top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Seguidores de Jesus




“Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como Cristo também vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave. Mas a prostituição, e toda sorte de impureza ou cobiça, nem sequer se nomeie entre vós, como convém a santos, nem baixeza, nem conversa tola, nem gracejos indecentes, coisas essas que não convêm; mas antes ações de graças. Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto não sejais participantes com eles; pois outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (pois o fruto da luz está em toda a bondade, e justiça e verdade), provando o que é agradável ao Senhor; e não vos associeis às obras infrutuosas das trevas, antes, porém, condenai-as; porque as coisas feitas por eles em oculto, até o dizê-las é vergonhoso.” (Efésios 5:1-12)

       Nós temos que ser seguidores de Jesus, sabendo que ser seguidor, ser cristão é ser imitador, aprendiz de Cristo. Portanto, se somos aprendizes Dele, temos que procurar viver como Ele andou, temos que lutar contra os desejos da nossa carne e não fazermos absolutamente nada que sabemos que Cristo não faria, porque ser cristão não é ser religioso e sim praticante dos ensinamentos e ordenanças do Senhor. De nada adianta irmos a templos, congregações, orarmos, fazermos preces, rezas, participarmos de campanhas, de cantorias, ofertarmos, se vivemos uma vida carnal e hipócrita. Assim como o apóstolo Paulo nos ensina, temos que mortificar a nossa carne, e não podemos ceder,  temos que repudiar, abolir das nossas vidas todas as mentiras, o engano, as bajulações, a desonestidade, as prostituições, as fornicações e os  adultérios, e, por mais que todos digam o contrário, nós não aceitamos sugestões ou conselhos, nós ouvimos somente o Senhor, e nós o ouvimos na Bíblia, no Novo Testamento, e assim toda pregação e todo ensino que ouvimos têm que obrigatoriamente estar  pautados  pela Palavra, pois todo o resto nós descartamos.  A avareza, a mesquinharia, a busca por lucro fácil, a esperteza nas negociações não podem fazer parte das nossas vidas, independentemente de as pessoas do mundo nos julgarem tolos, pois o que nos preocupa é fazer a vontade do nosso Senhor; e mais: com esses religiosos, os falsos cristãos, nós não devemos nem mesmo nos relacionar, e sim deles procurar nos distanciar, pois as suas doutrinas corrompem como gangrena.

         “Mas todas estas coisas, sendo condenadas, se manifestam pela luz, pois tudo o que se manifesta é luz. Pelo que diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, sempre dando graças pôr tudo a Deus, o Pai, em Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.” (Efésios 5:13-21). Se estamos em Cristo como gostamos de afirmar (pois ser cristão é estar em Cristo), e como Cristo é a Luz verdadeira, se estivermos Nele, então somos luzes também, porque na Luz Dele nós veremos a Luz, e assim, como imitadores, temos a obrigação de sermos luzes também, caso contrário, não somos autênticos, mas falsos. Cristãos têm a obrigação de ser luz, e luz é o oposto de trevas, de escuridão, e onde há luz, não existem trevas. Por isso, se falamos que somos cristãos, luzes, e existem trevas em nossas vidas, quão grandes trevas somos, pois somos mentirosos e servos do diabo, imitadores do diabo, que é o pai da mentira. Temos que aprender a viver em santidade, a seguir Jesus e não olhar para as tribulações ou dificuldades, mas olhar exclusivamente para o nosso Mestre, o Autor e consumador da nossa fé, e colocar em prática todos os seus ensinamentos, e assim seremos vencedores. “Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo Ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela Palavra, para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo à igreja; porque somos membros do seu corpo. Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne. Grande é este mistério, mas eu falo em referência a Cristo e à igreja. Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.” (Efésios 5:22-33).

 Leiam e pratiquem a bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

 

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page