• Pr. Henrique Lino da Silva

Explicando o casamento

“Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; mas, por causa da fornicação, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido.” (1 Coríntios 7:1-2)

Neste texto, o apóstolo Paulo, respondendo à carta que os coríntios lhe tinham enviado questionando sobre vários assuntos relacionados ao casamento, ele procura responder abordando todos os pontos de uma vida marital. Paulo não somente aconselha, mas orienta como ter um casamento de paz e duradouro, mostra as responsabilidades que envolve o casamento, porque são muitos os que desconhecem isso, e por tal motivo tratam o casamento como algo banal, não sabendo que estão caminhando para a própria destruição. Infelizmente, as pessoas não têm noção da seriedade do que é o casamento, e, para nossa infelicidade, para o nosso horror, cada dia que passa as pessoas menos valorizam o matrimônio, e sempre acham que a solução é o divórcio. Na verdade muitos se casam como se fosse uma experiência, pensando que, se não der certo, simplesmente divorciam. Poucos realmente casam pensando em viver ao lado do cônjuge para toda a vida, mesmo porque as palavras que repetem, ou pronunciam, na cerimônia para eles não têm nenhum valor ou significado. Paulo aqui fala de maneira direta que seria bom os homens não se casarem, que não se envolvessem com mulher, isto porque um casamento nunca é fácil, as pessoas casam pensando em ter sexo todos os dias, em receber carinho, amor e atenção, mas não pensam que têm que retribuir, que têm responsabilidades de manter uma casa, filhos, e acima de tudo aturar o gênio do cônjuge, as manias e descontroles. Uma vez que não existe ninguém perfeito, sabemos que com o tempo aparece aquilo que no namoro e noivado não se viu ou percebeu, por esse motivo o apóstolo fala que seria melhor que não se cassassem, mas, para que não vivam em fornicação, isto é, tendo relações sexuais sem serem casados, e isso é pecado, então que se casem. Para não viver no pecado, cada um que se case e tenha o seu próprio cônjuge, mas de antemão saiba que não será fácil ter que dividir tudo com uma outra pessoa, uma vez que entre marido e mulher não pode haver segredo. Como se transformam em uma só carne, não justifica terem separações, ou senhas desconhecidas para os cônjuges em redes sociais ou em aparelhos eletrônicos, isto porque não pode haver divisões. “O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.” (1 Coríntios 7:3). Quando se casam, assumem um compromisso de manterem sexualmente um ao outro, portanto, não pode o marido se negar à esposa, ou dar uma desculpa qualquer, portanto, deve estar sempre preparado para satisfazer os desejos quando a esposa assim o desejar. Não pode alegar cansaço, preocupação ou outra coisa, e isto deveria ser explicado antes do casamento, porque, não cumprindo com o dever, abre brechas para que o diabo, o nosso adversário, aja na vida da esposa, levando-a a cometer adultério, mesmo que seja em pensamento, e, creia, o responsável é o marido. Também a esposa jamais pode dizer que está com dor de cabeça, que não quer, que não está a fim, porque tem a obrigação de satisfazer os desejos sexuais do seu marido. A desculpa que tomou conta da casa em relação a crianças ou outra coisa não pode ser usada, mesmo porque o pai da mentira é o diabo, e com a sua negativa estará também conduzindo o marido ao adultério, e com certeza será sua responsabilidade. “A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.” (1 Coríntios 7:4). Quando se casa, a mulher perde o direito, o controle sobre o seu corpo, e assim passa a pertencer ao marido, e por esse motivo não se pode negar a atender aos desejos sexuais do marido. Ela deve saber que se transformaram em uma só carne, assim o seu corpo pertence ao seu marido. Se ele quiser ter relações sexuais, ela deve atender, corresponder, caso contrário estará infringindo a lei do casamento. Assim também o marido não tem domínio sobre o seu corpo, quem o tem é a sua esposa, por isso ele deve tudo fazer para manter-se pronto para atender aos desejos sexuais da esposa. Sabe-se que para o homem é mais difícil, porque, quando ele tem algum problema ou o cansaço, fica difícil manter relação, por tudo isto as pessoas deveriam pensar bem antes de tomarem a decisão de se casar. Quando estão empolgados, apaixonados, chegam a crer que será ótimo, que eles mesmos terão vontades, desejos de sempre terem relações sexuais, mas essa não é a verdade, uma vez que, depois que o tempo passa, com a responsabilidade de manter um lar, tudo dificulta, e para manter acesa a chama do amor, não é fácil. As pessoas deveriam ter esse conhecimento para se evitar tanto sofrimento, tanta dor, separação, porque cada divórcio que acontece traz dores não somente para o cônjuge, mas para os filhos. Trazem traumas dos quais muitas vezes não conseguem se libertar. A família toda sofre, sem levar em consideração que é pecado, é uma desobediência à Palavra de Deus, e os desobedientes não serão salvos. “Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência. Digo, porém, isto como que por permissão e não por mandamento. Porque quereria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um de uma maneira e outro de outra.” (1 Coríntios 7:5-7). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram