• Pr. Henrique Lino da Silva

Cooperador em Cristo

“Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador, e à nossa amada Áfia, e a Arquipo, nosso camarada, e à igreja que está em tua casa: Graça a vós e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.” (Filemom 1:1-3)

O apóstolo Paulo se considerava um prisioneiro em Cristo Jesus, isto é, ele sabia que só podia viver no Evangelho, e como o Evangelho tem limitações, ele vivia dessa maneira, vivia cem por cento no Evangelho e para o Evangelho. Esse comportamento deveria ser adotado por todos nós que nos identificamos como cristãos. Temos de saber que nada podemos fazer fora de Cristo, temos que nos sentir presos no Evangelho de Jesus Cristo, independentemente da nossa situação, se estiver boa ou ruim, se estivermos passando por lutas, batalhas, ou se estiver tudo bem, em tudo devemos ser prisioneiros em Cristo, e jamais fazer o que Ele não permite ou autoriza, pois sabemos que haverá consequências. Mas Paulo, muitas vezes, era duplamente prisioneiro, como nesse caso em questão, ou no momento em que ele escreve essa carta a Filemom, porque ele se encontra preso pelos homens, realmente ele se encontra atrás das grades. Paulo envia essa carta junto com Timóteo, a Filemom, à Áfia e Arquipo, e a todos, ou melhor, à igreja. Já que eles se reuniam na casa deste último, portanto, sabemos que na casa de Arquipo as pessoas se reuniam como igreja, e é a todos que Paulo envia saudações cristãs. “Graças dou ao meu Deus, lembrando-me sempre de ti nas minhas orações; Ouvindo do teu amor e da fé que tens para com o Senhor Jesus Cristo, e para com todos os santos; Para que a comunicação da tua fé seja eficaz no conhecimento de todo o bem que em vós há por Cristo Jesus.” (Filemom 1:4-6). Paulo, referindo-se a Filemom, ou melhor, falando diretamente com ele, diz que dá graças ao nosso bom Deus pela sua vida, por ele ter se transformado em um grande homem de Deus. Realmente, ele vive e trata todos os irmãos com amor, ajudando e socorrendo todos e se colocando à disposição da igreja para viver exatamente o que Jesus nos mandou. Assim, sabemos que Filemom teve uma conversão legítima, verdadeira, que é um homem de Deus, e sabemos disso porque o próprio Paulo fala e exalta o seu comportamento. Assim também são várias pessoas que conhecemos que saíram do mundo e foram para o Senhor, se converteram por inteiro, e hoje são verdadeiros homens de Deus. “Porque temos grande gozo e consolação do teu amor, porque por ti, ó irmão, as entranhas dos santos foram recreadas. Por isso, ainda que tenha em Cristo grande confiança para te mandar o que te convém, Todavia peço-te antes por amor, sendo eu tal como sou, Paulo o velho, e também agora prisioneiro de Jesus Cristo.” (Filemom 1:7-9). Paulo ainda acrescenta comentários sobre a fé e o amor de Filemom, que muito tem ajudado e socorrido os irmãos, porque, quando a Bíblia se refere a santos, está falando dos homens e mulheres que vivem em conformidade com a Palavra de Deus, que vivem em santidade, que praticam a verdade de Cristo. Todos os que vivem em santidade, que se santificam no Evangelho são santos, e não é um pedaço de barro, gesso ou ferro que é santo, mas sim os que praticam a santidade. Paulo diz que ele, como apóstolo, teria, inclusive, autoridade para mandar, dar ordens a Filemom, mas não é isso que ele vai fazer, ao contrário, vai lhe pedir um favor. Vemos a humildade de Paulo, que, mesmo sendo conhecido e considerado pelas igrejas como uma autoridade eclesiástica, ele preferia não dar ordens, e sim pedir. Vemos isso quando ele poderia viver e ser sustentado pela igreja, mas inúmeras vezes ele preferia trabalhar fazendo tendas para se manter e ainda ajudar quem precisasse, e muitas vezes ainda sustentava quem estava com ele. “Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões; O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar. E tu torna a recebê-lo como às minhas entranhas. Eu bem o quisera conservar comigo, para que por ti me servisse nas prisões do Evangelho; Mas nada quis fazer sem o teu parecer, para que o teu benefício não fosse como por força, mas, voluntário.” (Filemom 1:10-14). Paulo havia conhecido Onésimo, um escravo na cadeia, para o qual tinha pregado. E ele se converteu e se tornou um cristão verdadeiro. Onésimo tinha fugido de Filemom, ou seja, era um escravo de Filemom, e por algum motivo tinha fugido e o abandonado, talvez tenha sido esse o motivo pelo qual se encontrava preso. Paulo está enviando esse escravo agora liberto em Jesus, uma vez que em Cristo há liberdade, de volta para o seu senhor, Filemom, e pede que ele seja recebido e tratado não mais como escravo, mas como um irmão em Cristo. Paulo ainda diz que gostaria de ter mantido esse ex-escravo com ele para ajudá-lo, para fazer as coisas para ele, uma vez que naquela época se permitia os presos terem contato direto com outras pessoas. Essas é que na verdade os sustentavam e faziam tudo o que o preso necessitava. Paulo, quando chegou a Roma preso, foi autorizado a alugar uma casa e ficar nela, e só havia um guarda vigiando. “Porque bem pode ser que ele se tenha separado de ti por algum tempo, para que o retivesses para sempre, Não já como servo, antes, mais do que servo, como irmão amado, particularmente de mim, e quanto mais de ti, assim na carne como no Senhor? Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo. E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta.” (Filemom 1:15-18). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

1 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram