top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Guardai-vos



“Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita; para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.” (Mateus 6:1-4)

 

              Jesus nos ensinou, nos mandou ajudar, socorrer as pessoas que estiverem passando por necessidades, mas temos que observar como Ele disse que deveríamos fazer isso. Primeiro é nossa obrigação ajudar todas as pessoas que venham até nós pedindo ajuda, se tivermos meios de como ajudá-las de alguma forma, temos que fazê-lo, e se não as ajudarmos, estaremos rebelando contra a Palavra de Deus, portanto estamos em pecado. Só pelo fato de deixarmos de ajudar ou socorrer alguém que necessita, estaremos em pecado, e por esse motivo com certeza iremos para o inferno, portanto, que todos fiquem cientes de que é nosso dever, obrigação ajudar o próximo. Segundo, quando ajudarmos alguém, não podemos sair divulgando, propagando o que fizemos aos quatros ventos, como se tivéssemos feito algo importante, pois na verdade somente fizemos a nossa obrigação. O que as pessoas estão fazendo hoje em dia não pode ser chamado de ajuda, pois fazem questão de tudo filmar, ou tirar fotos para colocarem nas suas redes sociais e assim serem aplaudidas pelo mundo. Quando cumprirmos com as nossas obrigações e ajudarmos alguém, que  não comentemos isso com ninguém, pois, entre outras coisas, estaremos humilhando o próximo. Não se pode fazer como determinadas congregações denominacionais ou algumas pessoas que se dizem evangélicas fazem, pois elas, quando dão uma mísera cesta básica (e põe básica nisso), fazem a maior propaganda daquilo, ou então quando  vão doar uma sopa  para os moradores de rua, tudo fazem para divulgar, e transformam aquilo em um grande evento, e na maioria das vezes a igreja arrecada mais do que gasta, e o resto vai para os cofres da igreja ou para o bolso dos pastores.

         “E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará diante dos homens. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu Nome; venha o teu Reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. [porque teu é o Reino e o Poder, e a Glória, para sempre, Amém.” (Mateus 6:5-13). Também não podemos ficar alardeando que somos os melhores por sermos crentes, por sermos evangélicos, ficarmos em toda parte fazendo orações altas, em toda parte, para as pessoas ouvirem. Na verdade, temos que fazer como Jesus fez, quando teve que orar por alguém em público, Ele tirou a pessoa para um canto, orou, passou cuspe nos olhos dele, e, após a oração, a pessoa voltou enxergando. Temos que entender que a oração é algo muito sério e demonstra relacionamento com o Pai, é uma conversa, um diálogo, portanto, não temos que ficar mostrando nada para ninguém. Veja que Jesus não nos manda subir monte para orar, nem ficar orando aos gritos nas praças, mas que entremos em nossos quartos e fechemos as nossas portas e falemos com o nosso Pai em secreto, que ouve e responde a toda oração que fizermos a Ele em Nome de Jesus. Estando de acordo com a sua Palavra, com certeza haverá resposta. E temos que tomar cuidado para não ficarmos repetindo, fazendo orações repetitivas, e nem ficarmos dizendo, determinando ou ensinando a Deus como agir, temos que compreender que quem é Deus é Ele, portanto, Ele sabe como agir e o que fazer em quaisquer situações. Sempre iniciar as orações pedindo perdão, pois estamos constantemente pecando, errando, portanto, não custa sempre pedirmos, clamar por sua misericórdia, pelo seu perdão, e depois então falemos com Ele sempre exaltando e glorificando o seu Nome. Não esqueçam: não oramos a Jesus, mas sim a Deus em Nome de Jesus, para que seu Nome seja Glorificado através do seu Filho. “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai Celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.” (Mateus 6;14-15).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page