• Pr. Henrique Lino da Silva

Empregados e os ricos

“Todos os servos que estão debaixo do jugo estimem a seus senhores por dignos de toda a honra, para que o Nome de Deus e a doutrina não sejam blasfemados.” (1 Timóteo 6:1)

Todos os que são funcionários, empregados, todos os que têm um patrão, ou seja, todas as pessoas que trabalham para alguém ou para alguma empresa devem respeitar os seus patrões, supervisores, gerentes, sabendo que estão naquela posição porque o Senhor as colocou lá. Assim sendo, devemos sempre dar os bons exemplos do Evangelho, isto quer dizer que, independentemente do que os colegas pensem ou deixem de pensar, devemos sempre ser bons funcionários, honestos, e, principalmente, procurarmos fazer da melhor maneira possível o que nos mandam fazer e com boa vontade, e não como se fôssemos obrigados. Temos que compreender que é o nosso dever diante dos homens e de Deus sermos bons funcionários, porque o que os nossos patrões pagam é o nosso tempo que vendemos a eles. Assim, se vendemos oito horas diariamente, temos que nos dedicar a trabalhar as oito horas, porque, caso contrário, seremos desonestos e estaremos roubando, faltando com a palavra, pois não estamos entregando o que combinamos. Portanto, quando ficamos sempre indo ao banheiro, ou indo toda hora tomar água, café, criando desculpas, conversando na hora do trabalho ou mexendo nos nossos telefones, estamos errando, estamos indo contra a Palavra de Deus. “E os que têm senhores crentes não os desprezem, por serem irmãos; antes os sirvam melhor, porque eles, que participam do benefício, são crentes e amados. Isto ensina e exorta.” (1 Timóteo 6:2).Se realmente somos convertidos ao Senhor, devemos dar bons exemplos e mostrar a nossa conversão todo o tempo, porque, se falarmos que somos convertidos e formos maus funcionários, desleixados, desonestos, com certeza estamos denegrindo a imagem do Evangelho e vamos pagar um preço alto por isso. Se o patrão for convertido, então a nossa responsabilidade é ainda maior, pois estamos trabalhando para um irmão; se o nosso patrão for ateu, um herege, ou uma pessoa de qualquer outra religião, ou mesmo que não tenha uma religião definida, então temos que dar um bom exemplo para que, a partir dos nossos exemplos, ele possa se converter, possa vir a glorificar o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), e essa é nossa responsabilidade. “Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs Palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, Perversas contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.” (1 Timóteo 6:3-5).Todas as pessoas (independentemente de quem sejam, ou que cargo ocupem nos templos, ou neste mundo denominado gospel, evangélico) que não concordam com essa verdade são mundanas, materialistas e não conhecem o Senhor. Se somos convertidos, sabemos que não devemos concordar ou discordar da Palavra do Senhor, mas somente obedecer-lhe, independentemente da nossa vontade, do nosso querer, ou do nosso conhecimento, porque só devemos nos aproximar do Senhor pela obediência, porque a obediência vem pela fé, e fé na Palavra de Deus. Muitos procuram se justificar distorcendo a Palavra de Deus, são os que acham que têm o direito e o dever de serem muitos felizes aqui, que têm direito ao melhor. Esses sabemos que não conhecem o Senhor, porque não é isso que Ele nos ensina, e sim nos mostra que aqui é somente o lugar da nossa peregrinação. Desse tipo de pessoas devemos nos afastar delas, mesmo porque o Evangelho não é para ser discutido, mas simplesmente pregado, falado, ensinado, e quem quiser ouve, e quem não deseja ouvir não obrigamos, mesmo porque o Evangelho é tão precioso que não podemos forçar ninguém a aceitá-lo. Não temos e não podemos ficar preocupados em ter, obter as coisas materiais, mas buscar cada vez mais as espirituais. “Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.” (1 Timóteo 6:6-8). Não podemos dedicar as nossas vidas a adquirir bens materiais, ganhar dinheiro, ter as coisas aqui, porque, assim como nós viemos ao mundo, também dele partiremos, sem nada levar, mesmo porque aqui para todos nós é somente um lugar de passagem, o nosso destino final será decidido de acordo como procedermos nessa passagem. Se formos amantes do mundo, das coisas do mundo, com certeza iremos padecer por toda a eternidade, mas, se vivermos buscando sempre agradar ao Senhor, então com certeza teremos vida Nele. Os amantes do dinheiro, os que vivem para ganhar dinheiro, adquirir coisas, acumular, com certeza não conseguirão se salvar, a menos que se convertam realmente ao Senhor, porque os amantes do dinheiro são avarentos, e os avarentos são idólatras, e estes não herdarão o Reino de Deus, pois é isto que a Palavra de Deus nos afirma. “Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.”(1 Timóteo 6:9-11). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram