top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Tais Promessas



“Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus.” (2 Coríntios 7:1)

Quando meditamos na Palavra do Senhor, encontramos muitas promessas Dele para nós, ou melhor, para os seus filhos, e sabemos que filhos de Deus são aqueles que vivem em obediência aos seus preceitos e ordenanças. Assim, nos deparamos com as várias promessas Dele para as nossas vidas, sendo a maior delas, claro, a vida eterna e vida em abundância, se vivermos segundo a sua vontade. Tendo todas essas promessas grandiosas, maravilhosas, devemos nos purificar de todos os erros, de todas as imundícies, abandonar as coisas do mundo e nos concentrarmos em fazer a vontade daquele que nos toma por filhos. Se temos um mínimo de inteligência, sabemos que devemos procurar nos aperfeiçoar cada vez mais, temos que mortificar a nossa carne, porque a obra da carne só é satisfatória aqui, e nos conduz para longe do Senhor e gera sofrimento e dor aqui, e morte por toda eternidade. Assim, se quisermos que alguma das promessas do Senhor se cumpra em nossas vidas, é necessário nos unirmos a Ele, e essa união só acontece através da nossa obediência a Ele. Portanto, temos que sempre nos examinar para saber que estamos vivendo segundo a vontade do Senhor, portanto, sabemos que as promessas Dele se cumprirão em nossas vidas, porque Ele as vê pela sua Palavra, para SE CUMPRIR. Se alguma coisa não está acontecendo, se achamos que algumas promessas não estão se cumprindo em nossas vidas, é necessário nos examinar, porque com certeza o erro está em nós, estamos fazendo algo que impede o Senhor de agir em nossas vidas, temos que saber que Ele é Luz, e não combina em hipótese alguma com trevas, e se estamos fazendo qualquer coisa que é contrário a sua Palavra, então é treva. Sempre devemos buscar em nós o impedimento de algumas promessas do Senhor não se cumprirem em nossas vidas, devemos considerar como promessas aquilo que está firmado de maneira clara na Bíblia, no Novo Testamento, na Nova Aliança, e não no que pessoas nos dizem, independentemente do quão espirituais sejam. As promessas do Senhor são claras, e não podemos trazer outros entendimentos, porque estaríamos pecando, uma vez que nada podemos acrescentar a sua Palavra.

“Recebei-nos em vossos corações; a ninguém fizemos injustiça, a ninguém corrompemos, a ninguém exploramos. Não o digo para vos condenar, pois já tenho declarado que estais em nossos corações para juntos morrermos e juntos vivermos.”(2 Coríntios 7:2-3). Infelizmente as pessoas hoje não gostam de ouvir o Evangelho, não gostam de ouvir a Verdade, prova tal que querem ouvir que Deus irá lhes abençoar, vai lhes oferecer milagres, bênçãos, mas não querem ouvir falar em santidade, não querem ouvir falar em obediências, e geralmente criticam os que ensinam a Verdade. Temos que compreender que milagres, bênçãos do Senhor não virão sobre ninguém que vive em desobediência, porque assim Ele estaria indo contra a sua própria Palavra, e se isso fosse possível acontecer, não poderíamos confiar em um deus que mudasse de opinião a todo o tempo, um deus que olhasse para as pessoas de acordo com cada situação, assim seria um deus injusto, e não um como o nosso Deus, que é Justiça e trata a todos por igual. Diante Dele não existe ninguém privilegiado. Como não temos nenhum outro interesse a não ser fazer a vontade daquele que nos chamou e nos convocou, não estamos preocupados com bens materiais, mas sim com a salvação das almas, pregamos a verdade quer as pessoas queiram, quer não. Estamos dispostos o necessário para morrermos, para levarmos a sabedoria do alto a todos, mas não exploramos ninguém, não exigimos nada, porque temos um Senhor que nos sustenta e mantém. “Grande é a minha franqueza para convosco, e muito me glorio a respeito de vós; estou cheio de consolação, transbordo de gozo em todas as nossas tribulações.” (2 Coríntios 7:4). Passamos por todos os tipos de lutas, perseguições, apertos, desertos, mas no Senhor somos mais do que vencedores, e não desanimamos, porque tudo isto é esperado, uma vez que o Senhor nos alertou que teríamos lutas e aflições aqui. Assim, devemos olhar para o Senhor e viver em obediência, para que todas as suas promessas se cumpram em nossas vidas. “Porque, mesmo quando chegamos à Macedônia, a nossa carne não teve repouso algum; antes em tudo fomos atribulados: por fora combates, temores por dentro.” (2 Coríntios 7:5).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page