• Pr. Henrique Lino da Silva

Expondo

“Depois, passados catorze anos, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também comigo Tito. E subi por uma revelação, e lhes expus o Evangelho, que prego entre os gentios, e particularmente aos que estavam em estima; para que de maneira alguma não corresse ou não tivesse corrido em vão.” (Gálatas 2:1-2)

Paulo, quando se converteu, ou melhor, quando foi chamado pelo Senhor, ele obedeceu ao chamado e não foi buscar confirmação ou apoio nos irmãos, nos que já eram apóstolos de Jesus, ao contrário, iniciou o seu ministério de pregação e evangelismo. Somente quatorze anos depois ele foi a Jerusalém falar com os irmãos, com a igreja, e conhecê-los; não foi pedir orientação ou ajuda, foi somente conhecer e informar como estava agindo e pregando. Temos que observar a autoridade desse abnegado servo do Senhor. Paulo era um pregador para os gentios, assim como Pedro era para os judeus, e Paulo pregava o Evangelho de Jesus Cristo e não ensinava nada sobre a lei, apesar de ter sido um fariseu, mas, como teve uma conversão genuína, ele agora falava de Jesus e era contrário aos costumes da lei que tinha sido cumprida em Jesus. Vejo as pessoas se dirigirem a outros pedindo ajuda, unção para pregarem o Evangelho, mas elas deveriam se examinar para ver se foram chamadas pelo Senhor, e se isso aconteceu, elas têm que ir, e não ficarem buscando aprovação ou conselho de homens, não podem ficar buscando orientações dos outros e sim do Senhor. Eu particularmente acho que hoje esses cursos de teologia servem mais para atrapalhar do que para ajudar a divulgar o Evangelho. “Mas nem ainda Tito, que estava comigo, sendo grego, foi constrangido a circuncidar-se.” (Gálatas 2:3). Paulo não permitia nem mesmo que as pessoas que o acompanhavam, como Tito, fossem obrigadas a circuncidar, que era uma exigência da lei, e que os judeus ortodoxos ainda até hoje continuam praticando. Como Paulo pregava e defendia o Evangelho de Jesus Cristo, os irmãos ou os discípulos não tinham como discordar dele, portanto, não podiam exigir que ele mandasse as pessoas circuncidarem, apesar de que muitos deles assim pensavam. Ainda hoje, no meio denominado cristão, evangélico, gospel, existem pessoas que pregam e defendem a lei, prova tal é que muitas fundamentam as suas pregações no Antigo Testamento, esquecendo que vivemos no Novo Testamento, na Nova Aliança feita no Sangue de Jesus. “E isto por causa dos falsos irmãos que se intrometeram, e secretamente entraram a espiar a nossa liberdade, que temos em Cristo Jesus, para nos porem em servidão; Aos quais nem ainda por uma hora cedemos com sujeição, para que a Verdade do Evangelho permanecesse entre vós.”(Gálatas 2:4-5). Assim como os falsos irmãos entraram no meio do povo, da igreja na época, para fazer as pessoas voltarem à antiga lei de uma forma enganosa, da mesma maneira vemos coisas parecidas atualmente, porque as pessoas querem cumprir um rito religioso e não aceitam a liberdade que há em Cristo, prova tal é que se criam costumes totalmente contrários ao Evangelho de Jesus Cristo. Temos denominações, pregadores, que condenam as mulheres por usarem calças, as condenam por cortarem os cabelos, não lhes permitem usar joias, nem mesmo brincos, não permitem que os homens em momentos de lazer usem bermudas, ou que tenham televisores em casa. Chegam ao cúmulo de proibir o uso de qualquer meio anticoncepcional, ou seja, fazem com que os casados deixem de fazer sexo ou então que tenham um filho a cada ano. Também querem proibir que as mulheres se depilem, se cuidem, o que é uma questão de higiene. Sabemos que são doutrinas e preceitos de homens e que nada têm a ver com o Evangelho de Jesus Cristo, mas como há muitas pessoas que não conhecem o Evangelho, elas então se submetem a esses falsos pregadores e tornam-se prisioneiras dessas doutrinas que não as levam à salvação, mas somente à religião, que para nada serve. Mas nós, os que conhecemos o Evangelho, não cedemos a isso, porque já nos rendemos a Cristo e fazemos a sua vontade, e não a nossa. Por isto a necessidade de sempre estarmos meditando na Palavra de Deus, sempre lermos a Bíblia, pois o Senhor nos fala por ela, e não existe nenhum ensino ou revelação do Senhor que possa ser contrário a sua Palavra. Se queremos ouvir a vontade de Cristo, então que leiamos a nossa Bíblia, especialmente o Novo Testamento, e ouviremos o que Ele deseja para cada um de nós. Em Jesus há liberdade, por isto temos que viver os seus preceitos, e não nenhuma doutrina estranha que não esteja em sua Palavra. Não podemos ficar preocupados com a fama ou com o suposto conhecimento de homens, devemos simplesmente obedecer a Cristo. “E, quanto àqueles que pareciam ser alguma coisa (quais tenham sido noutro tempo, não se me dá; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me comunicaram; antes, pelo contrário, quando viram que o Evangelho da incircuncisão me estava confiado, como a Pedro o da circuncisão (Porque aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão, esse operou também em mim com eficácia para com os gentios), E conhecendo Tiago, Cefas e João, que eram considerados como as colunas, a graça que me havia sido dada, deram-nos as destras, em comunhão comigo e com Barnabé, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão; Recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres, o que também procurei fazer com diligência.”(Gálatas 2:6-10). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram