• Pr. Henrique Lino da Silva

Chegada a hora

“Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, e disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti; Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste.” (João 17:1-2)

Jesus fez inúmeras orações que ficaram registradas, além de várias que não foram registradas, mas as que foram escritas, que estão nos Evangelhos, servem exatamente para meditarmos na maneira como Ele falava com Deus Pai, e principalmente o que Ele pedia, pois assim aprenderemos também a orar como Ele, e não ficarmos fazendo orações tolas. Observamos que oração é um diálogo, é uma via de mão dupla, devemos falar, expor, dialogar com o Pai e, ao mesmo tempo ouvi-lo, e não ficarmos fazendo repetições e pedidos e mais pedidos. Também temos que aprender a pedir de acordo com a Palavra, pois as orações atendidas são as que estão de acordo com o Evangelho. Jesus, sabendo que estava próximo o momento de ser preso, humilhado e crucificado, ou seja, de as Escrituras se cumprirem na sua vida, Ele fala com o Pai para Glorificá-lo, para que Ele também o Glorificasse, e o que Ele pede ou fala está de acordo com a Palavra, pois já estava escrito, exposto nas Escrituras, e aconteceu, pois na sua morte Ele Glorificou o Pai e também foi Glorificado, recebendo Todo Poder, e é o Senhor. Jesus pediu o que Deus Pai já tinha dito que aconteceria, e sabemos que Ele recebeu Todo Poder, e somente Ele pode nos dar vida eterna. Assim, vemos que a sua oração foi exatamente de acordo com a Palavra, e por isso se cumpriu. “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.” (João 17:3-4). Jesus faz questão de nessa oração falar com o Pai sobre a vida eterna, para que nós possamos entender, compreender bem esse assunto. Assim, para herdarmos a vida eterna, em primeiro lugar devemos conhecer, receber o Deus Pai como nosso Deus, saber que somente Ele é Deus, portanto, que não existe nenhum outro deus, e quem adora outros deuses sabemos que não herdará a vida eterna. Quando aceitamos Deus Pai como nosso Deus, estamos aceitando Jesus, seu Filho, porque ambos são um, logo, quem aceita o Pai aceita o Filho, quem vê o Pai vê o Filho, assim entendemos a oração de Jesus e a compreendemos. “E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela Glória que tinha contigo antes que o mundo existisse. Manifestei o teu Nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua Palavra.” (João 17:5-6). Jesus agora fala da Glória que era uma Promessa em sua vida, que também estava nas Escrituras, uma vez que os profetas já tinham relatado. Jesus está se referindo à Glória Dele como Deus, pois Ele era Deus e se despiu do seu Poder para vir ao mundo e poder nos resgatar através da fraqueza da sua carne. Jesus era e é Deus, tudo foi feito por Ele, mas depois que, através do homem, o pecado entrou no mundo, Ele teve que vir como homem, como um ser humano, para vencer o pecado na sua carne. Antes de existir o mundo, Jesus já existia, mesmo porque o mundo foi criado por Ele, afinal, Ele é autoexistente. Nessa oração, Jesus fala com o Pai a respeito dos discípulos – temos que entender que discípulos são todos os que vivem de acordo com Ele, que procuram andar, viver e aprender com Ele. Jesus faz questão que compreendamos que todos os que são seus discípulos são antes de tudo de Deus, e Deus Pai os entregou, portanto, a  responsabilidade da salvação desses discípulos é Dele. Aqui Ele faz questão de falar, mostrar que não perdeu e não perde nenhum, os que são do Senhor, os que são discípulos guardam a sua Palavra, os seguidores de Jesus são praticantes da Palavra de Deus. “Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti; Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste.” (João 17:7-8). Quando somos seguidores de Jesus, ou seja, praticantes da sua Palavra, sabemos que tudo o que Jesus tem provém de Deus Pai, porque ambos são um. Jesus nos dá a sua Palavra, e a sua Palavra é a de Deus, e assim sabemos que, quando estamos recebendo as palavras de Jesus, estamos recebendo a Palavra de Deus, e que ela nos dá vida, nos conduz à vida eterna. Sabemos quem é Jesus quando conhecemos Deus e cremos em sua Palavra, por isto todos os que apresentam desculpas para não praticarem a Palavra de Deus – podem até ser religiosos –, não são discípulos de Jesus, e os que não são discípulos de Jesus não recebem a sua oração, não recebem a sua intercessão.“Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.” (João 17:9). Agora devemos prestar bem atenção nessa fala de Jesus com o Pai, pois o Senhor afirma categoricamente que não ora, não roga, não pede pelo mundo, ou seja, pelas pessoas que estão no mundo, pelos que não praticam a sua Palavra, mas sim pelos praticantes, pois estes são Dele, uma vez que foi o Pai quem lhe deu. Assim, sabemos que Jesus é o intercessor dos seus discípulos, portanto, se queremos vida eterna Nele, sejamos então seus discípulos, sejamos praticantes da sua Palavra. “E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles sou Glorificado. E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai Santo, guarda em teu Nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós.” (João 17:10-11). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram