top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

O Pastor verdadeiro



“Em verdade, em verdade vos digo: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. Mas o que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre; e as ovelhas ouvem a sua voz; e ele chama pelo nome as suas ovelhas, e as conduz para fora. Depois de conduzir para fora todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz; mas de modo algum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.” (João 10:1-5)

 

              Jesus é o Pastor verdadeiro, e todas as pessoas que procuram viver Nele, na sua Palavra, são ovelhas, que ouvem e reconhecem a sua voz como o seu Pastor. Isso acontece porque Deus Pai as chamou e as conduziu a Cristo, porque todas as pessoas que entendem a Palavra de Deus e procuram viver em obediência a Cristo são as que o Pai deu ao Filho, são esses que vão a Cristo e permanecem, pois o reconhecem como seu pastor e por nada o abandonam. Jesus entra pela porta porque é o Pastor legítimo, e as ovelhas o conhecem e o reconhecem. Amam ouvir a sua voz os guiando, e, por serem ovelhas, não se rebelam, simplesmente o seguem com alegria. A diferença entre bodes e ovelhas é que as ovelhas conhecem e obedecem ao seu pastor, já os bodes não aceitam autoridade sobre eles, se rebelam, fazem o que querem, e por isto têm que viver presos, cercados, para que não façam coisas erradas. Mas temos de entender que as ovelhas são somente as que são chamadas, aquelas para as quais Deus Pai abre a porta, ou seja, são chamadas e vão ao encontro de Jesus para segui-lo. Já os religiosos não aceitam e são bodes, e esses os vemos em várias religiões, mas especialmente no meio evangélico, onde citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), mas vivem contra, uma vez que vivem em prática de pecados, e, quando questionados, sempre apresentam uma desculpa, muitas vezes tentam se justificar através de um versículo destextualizado, geralmente usando o Antigo Testamento. Por isto é muito fácil para uma ovelha do Senhor identificar, reconhecer os bodes, simplesmente pela sua maneira de viver. Jesus disse que devemos reconhecer as árvores pelos frutos, frutos ruins são iguais a árvores ruins, frutos bons são árvores boas.

         “Jesus propôs-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: eu Sou a Porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu Sou a Porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu Sou o Bom Pastor; o Bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa.” (João 10:6-12) Jesus explica de várias maneiras, Ele usava muito parábolas, para que as ovelhas entendessem, mas quem não era e não é ovelha não entende, inclusive, temos exemplos de que Jesus se deixava reconhecer pelas suas ovelhas e não pelos bodes. Para vermos o Senhor, sabermos que Ele é nosso Pastor, temos que ser ovelhas, temos que ser chamados pelo Pai, temos que ser dados, oferecidos a Cristo por Deus. Bodes podem até tentar se disfarçar de ovelhas, mas as ovelhas os reconhecem, só quem não as identifica são os seus pares bodes também. Todos os que pregam, ensinam uns evangelhos diferentes são bodes, pois, quando os ouvimos, vemos que são pregadores, que são diferentes de pastores, porque, apesar de tentarem se fazer de pastores, as ovelhas sabem que são bodes, e quem segue os bodes são os seus iguais.  Há aqueles que pregam e ensinam um evangelho de facilidades e bênçãos desmedidas, prosperidade, sabemos que são os servos do diabo, apesar de estarem citando o Nome do Senhor.  Devemos nos examinar para ver se somos ovelhas do Senhor ou bodes do mercenário, do diabo. “Ora, o mercenário foge porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas. Eu Sou o Bom Pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; a essas também me importa conduzir, e elas ouvirão a minha voz; e haverá um rebanho e um pastor. Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para a retomar.” (João 10:13-17).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page