• Pr. Henrique Lino da Silva

Paz com Deus



“Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; pelo qual também temos entrada pela fé a esta Graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na Esperança da Glória de Deus.” (Romanos 5:1-2)

Fomos justificados, perdoados dos nossos pecados, e esse perdão, essa justificação veio através de Jesus Cristo, o Filho de Deus. Essa justificação veio pela fé, e só a veremos se a olharmos com os olhos da fé, porque com os olhos naturais, de maneira normal, não conseguiremos. Se formos nos basear em raciocínio lógico, ou na lógica humana, com certeza não a veremos, pois a fé é o oposto da lógica, uma vez que temos que crer para ver, já pela lógica é ver para crer. Quando sabemos que Cristo nos justificou, veio e levou os nossos pecados, então sabemos que temos paz com Deus, assim podemos ir diante Dele em Nome de Jesus Cristo e, inicialmente, clamar por suas misericórdias, pelo seu perdão, e então clamar, falar diretamente, pois sabemos que Ele nos ouve, uma vez que nos unimos a Ele através de Jesus Cristo. Por isto falamos da Graça de Deus, porque foi pela graça, por uma maneira que não merecíamos que recebemos esse perdão, a oportunidade de nos unirmos ao Senhor, de termos vida Nele. Assim nos gloriamos em conhecer o Senhor, nos gloriamos em viver pela fé, pois sabemos que somente pela fé podemos agradar-lhe e, assim, virmos a desfrutar de vida eterna. Ao contrário do mundo, nós cremos no Senhor e na sua Palavra, e por isso temos um estilo de vida diferente, porque procuramos nos moldar ao seu Evangelho, para nos mostrarmos gratos ao sacrifício da cruz. “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.” (Romanos 5:3-4). Assim nos gloriamos em Deus, na esperança de Deus, e portanto não reclamamos, não lamentamos quando passamos por lutas, pois sabemos que tudo tem um motivo, e o maior deles é saber que não somos daqui, que somos estrangeiros e estamos em território estranho, onde somos vistos como inimigos, portanto, é natural esperarmos as perseguições do mundo. Por isto somos pacientes nas tribulações, e nas lutas fortalecemos a nossa esperança, a nossa fé em alcançarmos a vitória proposta por Cristo. “E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” (Romanos 5:5). Esperança não traz confusão, porque o Espírito Santo, o Espírito de Deus nos dá essa certeza. Por Ele temos a certeza da nossa salvação, porque pela fé sabemos que Cristo morreu para nos justificar, e também sabemos que, se o seguirmos, seremos salvos, e tendo essa certeza nós o seguimos em obediência, e assim a esperança é viva em nós. Temos o amor de Deus nos impulsionando para vivermos de maneira santa, para que possamos ver de maneira natural o que hoje só vemos pelos olhos da fé. Os seguidores de Cristo não têm dúvida ou insegurança, porque o Espírito de Deus que habita em nós nos dá a segurança de estarmos no caminho certo. “Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer.” (Romanos 5:6-7). Temos que compreender bem o Amor de Deus, porque todos nós éramos pecadores, independentemente de termos cometido pecados ou não, por causa da nossa filiação, nossa herança adâmica. Por isto todos pecaram e logo estavam destituídos da Graça de Deus, mas o Senhor enviou seu Filho único para morrer por nós, para ocupar o lugar que era nosso, e assim nos dar condição de sermos Salvos, e isto se chama Graça. Vejamos esse grande amor, porque o Senhor veio ocupar o lugar de um bando de pecadores, de infratores da lei. Ele se fez pecador em nosso lugar para que pudéssemos escolher a salvação. Poderíamos até entender uma pessoa morrer por pessoas inocentes, boas, mas Cristo veio por causa de pecadores, de pessoas más. Sabendo disto, não podemos negligenciar tão grande salvação, portanto, devemos procurar viver em constante santificação, para sermos dignos de tão grande sacrifício, porque, agindo de maneira contrária, estamos banalizando o sacrifício da Cruz, estamos negando o sofrimento do Filho de Deus. E quem assim procede é inimigo de Cristo, inimigo da cruz, e os inimigos de Deus recebem o tratamento adequado, ou seja, serão enviados para lugar de tormenta e dor. Cristo nos deu a oportunidade de escaparmos do sofrimento eterno, Ele abriu a Porta. Na verdade, Ele é a Porta que devemos cruzar para alcançarmos vida. Portanto, devemos fugir dos pecados, dos erros, devemos fugir do mundo e nos refugiar Nele, pois Ele veio foi por nossa causa, por nós, pecadores. “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu Sangue, seremos por Ele salvos da ira.” (Romanos 5:8-9). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram