top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Ajuntar Tesouros



“Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus. E disse aos seus discípulos: Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, nem quanto ao corpo, pelo que haveis de vestir. Pois a vida é mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário. Considerai os corvos, que não semeiam nem ceifam; não têm despensa nem celeiro; contudo, Deus os alimenta. Quanto mais não valeis vós do que as aves! Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura?” (Lucas 12:21-25)

As pessoas, os seres humanos de modo geral, estão confundindo a Graça de Deus com outras coisas, pois são muitos os pregadores que ensinam que Deus dará riquezas, prosperidade, fortunas aos seus, mas isso é simplesmente uma deslavada mentira. Primeiramente temos que compreender que aqui é um território inimigo e que devemos procurar viver de acordo com a Palavra de Deus para que possamos alcançar o Reino vindouro. Portanto, aqui estamos peregrinando, estamos de passagem, e somos soldados do Reino, não podemos e nem devemos nos envolver com as coisas do mundo. Quem se preocupa em ajuntar dinheiro aqui, querer desfrutar das boas coisas aqui é traidor de Cristo. São pessoas que debandaram para o lado do inimigo, se venderam por um prato de lentilhas. Temos que saber que, se temos o que comer e beber, estejamos com isso felizes, e não devemos nos preocupar com o dia de amanhã, pois Jesus disse: “basta cada dia o seu mal”. Se realmente conhecemos Cristo, sabemos que o que importa é a nossa vida futura, nossa união com Ele, portanto, tudo fazemos para que isto possa acontecer. Se a nossa preocupação aqui é ter, é viver da melhor forma possível, significa que somos cidadãos e cidadãs deste mundo e não de Cristo, independentemente de estarmos indo a igrejas, orando, rezando e cantando. Não temos que nos preocupar sequer com a aposentadoria, mesmo porque não sabemos se iremos viver o bastante para envelhecer aqui, ou se teremos condições de desfrutar de alguma coisa, por isto devemos simplesmente viver o Evangelho, pois o Senhor tem cuidado de nós.

“Porquanto, se não podeis fazer nem as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras? Considerai os lírios, como crescem; não trabalham, nem fiam; contudo vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. Se, pois, Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais vós, homens de pouca fé? Não procureis, pois, o que haveis de comer, ou o que haveis de beber, e não andeis preocupados. Porque a todas estas coisas os povos do mundo procuram; mas vosso Pai sabe que precisais delas. Buscai antes o seu Reino, e estas coisas vos serão acrescentadas.” (Lucas 12:26-31). Nenhum ser humano tem condições de modificar, alterar ou fazer qualquer coisa sem a vontade e permissão do Senhor. Portanto, se o Senhor quiser, teremos condições de nos alimentar adequadamente e de nos vestir, além de termos um teto sobre as nossas cabeças, mas, se não for a vontade Dele, por mais que esmurremos os nossos corpos, por mais que trabalhemos dia e noite, nada conseguiremos e viveremos passando fome. Muitas são as pessoas que dedicam as suas vidas a conseguir dinheiro e bens materiais, e quando pensam que vão desfrutar, ficam doentes, enfermas, outras morrem de repente e outras pessoas é que vão desfrutar do seu trabalho, elas mesmas vão padecer por toda a eternidade por não terem buscado o Senhor, mas sim as coisas materiais. Nada trouxemos para cá, e daqui nada levaremos, portanto, sejamos felizes por cada dia sobrevivermos e sempre dedicarmos toda a nossa vida a viver segundo a vontade de Deus, para que, ao partir daqui, possamos ir para o descanso eterno. O lugar do nosso repouso não é aqui, mas só chegaremos lá se não estivermos preocupados em ter aqui, em viver aqui. Não ajuntamos tesouros aqui, digo isto para os que creem em Jesus Cristo e não nesse bando de pregadores mentirosos, enganadores, que induzem, conduzem o povo ao erro, por ensinarem sobre uma prosperidade que não é do Senhor, mas do diabo, mesmo porque esses pregadores são servos do diabo, são os anticristos, que já estão proliferando pelo mundo. É hora de meditarmos, ver se realmente somos cristãos, seguidores de Jesus ou religiosos fadados ao sofrimento eterno. “Não temas, ó pequeno rebanho! porque a vosso Pai agradou dar-vos o Reino. Vendei o que possuís, e daí esmolas. Fazei para vós bolsas que não envelheçam; tesouro nos céus que jamais acabe, aonde não chega ladrão e a traça não corrói. Porque, onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Estejam cingidos os vossos lombos e acesas as vossas candeias; e sede semelhantes a homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier e bater, logo possam abrir-lhe. Bem-aventurados aqueles servos, aos quais o Senhor, quando vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará reclinar-se à mesa e, chegando-se, os servirá. Quer venha na segunda vigília, quer na terceira, bem-aventurados serão eles, se assim os achar. Sabei, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.” (Lucas 12:32-39).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page