• Pr. Henrique Lino da Silva

Mistério de Deus

“Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel.” (1 Coríntios 4:1-2)

O apóstolo Paulo fala para a igreja em Corinto que as pessoas devem considerar nós, os que servimos ao Senhor, com integridade de coração como fiéis despenseiros do Senhor. Como ministros de Cristo, devem nos entender, compreender bem a nossa responsabilidade, porque, sendo ministros do Senhor, temos a obrigação de obedecer-lhe cegamente e não nos preocupar em agradar a ninguém e nem a nós mesmos. Temos o dever de apresentar o Senhor, porque somos representantes Dele, embaixadores Dele, não temos vontade própria, e a nossa vontade é a Dele, assim sabemos que guardamos os seus ensinamentos, a sua Palavra, como uma boa despensa guarda os alimentos. Temos por obrigação sermos fiéis em tudo e jamais falhar, porque, como despenseiros de Cristo, sabemos que, quando as pessoas forem até a despensa, assim como nós, devem encontrar o alimento que precisam, que buscam, que é o Evangelho de Jesus Cristo. Assim como um ministro de governo obedece e acata as ordens do presidente, nós acatamos as do nosso Presidente, porque, assim como um presidente cassa o mandato de um ministro, Deus também pode cassar os nossos mandatos. O fato é que devemos meditar bem em nossa função, entender que não temos outra opção e, portanto, devemos viver no Evangelho, falar do Evangelho, nos alimentar do Evangelho, fornecer o Evangelho a todos, temos que ser o Evangelho, porque, se Cristo vive em nós, então somos o seu Evangelho. “Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo.” (1 Coríntios 4:3). Assim, Paulo deixa claro que não se preocupa com o que as pessoas pensam ou falam, não se preocupa com o julgamento delas, pois, como tem a confiança e a certeza de procurar ser fiel ao Senhor, à sua Palavra, sabe que quem o julgará será Ele. Assim todos nós devemos proceder, não nos preocuparmos com o que as pessoas pensam a nosso respeito, que espécie de julgamento fazem a nosso respeito, se tivermos a certeza de que estamos sendo fiéis ao Senhor, sabemos que isso é o que importa, pois, de acordo com a sua Palavra, temos a tranquilidade de saber que estamos servindo como devemos, como fomos determinados. “Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor. Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.” (1 Coríntios 4:4-5). Paulo, como tinha a certeza de estar procurando ser obediente ao Senhor, ao seu chamado, ele não se preocupava com mais nada, a não ser agradar ao Senhor. Também nós devemos ficar tranquilos se, quando nos examinarmos, verificarmos que estamos vivendo na Palavra do Senhor. Se as pessoas acham que estamos errados, ou que somos alienados, nada disso nos importa, mesmo porque não somos cidadãos deste mundo, mas do Reino, e o nosso chefe é o Senhor, e é a Ele que temos que agradar. As pessoas nos condenam por defendermos o casamento e condenarmos o divórcio e o recasamento, nos condenam por condenarmos todos os tipos de comércio dentro dos templos, nos condenam por condenarmos a extorsão e campanhas com apresentação de envelopes, como os desafios e votos com o fim de obter lucro. Mas sabemos que estamos falando do Evangelho, e para nós não importa se são pessoas que se dizem cristãs ou não, se são religiosas ou não, não temos a preocupação de agradar ou desagradar quem quer que seja, temos a obrigação de agradar ao Senhor e levar a sua mensagem a todos. Sabemos que no momento certo, no tempo certo, seremos julgados pelo Senhor, e então todos nós receberemos a sentença, por isto procuramos praticar o Evangelho exatamente por termos medo do julgamento e sermos achados em falhas. Sabemos que a única Verdade é o Evangelho, é a Palavra de Deus, portanto, procuramos obedecer a ela e não a homens ou a doutrinas e preceitos humanos, e não consideramos julgamentos humanos. “E eu, irmãos, apliquei estas coisas, por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo a favor de um contra outro.” (1 Coríntios 4:6). Paulo fala à igreja que esses ensinamentos ele os aplicou a ele e a Apolo, por amor a eles, portanto, nós também, por amor, primeiro a Cristo e depois a todos os nossos semelhantes, temos que aplicar isso a nossas vidas, para que no julgamento não sejamos encontrados em falhas. Assim não podemos ser soberbos, não podemos querer ir além do que está no Evangelho, do que está na Palavra, procurar nos manter fiéis a ela e saber que não importa a nossa opinião, mas sim a do Senhor. Por isto, não devemos proteger, absolver um e condenar outro, mas condenarmos o pecado e julgarmos os que são pecadores contumazes, e isto fazermos de acordo com a Palavra de Deus. “Porque, quem te faz diferente? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido? Já estais fartos! já estais ricos! sem nós reinais! e quisera reinásseis para que também nós viéssemos a reinar convosco! Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, aos anjos, e aos homens.”(1 Coríntios 4:7-9). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram