top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Continuarmos no pecado



“Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários. Havendo alguém rejeitado a lei de Moisés, morre sem misericórdia, pela palavra de duas ou três testemunhas; de quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o Sangue do pacto, com que foi santificado, e ultrajar ao Espírito da Graça? Pois conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.” (Hebreus 10:26-31)

Devemos tomar muito cuidado com o pecado voluntário, que é aquele que, depois de termos conhecimento da verdade, sabendo o que é pecado, mesmo assim teimamos em cometer esperando que o Senhor vá nos perdoar. Temos que compreender que, se o Senhor já nos deu conhecimento, se sabemos que é pecado, e mesmo assim teimamos em cometê-lo, estamos ofendendo diretamente o Senhor, portanto não seremos perdoados. Não podemos ignorar a seriedade da Palavra, uma vez que Jesus é a própria Palavra, e se Ele nos diz que algo é errado, então não podemos teimar em fazer, pois com certeza sofreremos as consequências. Quando lemos a Bíblia e ficamos sabendo de algo, ou ouvimos através de uma pregação ou de uma pessoa, até mesmo quando lemos ou ouvimos algo em um louvor, e fomos despertados para compreender que determinada ação é pecado, é rebeldia à Palavra do Senhor, se teimarmos em fazer, estamos desafiando o Senhor, e então não restará outra maneira a não ser sermos enviados para o inferno. Jesus é a Palavra, mas também é Justiça, portanto, se agirmos de maneira contrária a sua Palavra, tendo conhecimento, com certeza seremos condenados. Já ouvi pessoas dizerem que iriam descansar nas misericórdias do Senhor, isto por estarem cometendo pecado sabendo que estavam errados, e não sou eu que estou afirmando, julgando, mas a Palavra: ele irá para o lugar de sofrimento. Quando não sabíamos, ainda havia desculpas, mas agora, quando não mais somos ignorantes, não existem mais desculpas, assim só nos resta andar no Caminho, que se chama Jesus, caso contrário, seremos condenados por Ele e sofreremos por toda a eternidade, e não existe ninguém que possa nos livrar das suas mãos, pois o único que livra é Ele, mas, se não o respeitarmos, seremos por Ele condenados.

“Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições; pois por um lado fostes feitos espetáculo tanto por vitupérios como por tribulações, e por outro vos tornastes companheiros dos que assim foram tratados. Pois não só vos compadecestes dos que estavam nas prisões, mas também com gozo aceitastes a espoliação dos vossos bens, sabendo que vós tendes uma possessão melhor e permanente. Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa.” (Hebreus 10:32-35). Devemos nos lembrar de que, quando nos convertemos ao Senhor, passamos por lutas e aflições várias, digo conversão pois muitos demoraram a se converter, mesmo depois de terem levantado as suas mãos em algum culto, reunião, falado que queriam aceitar Jesus como seu único salvador. Levantar a mão, pedir oração, frequentar templos denominacionais, isso não é conversão, uma vez que conversão quer dizer convergir, mudar, ir para Cristo, e, para que isso aconteça, é necessário que o conheçamos, pois é impossível nos converter sem saber quem é Cristo. Como iremos segui-lo, fazer a sua vontade se não sabemos, mas, quando buscamos conhecimento e Ele nos dá, então o conhecemos e sabemos a sua vontade e o seu desejo, e tudo fazemos para viver em conformidade com o seu querer. Mas se soubermos a sua vontade e não a fizermos, estamos indo frontalmente contra a sua Palavra, e isso é desobediência, rebeldia, e com certeza o castigo virá. Não importa o quão difícil seja, devemos perseverar em caminhar, em fazer a vontade do Senhor, pois a perseverança tem recompensa, que é vida; já a desistência, rebeldia, fraqueza também têm a recompensa, que é sofrimento e dor. “Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.” (Hebreus 10:36-39).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento. Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page