top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Sua herança



“Eis agora, vós ricos, chorai e pranteai, por causa das desgraças que vos sobrevirão. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão roídas pela traça. O vosso ouro e a vossa prata estão enferrujados; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e devorará as vossas carnes como fogo. Entesourastes para os últimos dias. Eis que o salário que fraudulentamente retivestes aos trabalhadores que ceifaram os vossos campos clama, e os clamores dos ceifeiros têm chegado aos ouvidos do Senhor dos exércitos. Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações no dia da matança. Condenastes e matastes o justo; ele não vos resiste. Portanto, irmãos, sede pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba as primeiras e as últimas chuvas. Sede vós também pacientes; fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima.” (Tiago 5:1-8)

Jesus sempre mostrou a incompatibilidade entre riqueza e salvação, chegando ao ponto de falar claramente que é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino do Céus. Mas hoje vemos a maioria dos pregadores, supostos pastores, dizerem que Jesus dará riquezas, patrimônios, bens materiais para as pessoas, e infelizmente o povo, por não ler, não meditar na Palavra de Deus, não somente acredita como acaba enriquecendo esses falsos profetas, os anticristos, pois leva a eles suas ofertas, seus votos e desafios. Esses homens, apesar de citarem o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), eles falam e ensinam contra, pois fazem com que as pessoas se desviem de Deus dentro dos templos. Quem vive em busca de riquezas, de prosperidade aqui jamais conseguirá alcançar o Reino de Deus, pois são totalmente incompatíveis. O verdadeiro cristão sabe que a sua herança, o seu patrimônio não está aqui neste mundo, sabe que está de passagem, estamos peregrinando em direção a nossa casa. Vemos isso aqui nesses versículos, em que Tiago, de maneira clara, fala sobre o que espera os ricos. Por isto fica difícil entender, compreender e aceitar alguém que se diz crente viver buscando ficar rico, porque se busca riquezas aqui, então está rejeitando o Reino de Deus, porque a nossa Carta Magna deixa claro que os ricos irão padecer. Esse é um assunto que os pregadores não gostam de pregar, pois esvazia a igreja, uma vez que ninguém quer ouvir, só aceita quem realmente é do Senhor, quem foi chamado por Ele.

“Não vos queixeis, irmãos, uns dos outros, para que não sejais julgados. Eis que o juiz está à porta. Irmãos, tomai como exemplo de sofrimento e paciência os profetas que falaram em Nome do Senhor. Eis que chamamos bem-aventurados os que suportaram aflições. Ouvistes da paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu, porque o Senhor é cheio de misericórdia e compaixão. Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; seja, porém, o vosso sim, sim, e o vosso não, não, para não cairdes em condenação.” (Tiago 5:9-12). Uma outra prática muito comum no meio denominado evangélico são as reclamações, pois encontramos sempre as pessoas lamentando, reclamando por este ou por aquele motivo. Mas, se somos seguidores de Cristo, temos a obrigação de conhecer o seu Evangelho, e se o conhecemos, sabemos que não devemos e nem podemos reclamar, porque toda reclamação é contra o Senhor. Temos que compreender que todo Poder vem do Senhor, que nada acontece sem a sua permissão ou vontade; assim sendo, se existe algo em nossas vidas, existe, na pior das hipóteses, a concordância Dele, e, ao reclamarmos, estamos reclamando Dele, das decisões Dele, portanto, estamos em desobediência, ofendendo o Senhor, estamos pecando. Agindo assim, ao contrário de os problemas se resolverem, a tendência é aumentarem, pois estamos nos rebelando contra o Senhor, assim o castigo aumenta. Se tivermos um problema, falemos somente com Deus em oração, ou que nos reunamos com os irmãos da igreja e oremos, e isso em toda situação, se estivermos passando por uma enfermidade, falemos com o pastor da nossa congregação para que ore por nós, e a oração de um justo, de um homem de Deus, poderá salvar um doente e ainda perdoar os pecados que ele tiver cometido. Todos nós temos poder, basta vivermos segundo a Palavra de Deus, basta conhecermos e praticarmos o Evangelho de Jesus Cristo. “Está aflito alguém entre vós? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está doente algum de vós? Chame os anciãos da igreja, e estes orem sobre ele, ungindo-o com óleo em Nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A súplica de um justo pode muito na sua atuação. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, e orou com fervor para que não chovesse, e por três anos e seis meses não choveu sobre a terra. E orou outra vez e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto. Meus irmãos, se alguém dentre vós se desviar da verdade e alguém o converter, sabei que aquele que fizer converter um pecador do erro do seu caminho salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.” (Tiago 5:13-20).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especialmente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page