem alcançar a salvação em Jesus Cristo. Analisando hoje os escritos de supostos pastores, suas missivas ou livros falam quase exclusivamente em bênçãos, e muito pouco a respeito da salvação, isso quando falam dela. “Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a Graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.” (Judas 1:4). Judas estava alertando sobre o que hoje é muito comum no meio denominado evangélico, porque esses pregadores que já estão há muito condenados estão por toda parte, levando muitos à morte eterna, porque, apesar de citarem o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), eles levam as pessoas a adorarem objetos, coisas, sinais, bênçãos, e não o Senhor. São muitos os que caem nesse engano e são confundidos como homens e mulheres de Deus, mas fazem isso por desconhecerem a Palavra de Deus, e suas práticas são somente devido ao que ouvem. “Mas quero lembrar-vos, como a quem já uma vez soube isto, que, havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que não creram.” (Judas 1:5). Não podemos dizer que esses falsos pregadores são homens de Deus, que têm alguma coisa de bom neles, não podemos nos deixar ser enganados por eles, pela sua fala mansa, por dizerem que são de Deus, pois não o são. Temos que conhecer as árvores pelos seus frutos, quem é de Deus vive, fala e pratica a Palavra de Deus, e todos os que a distorcem, adulteram, falsificam são filhos do diabo e estão condenados ao sofrimento e morte eterna. Temos que compreender que temos um Deus que é Amor, mas que também é Juízo, e julgará todos nós. Ele mesmo enviará os falsos, os pecadores para destruição e morte eterna. Há vários exemplos na Bíblia, basta estudarmos, meditarmos em sua Palavra. Já no início vemos como Deus tirou o povo da escravidão, do sofrimento no Egito, mas esse povo teimou em desobedecer, então o Senhor o destruiu. Será que achamos que somos mais importantes, que seremos privilegiados, que podemos errar que o Senhor sempre vai nos perdoar, sempre vai ter misericórdia de nós e por isto podemos viver como bem entendemos, pregando e ensinando o que Ele condena? É claro que não, e com certeza iremos prestar conta de tudo a Ele. “E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia; Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.” (Judas 1:6-7). O Senhor não perdoou os anjos que pecaram, e os enviou para a escuridão, e hoje são os demônios. Se o Senhor não perdoou os seus anjos, porque iria perdoar as pessoas que vivem o ofendendo de uma forma declarada e repetida? Falamos isso porque os falsos pregadores, profetas e pastores, esses que são falsificados e que ensinam o povo a errar não terão escapatória, não terão a oportunidade de conhecer a morada do Senhor. Esses que acham que o Evangelho é motivo de ganho, acham que é fonte de lucro de coisas materiais irão padecer, porque o Evangelho de Jesus Cristo é motivo de ganho para as nossas vidas, e não de bens materiais. Assim também temos um exemplo quando Deus destruiu Sodoma e Gomorra e região, e sabemos que ali havia homens, mulheres e crianças, mas, por terem escolhido o pecado, Deus destruiu todos, portanto devemos analisar, porque, se não nos convertermos totalmente ao Senhor, poderemos ser destruídos por Ele. “E, contudo, também estes, semelhantemente adormecidos, contaminam a sua carne, e rejeitam a dominação, e vituperam as dignidades.” (Judas 1:8). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram