top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Tu és o Cristo



“Tendo Jesus chegado às regiões de Cesaréia de Felipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? Responderam eles: Uns dizem que é João, o Batista; outros, Elias; outros, Jeremias, ou algum dos profetas. Mas vós, perguntou-lhes Jesus, quem dizeis que eu sou? Respondeu-lhe Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.” (Mateus 16:13-16)

Jesus pergunta aos seus discípulos o que as pessoas estavam falando a seu respeito, quem eles falavam que Ele era. Jesus Cristo estava andando por toda Israel operando sinais e milagres grandiosos, estava expulsando demônios, curando enfermos, ressuscitando mortos, multiplicando pães, e então agora faz essa pergunta para os seus discípulos, para os que o conheciam melhor. Mas a pergunta é sobre o comentário geral, sobre o que as pessoas estavam falando a seu respeito, falando quem Ele era. Então houve várias respostas, uns falavam que Ele era o profeta João Batista, o primeiro profeta do Novo Testamento, outras pessoas afirmavam que Ele era o profeta Jeremias ou um profeta qualquer do Antigo Testamento. Mas temos que compreender nessa resposta que é o que acontece hoje ainda, porque para muitos Jesus é aquele que eles buscam nos livros dos profetas, eles teimam em buscar resposta em alguns dos profetas antigos, apesar de citarem o Nome de Jesus. Querem Isaías, Jeremias, Ezequiel e outros profetas, mas não querem aceitar o que Jesus fala, entendem que o que os profetas falam é a mesma coisa e não perceberam que aquilo que os profetas falaram se cumpriu em Jesus, e agora nós vivemos em Jesus, e não em nenhum profeta do Antigo Testamento. Mas, assim como Pedro respondeu, Jesus para nós é o Filho de Deus, Ele é tudo, é Vida, e nós vivemos Nele, tudo o que precisamos e buscamos está Nele, assim não precisamos ou dependemos do que qualquer profeta fala ou afirma, uma vez que tudo se cumpriu no Filho de Deus onde vivemos. Portanto, temos que crer, saber quem é Cristo para nós, será que o reconhecemos e sabemos que Ele é o Filho de Deus? E se o reconhecemos assim, estamos realmente praticando o que falamos? Pois muitos falam de Cristo, mas teimam em querer viver segundo Moisés ou outros dos profetas antigos. A pergunta é: quem Cristo é para nós?

“Disse-lhe Jesus: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que te revelou, mas meu Pai, que está nos Céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; dar-te-ei as chaves do Reino dos Céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos Céus, e o que desligares na terra será desligado nos Céus.” (Mateus 16:17-19). Depois que Pedro responde, Jesus o felicita e diz que ele que é o bem-aventurado, o felizardo, o abençoado, porque aquela revelação não foi uma pessoa qualquer que lhe revelou, e sim Deus Pai. Percebemos que nem todos têm essa revelação, pois, como afirmamos, a maioria ainda continua buscando Jesus nos profetas, em Moisés, ou em Davi, e não perceberam que Ele é único, Ele é o Filho de Deus, Ele é a vida. Nenhum dos profetas foi capaz de dar a vida por nós, mas Jesus deu, ninguém pode salvar; somente Jesus, o Filho de Deus, portanto, temos que entender que tudo aconteceu até a sua vida, a sua manifestação, assim os profetas falaram, profetizaram somente até a vinda de Jesus. Porque ninguém se compara a Ele, como o próprio João Batista disse: “Não sou digno de desatar as sandálias dos seus pés”. Mas a revelação de Deus não é para todos, uma vez que a maioria ainda está com os seus corações endurecidos e busca respostas para suas mazelas físicas, e não busca vida, portanto, é mais fácil encontrar respostas nos profetas, nas pessoas que vieram antes de Jesus. Jesus então afirma sobre essa revelação(pedra) que a igreja seria fundada e o inferno não prevaleceria, e nem prevalece sobre ela; isto é, a igreja é fundada sobre a revelação de que Jesus é o Filho de Deus, e ainda deu as chaves do Reino para Pedro, João, Joaquim, Antônio, Maria, Joana e todos os que aceitam, e compreendem essa revelação. E o que for unido aqui na terra será unido no Céu, mas somente o que for unido através dessa revelação, toda união baseada na Palavra, no Evangelho, na Igreja, de que Jesus é o Filho de Deus e se submete a Ele então está unido no Céu, assim como o Pai está unido ao Filho. “Então ordenou aos discípulos que a ninguém dissessem que Ele era o Cristo.” (Mateus 16:20).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page