top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Virtude e poder

“E, convocando os seus doze discípulos, deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios, para curarem enfermidades. E enviou-os a pregar o Reino de Deus, e a curar os enfermos.” (Lucas 9:1-2)

Jesus nos mostrou como devemos agir em relação ao Evangelho, pois Ele deixou claro que devemos pregar o Evangelho, curar os doentes, expulsar os demônios e fazer tudo isso de maneira gratuita, pois Ele, o Senhor, nos manterá, nos sustentará. Aqui, quando Ele convocou os doze e os denominou apóstolos, Ele os capacitou, pois lhes deu poder para que pudessem agir em seu Nome. Sabemos que as pessoas, para operarem milagres, maravilhas e sinais em Nome do Senhor, estão recebendo Poder Dele. Vemos que Ele capacitou com Poder os doze para que eles agissem em seu Nome, por isso eles tinham poder e autoridade de expulsar todos os tipos de demônios e curar quaisquer enfermidades. Após lhes dar esse poder, Ele os envia para pregar o Evangelho, porque a função do cristão é pregar o Evangelho, é levar a mensagem de Cristo a todos e em todas as partes do mundo. Por isto sabemos que a missão dos doze não foi de sair curando todos, mas de pregar o Evangelho, e o poder de curar foi uma espécie de ferramenta para eles usarem em prol da divulgação do Evangelho. Por isto não podemos esmorecer. Se somos cristãos, então somos chamados para pregar o Evangelho, somos enviados para levar a mensagem do Senhor, e com referência a curar, é o Senhor quem cura, pode ser durante um ensino, uma explicação nossa, pessoas serem curadas, ou durante uma simples oração as pessoas receberem a cura. Mas é claro que jamais iremos negar orar pela cura de uma pessoa. E quando nos deparamos com pessoas possessas de demônios, em Nome de Jesus nós as libertamos, expulsamos, pois temos o poder de Jesus. Temos que usar o Nome de Jesus, saber que é Ele quem está curando e não nós, pois é tudo em seu Nome. “E disse-lhes: Nada leveis convosco para o caminho, nem bordões, nem alforje, nem pão, nem dinheiro; nem tenhais duas túnicas.” (Lucas 9:3). Jesus ainda nos mostra que, para usar o seu nome (que é precioso e Santo para sempre Amém), devemos primeiro crer, ter fé, que é Ele quem cuida de todas as coisas, que Ele é o Senhor de tudo. Temos que sair para cumprir a nossa missão sem nos preocupar em levar nada e jamais cobrar ou ficar pedindo ofertas a ninguém, porque, se precisamos de algo, falamos com o nosso Senhor. “E em qualquer casa em que entrardes, ficai ali, e de lá saireis. E se em qualquer cidade vos não receberem, saindo vós dali, sacudi o pó dos vossos pés, em testemunho contra eles. E, saindo eles, percorreram todas as aldeias, anunciando o Evangelho, e fazendo curas por toda a parte.” (Lucas 9:4-6). O Senhor também nos ensina a sermos humildes, não sermos soberbos ou arrogantes, porque aonde formos e nos convidarem para ficar, devemos agradecer ao Senhor e ficarmos em paz, e não procurar um lugar melhor, ou uma alimentação melhor, por acharmos que estamos em uma casa, um lar simples. Também não devemos nos preocupar se formos convidados a ficar em um lar, casa, onde quase nada eles têm, pois não podemos esquecer que o profeta Elias foi enviado para uma viúva que nada tinha para comer, mas o Senhor manteve ela, o filho e Elias durante três anos. Somos enviados para abençoar, e por isso não nos preocupamos, pois não olhamos com os olhos naturais, mas com os espirituais, cremos no Senhor e em sua Palavra. Mas se formos a uma cidade, casa, região, e lá chegando as pessoas não aceitarem, não quiserem ouvir o Evangelho de Jesus Cristo, não devemos insistir, ou tentar fazê-las aceitar, nós simplesmente saímos daquele local e vamos em frente, vamos para o próximo. O Evangelho é algo precioso, é a joia mais rara que existe, portanto, não podemos ficar tratando-o de qualquer maneira, se as pessoas não quiserem, não podemos insistir ou tentar obrigá-las, pois estaríamos desmerecendo o Evangelho do Senhor, que é o próprio Senhor Jesus Cristo. “E o tetrarca Herodes ouviu todas as coisas que por Ele foram feitas, e estava em dúvida, porque diziam alguns que João ressuscitara dentre os mortos; e outros que Elias tinha aparecido; E outros que um profeta dos antigos havia ressuscitado. E disse Herodes: A João mandei eu degolar; quem é, pois, este de quem ouço dizer tais coisas? E procurava vê-lo.” (Lucas 9:7-9). O rei Herodes, ao saber de tudo o que Jesus estava fazendo, ficou preocupado, pois começou a imaginar o que seria, pois as pessoas o faziam pensar que era um dos profetas que já tinham falecido, como Elias e outros, e outros pensavam que era João Batista, que o próprio Herodes tinha mandado matar. Mas enquanto eles estavam preocupados com tudo isso, Jesus estava fazendo o que tinha vindo fazer, e também os discípulos, agora apóstolos, que foram enviados e pregaram por toda parte e voltaram alegres por terem visto o Poder de Deus agindo através Deles. “E, regressando os apóstolos, contaram-lhe tudo o que tinham feito. E, tomando-os consigo, retirou-se para um lugar deserto de uma cidade chamada Betsaida.” (Lucas 9:10). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

203 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page