top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Temos um Advogado



“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. E Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo. E nisto sabemos que o conhecemos; se guardamos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; mas qualquer que guarda a sua Palavra, nele realmente se tem aperfeiçoado o amor de Deus. E nisto sabemos que estamos Nele; aquele que diz estar Nele, também deve andar como Ele andou.” (1 João 2:1-6)

 

O apóstolo João, já bem avançado de idade, tinha o hábito de dirigir-se à igreja, aos irmãos de maneira carinhosa, chamando-os de meus filhinhos, mas ao mesmo tempo exortava de maneira muito séria, os repreendia e ensinava o Caminho certo. Esse apóstolo, que é conhecido como o apóstolo do amor, como discípulo amado de Cristo, é o mesmo que escreveu um Evangelho que leva o seu nome, bem como essas cartas que são três, além, é claro, do livro de Apocalipse. Aqui ele inicia nos ensinando que não devemos pecar, mas, se de alguma maneira pecarmos, se nos arrependermos, termos a certeza de que poderemos ir ao Pai em Nome de Jesus que seremos perdoados, pois Jesus atua junto ao Pai como advogado de todos os que se arrependem e pedem perdão.  Se pecarmos e nos arrependermos, temos um grande, o maior e melhor advogado, que nos defende e pede por nós. Mas devemos atentar para o que ele nos ensina. Ele nos mostra que quem ama o Senhor lhe obedece, e quem não lhe obedece não o ama e não tem parte no Reino Dele, ou seja, os desobedientes, os que mesmo que falem o Nome do Senhor, se não lhe obedecem e dizem que o amam, são mentirosos, e todos os que mentem são filhos do diabo. Portanto, se abrirmos as nossas bocas para falarmos que somos de Cristo, que somos filhos de Deus, temos que nos examinar para ver se somos obedientes a Ele, caso contrário, somos filhos do diabo, que é o pai de todos os mentirosos.

         “Amados, não vos escrevo mandamento novo, mas um mandamento antigo, que tendes desde o princípio. Este mandamento antigo é a Palavra que ouvistes. Contudo é um novo mandamento que vos escrevo, o qual é verdadeiro Nele e em vós; porque as trevas vão passando, e já brilha a verdadeira Luz. Aquele que diz estar na Luz, e odeia a seu irmão, até agora está nas trevas. Aquele que ama a seu irmão permanece na Luz, e nele não há tropeço. Mas aquele que odeia a seu irmão está nas trevas, e anda nas trevas, e não sabe para onde vai; porque as trevas lhe cegaram os olhos.” (1 João 2:7-11). Temos que compreender que obedecer ao Senhor, viver pela obediência não é um mandamento novo, mas desde o início o Senhor deixou bem claro que a maneira de demonstrar o nosso amor a Ele é pela obediência. São filhos de Deus os que lhe obedecem, que vivem de acordo com a sua Palavra, e todo o restante são criaturas, feituras Dele, e esses, se não se converterem e passarem a viver em obediência, irão padecer por toda a eternidade. Temos que observar se estamos andando como Jesus andou, porque o cristão segue o seu Mestre, se não o estamos seguindo, podemos cantar, orar, jejuar, ofertar, mas não somos filhos de Deus, ao contrário. Assim, a todo tempo devemos nos examinar se estamos vivendo de acordo com a Sã Doutrina, se realmente praticamos a sua Palavra, se amamos o nosso próximo, porque esse é o segundo mandamento. Mas devemos entender, compreender o que é amar o próximo, pois amar é condenar o pecado e apresentar Jesus, porque só assim estaremos demonstrando o verdadeiro amor de Cristo. O que não podemos é odiar os nossos irmãos, devemos odiar sim o pecado, mas jamais odiarmos as pessoas, e quem odeia não conhece o Senhor e é servo do diabo. “Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados por amor do seu Nome. Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que é desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo, porque vencestes o Maligno. Eu vos escrevi, meninos, porque conheceis o Pai. Eu vos escrevi, pais, porque conheceis aquele que é desde o princípio. Eu escrevi, jovens, porque sois fortes, e a Palavra de Deus permanece em vós, e já vencestes o Maligno. Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.” (1 João 2:12-17).


Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page