• Pr. Henrique Lino da Silva

Sublimidade de palavras

“E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.” (1 Coríntios 2:1)

O apóstolo Paulo, falando à igreja em Coríntios, lembra que, quando esteve com eles, não falou com sofisticação ou como um grande erudito, ele falou de maneira clara e direta. Assim devemos proceder, e não tentar apresentar um evangelho sofisticado, com um linguajar difícil, porque o Evangelho de Jesus Cristo é simples e direto. Temos que falar uma linguagem clara para que todos entendam e não tenham dúvidas sobre o que falamos. Não podemos florear muito para tentarmos expor as Verdades do Evangelho. Temos de simplesmente expor de maneira direta, falar sobre o que está escrito na Palavra. Não podemos buscar exemplos a partir do Antigo Testamento, mesmo porque ali se fala de promessas todas cumpridas ao povo judeu. Temos que simplesmente falar de Jesus, e não falar de nós mesmos, temos que falar do Reino, e não de coisas materiais, porque Deus é Espírito, e falamos de coisas espirituais porque também queremos e desejamos viver de maneira espiritual aqui e depois por toda a eternidade junto com o Senhor. Não é do carisma, da simpatia, do gracejo do pregador que temos de gostar, e sim do Evangelho, pois não é um pregador que salva, mas o Senhor Jesus Cristo. Assim, não precisamos, na verdade não podemos pregar e falar um idioma difícil, ou seja, se estamos no Brasil, não devemos usar uma linguagem difícil, um português sofisticado, porque nem todos entendem, uma vez que nem todos tiveram a oportunidade de frequentar uma faculdade. Temos que falar a linguagem do povo, porque é esse povo que irá morar nos céus. Se ficarmos falando difícil, fecharemos as portas do céu a algumas pessoas e iremos prestar contas dessas almas diante do Senhor. “Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado. E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor.” (1 Coríntios 2:2-3). Paulo não foi ao encontro da igreja como um superapóstolo com todo conhecimento, ele foi simplesmente como um homem, e ainda doente. Paulo foi usado várias vezes por Deus para curar as pessoas e até mesmo ressuscitar mortos, como foi o caso com o Jovem Êutico, que caiu de uma janela. Mas ele nunca disse que Deus curaria todos os enfermos, até porque ele mesmo teve vários problemas de saúde, assim Ele apresentava o Senhor como Ele é, apresentava a verdade, mostrava que Deus cura quem quiser na hora em que quiser. “E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.” (1 Coríntios 2:4-5). Ao contrário, a maioria dos pregadores modernos ficam tentando ou convencendo as pessoas a frequentarem as suas igrejas, seus templos, exigindo que participem de campanhas que não podem quebrar elos, ou chegam ao ponto de afirmar que a ausência em um culto é desobediência. Pregadores tentam convencer as pessoas a ofertarem, a participarem de votos e desafios, e tudo fazem para justificar os seus pedidos. Nós temos de fazer a nossa pregação falando do Evangelho, expondo o Novo Testamento, falando de salvação, de santidade, de conversão, de abandono total de pecados. Temos que falar de Jesus, mas sem tentarmos convencer quem quer que seja, porque nós somente falamos, quem convence é o Espírito Santo. Por isto devemos atentar para o que estamos ouvindo e vendo, atentar para que tipo de templo, denominação estamos frequentando, temos que observar o pregador para ver se ele está tentando nos convencer de alguma coisa que é contrária à sã doutrina ou não. Devemos compreender que pregadores são pessoas normais, iguais a nós mesmos, que simplesmente têm a missão de apresentar o Evangelho de Jesus Cristo a todos, e eles mesmos são pessoas que sofrem pelas mesmas coisas que outras, e até mesmo mais. “Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da Glória.”(1 Coríntios 2:6-8). Nós temos a obrigação de falar do Evangelho, falar do Reino de Deus, e por isso nos recusamos a falar sobre o mundo, sobre as coisas do mundo, não falamos em riquezas, não falamos em política, não falamos sobre nada que não seja o Evangelho. Falamos de Jesus, falamos de vida eterna, e não podemos ficar tentando justificar a pobreza ou a miséria e nem a riqueza de bens materiais, pois isto não é importante, uma vez que aqui somos somente peregrinos em direção a nossa casa. Todos os que se perdem falando de riquezas, de prosperidade, abandonaram Cristo e vivem para o mundo, e, consequentemente, ensinam as coisas do mundo. “Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.” (1 Coríntios 2:9). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

1 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram