top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Obras



“Que proveito há, meus irmãos se alguém disser que tem fé e não tiver obras? Porventura essa fé pode salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano. e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito há nisso? Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.” (Tiago 2:14-17)

As pessoas religiosas se orgulham de dizer que têm fé, mas na maioria das vezes não vemos o que afirmam na prática, porque é exatamente a fé que nos conduz, nos obriga a viver em conformidade com os preceitos do Senhor. Se temos fé, logo tememos, uma vez que sabemos quem é o Senhor, então tememos e não fazemos nada que possa desagradá-lo. Por fé, procuramos sempre fazer a sua vontade, por fé, buscamos cada vez mais conhecê-lo para fazer a sua vontade. Portanto, a nossa obra é fazer a vontade do Pai, é fazer todas as coisas que lhe agradam, assim, se temos fé, então, logo, temos preocupação com o bem-estar dos irmãos e sempre procuramos ajudar, socorrer, fazer tudo o que é humanamente possível para ajudar todos os que precisam. Não podemos falar que temos fé quando vemos as pessoas passando por privações, por necessidades várias, e nós não fazemos nada para ajudá-las. Também não podemos falar em fé quando não somos pessoas que batalham pela vida, e estamos em busca de bênçãos e vitórias, quando procuramos o Senhor em busca de prosperidade. Se tivéssemos fé, se acreditássemos no Senhor, na sua Palavra, não faríamos as orações que são contrárias a Ele, não faríamos pedidos ofensivos. Se tivéssemos fé, não frequentaríamos templos onde o Evangelho legítimo não é pregado, não concordaríamos com tantos pecados em nossa casa, no templo que frequentamos, condenaríamos o adultério, o homossexualismo, a desonestidade, a libertinagem, a fornicação, os vícios vários. Mas, apesar de falarmos que temos fé, nos calamos, concordamos com o erro, com medo de sermos taxados de loucos, de alienados, por medo de sermos desprezados, expulsos ou presos. Isto só mostra que falta fé, pois a fé faz com que andemos segundo a vontade do Senhor e não tenhamos medo de nada e nem de ninguém, mas temeríamos a Deus, teríamos medo de Deus.

“Mas dirá alguém: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. Crês tu que Deus é um só? Fazes bem; os demônios também o creem, e estremecem. Mas queres saber, ó homem vão, que a fé sem as obras é estéril? Porventura não foi pelas obras que nosso pai Abraão foi justificado quando ofereceu sobre o altar seu filho Isaque?” (Tiago 2:18-21). A nossa obra é o nosso comportamento que tem que ser diferente do mundo, é viver pelo Espírito, isto é, viver na prática do Evangelho. As pessoas não sabem diferenciar as obras, porque são muitas as que pensam que já estão salvas, isto porque um dia qualquer, em uma reunião, em um templo qualquer, levantaram a mão e disseram que aceitavam Jesus como seu salvador, e em algum momento se submeteram ao que consideram batismo nas águas, mas nem sempre é, muitas vezes é somente um ritual qualquer, pois as pessoas continuam do mesmo jeito que eram antes. Ter mudado ou assumido uma nova religião não quer dizer que estão salvas; é necessário viver segundo a Palavra de Deus, isto é, fazer a obra. A confusão acontece porque os supostos líderes atuais ensinam que fazer a obra é trabalhar de maneira gratuita nos templos, o que na verdade é algo contrário à Palavra de Deus. Fazer a obra não é ser obreiro em um templo, ou cantar, pregar, é viver segundo a vontade do Senhor. Saber que Deus existe é fácil, os demônios todos sabem disso e vivem em rebeldia, e todas as pessoas que vivem sem praticar a Palavra de Deus são idênticas aos demônios. Falar em fé, frequentar uma congregação denominacional qualquer é fácil, e isso não é fazer a obra, temos que ter essa compreensão de que, se não vivermos segundo a vontade do Senhor, se não vivermos em obediência a sua Palavra, com certeza padeceremos. Temos exemplo em Abraão, que ouviu, obedeceu a Deus, e desta maneira temos que ser. “Vês que a fé cooperou com as suas obras, e que pelas obras a fé foi aperfeiçoada; e se cumpriu a escritura que diz: E creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça, e foi chamado amigo de Deus. Vedes então que é pelas obras que o homem é justificado, e não somente pela fé.” (Tiago 2:22-24).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Комментарии


bottom of page