top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Amar



“Vede que grande amor nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus; e nós o somos. Por isso o mundo não nos conhece; porque não conheceu a Ele. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele; porque assim como é, o veremos. E todo o que Nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como Ele é puro. Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia. E bem sabeis que Ele se manifestou para tirar os pecados; e Nele não há pecado. Todo o que permanece Nele não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece. Filhinhos, ninguém vos engane; quem pratica a justiça é justo, assim como Ele é justo; quem comete pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo. Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente; porque a semente de Deus permanece nele, e não pode continuar no pecado, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão.” (1 João 3:1-10)

Deus nos amou de maneira sobrenatural, de uma maneira que o mundo, as pessoas não conseguem entender, pois Ele, por amor, enviou o seu Filho único para sofrer todos os tipos de humilhações e passar por todas as tribulações, sofrimentos, e morrer em nosso lugar, quando ainda éramos todos pecadores e não o conhecíamos como Ele é. Temos que compreender que Ele não enviou seu Filho para sofrer tão grande sofrimento por estar irado com Ele, ou para castigá-lo, ao contrário, Ele o enviou por Amor. Deus Pai amou o seu Filho Jesus Cristo, e por amor o enviou para nos resgatar, para que pudéssemos ter vida Nele, e Jesus logo depois recebeu a maior recompensa, a Coroa da Glória. Ele assentou-se à direita de Deus e recebeu toda a autoridade nos Céus, na terra e embaixo da terra, e hoje Ele é o Senhor de todas as coisas, e todos os joelhos têm que se dobrar diante Dele. Os seres humanos, as pessoas do mundo, e inclusa está a maioria das religiões evangélicas, não entendem, não compreendem o Amor de Deus, pois querem um amorzinho concordante com as suas vontades, um amor preocupado exclusivamente com o bem-estar delas, e não percebem a Verdade, apesar de estar bem claro na Palavra de Deus que todos os que Ele ama e recebe como filhos Ele educa, e se estiverem sem correção, logo não são filhos.

“Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio, que nos amemos uns aos outros, não sendo como Caim, que era do Maligno, e matou a seu irmão. E por que o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas. Meus irmãos, não vos admireis se o mundo vos odeia. Nós sabemos que já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama permanece na morte. Todo o que odeia a seu irmão é homicida; e vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele. Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos. Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitando, lhe fechar o seu coração, como permanece nele o amor de Deus? Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obras e em verdade.” (1 João 3:11-18). A mensagem bíblica, os ensinamentos bíblicos se fundamentam no Amor e nos ensinam como devemos, em primeiro lugar, amar o nosso Deus, e em segundo como devemos amar o nosso próximo. Só que as pessoas preferem ignorar e, segundo elas, amarem do jeito delas, portanto, toleram, aceitam, concordam com todos os tipos de pecados, e ainda usam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém) de maneira indevida, pois falam que amam, porém aceitam e convivem com pessoas que dizem ser cristãs, mas que estão em segundo casamento, em divórcio, em fornicações, em homossexualismo, em desonestidade, em mentiras, e na prática de todos os tipos de rituais que são ofensivos ao Senhor. Quando vemos alguém cometendo pecado, vivendo nele, e não falamos que a pessoa está no erro, que ela deve abandonar as rebeldias, então é porque não a estamos amando, ao contrário, estamos a odiando, pois ela, continuando nos erros, irá para o inferno, e nós também, por nos colocarmos como cúmplices, uma vez que sabíamos que era errado e nos calamos. O que o mundo que jaz (morto) no maligno conhece é que amar é aceitar, tolerar e apoiar as outras pessoas, independentemente de tudo e de qualquer coisa que ela esteja fazendo e vivendo, mas o Amor de Deus é aquele que se manifestou no mundo para tirar os pecados do mundo, dizendo assim: arrependa, pois há chegado o Reino de Deus. Temos que conhecer o Amor que é o próprio Deus, e então exercer o Amor para que possamos nos salvar e com o nosso amor conduzir muitos à salvação em Cristo. “Nisto conheceremos que somos da verdade, e diante Dele tranquilizaremos o nosso coração; porque se o coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas. Amados, se o coração não nos condena, temos confiança para com Deus; e qualquer coisa que lhe pedirmos, Dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos o que é agradável à sua vista. Ora, o seu mandamento é este, que creiamos no Nome de seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, como Ele nos ordenou. Quem guarda os seus mandamentos, em Deus permanece e Deus nele. E nisto conhecemos que Ele permanece em nós: pelo Espírito que nos tem dado.” (1 João 3:19-24).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentarer


bottom of page