• Pr. Henrique Lino da Silva

As guerras

“De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis.” (Tiago 4:1-2)

As pessoas não param para pensar o porquê de elas lutarem tanto, cansarem tanto, e ainda arrumarem confusões e desgastes físicos, psicológicos, emocionais e espirituais, sem nada conseguirem. Infelizmente, as pessoas hoje em dia estão se transformando em religiosas e buscam nos templos e nas suas orações pretensiosas o que é contrário à Palavra de Deus. Digo isto porque elas não buscam agradar a Deus, e sim o contrário: buscam ser agradadas e querem e exigem do Senhor realizações materiais e familiares; exigem curas e mais um monte de coisa. Porém, em nenhum momento param para pensar se aquilo é ou não a vontade do Senhor, porque o que importa é a vontade delas. Essas mesmas pessoas nós as vemos em lutas constantes, em desespero para alcançarem realizações financeiras, materiais, e a maioria morre sem nada conseguir. As lutas que elas travam geram inimizades, mágoas, ressentimentos; trazem sofrimentos para elas e para outras pessoas, elas mesmas buscam sofrimento e depois lamentam porque estão sofrendo. As pessoas traem, roubam, ofendem, trabalham incansavelmente para obterem coisas materiais, e não percebem que nada disso é importante, porque o que realmente importa, o que o Senhor prometeu foi vida eterna, e não realizações aqui. Os sofrimentos pelos quais passamos acontecem porque nós mesmos os buscamos, porque exigimos demais dos nossos corpos, e pelo não cuidado do templo do Senhor é que vêm as enfermidades. “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.” (Tiago 4:3). As pessoas vão diante do Senhor pedir coisas que não estão acordo com a sua Palavra, participam de campanhas e outros rituais que supostos pregadores, denominações impõem dizendo que Deus responderá. Mas isso nunca acontece, porque os pedidos não estão em conformidade com o Evangelho, e também o Senhor não aceita negociata e nem barganhas. Por isto as pessoas passam o tempo pedindo, orando ou rezando e nunca recebem. Mas os que conhecem Deus, os que simplesmente o buscam em primeiro lugar e que sabem que somos servos, que não temos que ser servidos, que temos que servir, esses alcançam a misericórdia do Senhor. “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tiago 4:4). O diabo tem contado inúmeras mentiras, e o povo tem acreditado nelas e as seguido. Muitos ainda creem que não existe inferno, ou que o inferno é aqui mesmo, ou que Deus está preocupado, comprometido com a nossa felicidade aqui e deseja que todos sejam felizes. Com essas mentiras do diabo, nas quais muitos acreditam, as pessoas se afastam do Senhor e, sem perceberem, estão fazendo a vontade do diabo e crendo Nele, assim rejeitando a Palavra de Deus. Se continuarem assim, irão padecer por toda a eternidade e vão conhecer o inferno o qual elas não acreditam existir. As pessoas querem viver bem e felizes aqui, querem reinar, comandar e usufruir de tudo o que o mundo oferece, e não entenderam ainda que o príncipe deste mundo não é Cristo, mas o diabo. Todos os que estão comprometidos com os prazeres do mundo estão longe, estão afastados do Senhor. Temos que aprender a conhecer a vontade do Senhor, e isto conhecemos meditando na sua Palavra. Não adianta ficar buscando revelações pessoais, pois assim será enganado pelo diabo. Os cristãos têm que ter o hábito de sempre comparar, analisar tudo o que os pregadores estão falando com o que a Bíblia nos diz, aprender que não devemos ficar meditando somente em versículos aleatórios ou isolados, mas meditar em todo o texto sem tirar do contexto. Podemos estar dentro de templos, podemos estar com a Bíblia nas mãos, podemos estar orando, cantando louvores, mas, se não estivermos praticando o Evangelho, seremos somente religiosos, e, com certeza, iremos padecer por toda a eternidade. Temos que saber que aqui não é a nossa casa, mas simplesmente o lugar da nossa peregrinação. Devemos seguir para a vida ou, se fizermos a vontade do mundo e de seus conselhos, prosseguiremos para a morte eterna. “Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes? Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tiago 4:5-7). Todos os soberbos, os que pensam que sabem alguma coisa, os que acham que podem viver de acordo com a vontades deles estão se colocando na qualidade de inimigos de Deus, e todos os inimigos do Senhor serão destruídos. Jesus não veio ao mundo, sofreu, foi humilhado e morreu na cruz para que nós pudéssemos ter bens materiais ou boa vida, mas sim para que pudéssemos ter vida eterna. “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações. Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. Humilhai-vos perante o Senhor, e Ele vos exaltará.” (Tiago 4:8-10). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Paz