top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

O Evangelho a todas as criaturas



“Ora, ouviram os apóstolos e os irmãos que estavam na Judéia que também os gentios haviam recebido a Palavra de Deus. E quando Pedro subiu a Jerusalém, disputavam com ele os que eram da circuncisão, dizendo: Entraste em casa de homens incircuncisos e comeste com eles. Pedro, porém, começou a fazer-lhes uma exposição por ordem, dizendo: Estava eu orando na cidade de Jope, e em êxtase tive uma visão; descia um objeto, como se fosse um grande lençol, sendo baixado do céu pelas quatro pontas, e chegou perto de mim. E, fitando nele os olhos, o contemplava, e vi quadrúpedes da terra, feras, répteis e ves do céu. Ouvi também uma voz que me dizia: Levanta-te, Pedro, mata e come. Mas eu respondi: De modo nenhum, Senhor, pois nunca em minha boca entrou coisa alguma comum e imunda. Mas a voz respondeu-me do céu segunda vez: Não chames tu comum ao que Deus purificou. Sucedeu isto por três vezes; e tudo tornou a recolher-se ao céu. E eis que, nesse momento, pararam em frente à casa onde estávamos três homens que me foram enviados de Cesaréia.” (Atos 11:1-11)

 

                  Os judeus achavam que eram os únicos povos escolhidos por Deus, e por tal motivo não permitiam que se pregasse o Evangelho, ou que entrassem na casa de pessoas que não fossem judeus. Mas um dia Pedro foi convocado pelo Senhor para ir pregar o Evangelho de Jesus Cristo na casa e para a família de um Centurião Romano (Capitão de cem soldados). Através de visão, o Senhor já tinha mostrado a Pedro que todos eram iguais, e, portanto, Pedro deveria ir e ele foi. Mas, quando os judeus em Jerusalém ficaram sabendo disso, não gostaram e foram tomar satisfação com Pedro, que imediatamente relatou tudo o que havia acontecido, inclusive havia testemunhas, pois alguns irmãos o acompanharam nessa visita na casa do Senhor, e então ele falou como o Poder de Deus havia se manifestado.

           “Disse-me o Espírito que eu fosse com eles, sem hesitar; e também estes seis irmãos foram comigo e entramos na casa daquele homem. E ele nos contou como vira em pé em sua casa o anjo, que lhe dissera: Envia a Jope e manda chamar a Simão, que tem por sobrenome Pedro,

o qual te dirá palavras pelas quais serás salvo, tu e toda a tua casa.” (Atos 11:12-14). Tudo tinha acontecido de acordo com a vontade do Senhor, não era a igreja terrena que iria colocar obstáculos, não era a doutrina de homens que iria impedir que o Evangelho fosse pregado a toda criatura, e todos alcançados pudessem ter a oportunidade de serem salvos. As pessoas têm o hábito de esquecer tudo muito rapidamente, os apóstolos tinham ouvido não uma vez, mas várias vezes do próprio Senhor Jesus Cristo, inclusive após Ele ter passado pela morte, ou seja, Ele ressurreto, dar a ordem dizendo que era para eles irem pregar o Evangelho a todas as criaturas, as batizarem, e que quem cresse seria salvo. A ordem sempre foi para pregar a todos, mas eles queriam pregar somente para eles, queriam a salvação só para eles, sendo que nem eles mesmos aceitaram a salvação de Jesus Cristo. Mas, ao aparecer em visão para Pedro, davam exemplo, mostravam que não poderiam chamar de amaldiçoado o que Deus tinha abençoado. Quando eles chegaram à casa do Centurião, imediatamente o Espírito Santo veio sobre eles da mesma maneira que tinha acontecido com os judeus no dia de Pentecostes, então eles não tinham como contradizer, além, claro, de ouvir do próprio Centurião o testemunho de como o anjo lhe tinha aparecido e lhe falado. Assim como Pedro eles já sabiam, pois o Senhor tinha dito isto antes mesmo dos enviados do Centurião chegarem à casa onde Pedro estava. O que aprendemos com isto é que não existe ninguém melhor do que ninguém, que não existe classe ou povo privilegiado diante do Senhor, portanto, não importa a nacionalidade, ou a religião, devemos pregar, apresentar Jesus a todos, e quem convence não somos nós, mas o Espírito do Senhor. “Logo que eu comecei a falar, desceu sobre eles o Espírito Santo, como também sobre nós no princípio. Lembrei-me então da Palavra do Senhor, como disse: João, na verdade, batizou com água; mas vós sereis batizados no Espírito Santo. Portanto, se Deus lhes deu o mesmo dom que dera também a nós, ao crermos no Senhor Jesus Cristo, quem era eu, para que pudesse resistir a Deus? Ouvindo eles estas coisas, apaziguaram-se e glorificaram a Deus, dizendo: Assim, pois, Deus concedeu também aos gentios o arrependimento para a vida.” (Atos 11:15-18).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page