top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Ensinar o Evangelho de Jesus Cristo



“Conjuro-te diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu Reino; prega a Palavra, insista a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério. Quanto a mim, já estou sendo derramado como libação, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda. Procura vir ter comigo breve; pois Demas me abandonou, tendo amado o mundo presente, e foi para Tessalônica, Crescente para a Galácia, Tito para a Dalmácia; só Lucas está comigo. Toma a Marcos e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério. Quanto a Tíquico, enviei-o a Éfeso.” (2 Timóteo 4:1-12)

Paulo, ou melhor, o apóstolo Paulo, preso em Roma, envia essa carta ao jovem pastor Timóteo, exigindo que ele seja um verdadeiro pregador do Evangelho. Ele conjura diante do Senhor para que Timóteo pregue, ensine o Evangelho de Jesus Cristo, e não outra coisa, porque já naquela época existiam os falsos pregadores que, como hoje, abundam os templos denominacionais. Não somente Timóteo, mas todos nós temos a obrigação de pregar, ensinar o Evangelho de Jesus Cristo, não deixarmos passar nenhuma oportunidade. Devemos aproveitar o tempo e, sempre que possível, falar a Verdade única, pois a maioria não fala desse Evangelho, eles criaram outros evangelhos para viverem confortavelmente nos seus pecados. Mas a nossa função é apresentar a Doutrina de Jesus Cristo, independentemente de as pessoas gostarem ou não, nós não podemos é insistir, e sim falarmos em todas as oportunidades, e se houver algum filho de Deus, ele ouvirá, aceitará e se renderá ao Senhor. As pessoas já criaram congregações, religiões de acordo com a vontade delas, para que ouçam somente o que lhes é conveniente, pois não aceitam ouvir que o modo de elas viverem, as suas práticas são pecado, e por causa desses pecados elas não serão salvas e irão padecer por toda a eternidade. Evidentemente que, por falarmos a Verdade de Cristo, seremos desprezados, perseguidos, mas é natural, já esperamos por isso, uma vez que perseguiram o nosso Mestre, e se o apresentarmos, com certeza seremos perseguidos, e o pior: seremos perseguidos pelos religiosos, por aqueles que dizem amar o Senhor, pelos que dizem conhecê-lo. Nada disso nos assusta, muito pelo contrário, nós nos sentimos honrados por podermos sofrer, por sermos dignos de sofrer por causa do Nome de Jesus Cristo.

“Quando vieres traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, especialmente os pergaminhos. Alexandre, o latoeiro, me fez muito mal; o Senhor lhe retribuirá segundo as suas obras. Tu também te guarda dele; porque resistiu muito às nossas palavras. Na minha primeira defesa ninguém me assistiu, antes todos me desampararam. Que isto não lhes seja imputado. Mas o Senhor esteve ao meu lado e me fortaleceu, para que por mim fosse cumprida a pregação, e a ouvissem todos os gentios; e fiquei livre da boca do leão, E o Senhor me livrará de toda má obra, e me levará salvo para o seu Reino Celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.” (2 Timóteo 4:13-18). O apóstolo Paulo sabia que estava chegando ao fim a sua missão, pois estava preso em Roma, e creio que já tinha saído a sua sentença de morte. Mas mesmo que ainda não tivesse acontecido o julgamento, ele sabia que seria condenado, por isto ele já avisa Timóteo, dá-lhe instruções, pois o que o Senhor Jesus tinha lhe encarregado de fazer ele tinha feito. E também lembra as pessoas que o abandonaram, e ainda pede ao Senhor para não imputar a elas aquele pecado, porque sabemos que os seres humanos sempre vão nos trair e abandonar, porém sabemos que quem jamais nos abandonará é o Senhor. Paulo pede a esse jovem pastor para ir vê-lo o mais rápido possível, pede que leve a sua capa, mesmo porque estava em pleno inverno e era gélido em Roma onde se encontrava preso, mas, como verdadeiro homem de Deus, pede os livros, pois o que ele gostava de fazer em seu tempo livre era meditar na Palavra de Deus. O apóstolo Paulo sabia que o seu tempo aqui já tinha acabado, mas ele não estava triste, porque sabia que ia ao encontro do Pai, que ia estar com Jesus Cristo para sempre, portanto, todos os que conhecem Cristo, que vivem segundo a sua Palavra, não temem a morte, não temem a hora de partir daqui, pois sabem que estarão indo para casa, para o descanso, e isso é motivo não de tristeza, mas de alegria. “Saúda a Prisca e a Áquila e à casa de Onesíforo. Erasto ficou em Corinto; a Trófimo deixei doente em Mileto. Apressa-te a vir antes do inverno. Saúdam-te Êubulo, Pudente, Lino, Cláudia, e todos os irmãos. O Senhor seja com o teu espírito. A Graça seja convosco.” (2 Timóteo 4:19-22).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

filhinhos

Комментарии


bottom of page