top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Perseverar



“Portanto, irmãos, procurai mais diligentemente fazer firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis. Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no Reino eterno do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Pelo que estarei sempre pronto para vos lembrar estas coisas, ainda que as saibais, e estejais confirmados na verdade que já está convosco. E tendo por justo, enquanto ainda estou neste tabernáculo, despertar-vos com admoestações, sabendo que brevemente hei de deixar este meu tabernáculo, assim como nosso Senhor Jesus Cristo já me revelou.” (2 Pedro 1:10-14)

 

              Nós não podemos simplesmente nos firmar em uma crença de que, por sermos crentes, evangélicos, achar que somos salvos, e que por irmos a templos denominacionais, ou cantar alguma música que cita o Nome do Senhor, já fizemos tudo. A nossa obrigação vai muito além, uma vez que temos que procurar nos santificar diariamente, assim todos os dias temos que perseverar em nossa luta, combatendo a nossa carne, lutando contra os nossos desejos humanos, para que possamos viver mais espiritualmente. Temos que entender que a nossa salvação nós a temos que buscar, conquistar em todos os momentos, para que não aconteça depois de termos batalhado tanto e perdermos a batalha no final. Veja que Pedro, sabendo que em breve deixaria este mundo, ele partiria, de posse dessa informação, pois o Senhor lhe revelou, sabia que tinha o dever de pregar, evangelizar, revelar a verdade a todos, não que isto fosse um favor, ou capricho dele, mas, se ele não continuasse, buscasse cada vez mais fazer a vontade do Senhor, ele poderia morrer e perder a salvação – apesar de ter andado, convivido com Jesus. Temos exemplo em Salomão. Deus o abençoou com tudo o que ele pediu e muito mais, muito além, ele escreveu provérbios, salmos, livros, tais como Eclesiastes, e mesmo assim, no final de sua vida, por falta de vigilância, se perdeu, perdeu a salvação. Portanto, nós que não sabemos a hora em que iremos partir daqui, temos que vigiar o tempo todo, para que sejamos dignos de entrar no Reino de Deus; e enquanto estivermos aqui, temos muito o que fazer, pois temos missões que o Senhor nos deu, basta examinar os Evangelhos.

         “Mas procurarei diligentemente que também em toda ocasião depois da minha morte tenhais lembrança destas coisas. Porque não seguimos fábulas engenhosas quando vos fizemos conhecer o Poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, pois nós fôramos testemunhas oculares da sua majestade. Porquanto Ele recebeu de Deus Pai Honra e Glória, quando pela Glória Magnífica lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; e essa voz, dirigida do céu, ouvimo-la nós mesmos, estando com Ele no monte santo.” (1 Pedro 1:15-18). Pedro ainda faz questão de dar recomendações para quando ele já tiver partido (morto) que os irmãos perseverem em praticar o Evangelho. A nossa preocupação, nosso amor pelos irmãos tem que ser demonstrado desta maneira, não só em nossa presença, mas muito mais em nossa ausência. Temos que desejar que as pessoas vivam na prática do Evangelho não somente diante de nós, mas, principalmente, quando estiverem longe, porque queremos que sejam realmente convertidos ao Senhor, queremos que elas se rendam ao Senhor, que tenham temor ao Senhor. Não importa se estamos prestes a partir daqui, a morrer, mas temos que saber que as pessoas estão buscando Cristo, que elas também serão salvas e não irão padecer por toda a eternidade. Portanto, proclamamos todos que se rendam ao Senhor, que vivam em constante vigilância, para que alcancem a tão sonhada salvação e não fiquem presos a teologias estranhas, a lendas, ou histórias passadas, mas se lembrem de Jesus, do que Ele disse e ensinou, e procurem praticar. Temos que saber que o tempo urge, e Jesus pode estar voltando para nós agora, e, se falecermos agora, não mais teremos tempo e ou condições de nos arrepender.  Sejamos sábios e vivamos como se tudo terminasse agora, neste instante, busquem Jesus enquanto podem. “E temos ainda mais firme a Palavra profética à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma candeia que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça e a estrela da alva surja em vossos corações; sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.

Porque a profecia nunca foi produzida por vontade dos homens, mas os homens da parte de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo.” (1 Pedro 1:19-21).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page