top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Ser como uma criança



“Naquela hora chegaram-se a Jesus os discípulos e perguntaram: Quem é o maior no Reino dos Céus? Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos Céus.” (Mateus 18:1-3)

Sobre essa pergunta que os discípulos fizeram a Jesus, muitas pessoas também têm essa curiosidade, muitos querem saber quem são os anjos que têm mais autoridade e poder, querem saber quais pessoas terão mais privilégio no Reino, se terão. Mas todos deveriam se preocupar em alcançar o Reino dos Céus, em se preocupar se vão ter ou não privilégios, mas só em alcançar ser salvo já é um grande privilégio. Somos salvos não por algo que fizemos para merecer, somos salvos Graças a Cristo, que ocupou o nosso lugar e morreu por nós, porque nós não merecemos nada, não merecemos ser salvos, não merecemos nada, a não ser sofrimento e dor. Mas o Pai, em seu imenso amor, nos deu essa oportunidade, portanto, não temos com que nos preocupar com qual será a nossa posição, mas simplesmente agradecer ao Pai e tudo fazermos para lhe ser obediente. Veja que a resposta de Jesus mostra a simplicidade com que temos que viver para alcançarmos o Reino, mostra que não é por merecimento, por fazermos qualquer coisa, mas simplesmente por crermos, confiarmos e nos entregarmos totalmente a Ele. Para sermos salvos, temos que ser como crianças que confiam inteiramente, totalmente em seus pais, assim também temos que fazer, confiar inteiramente em Deus e sermos dependentes do Pai. Criança não trabalha e nem mesmo se limpa, é totalmente dependente dos pais, assim também sejamos dependentes Dele. Temos que aprender que por nós mesmos nada conseguiremos em nenhuma área, porque, se trabalhamos, se nos alimentamos se temos ou não saúde, se temos ou não roupa para vestir, casa para morar, não é mérito nosso, é o Senhor quem permite e nos dá, porque a hora em que Ele disser que acabou tudo, perdemos e somos sujos, mas é Ele quem nos limpa. Por isso temos que saber que aqui só estamos peregrinando em direção a Ele e que somos dependentes Dele para alcançarmos vida, por isto, sejamos como crianças e confiemos plenamente Nele, sigamos sem nos preocupar com qual será a nossa posição no Céu, queremos somente é chegar lá.

“Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no Reino dos Céus. E qualquer que receber em meu Nome uma criança tal como esta, a mim me recebe. Mas qualquer que fizer tropeçar um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho, e se submergisse na profundeza do mar.” (Mateus 18:4-6). Jesus diz que somente quem se tornar semelhante, igual a uma criança alcançará o Reino dos Céus, e se tornar como uma criança é não ter maldade, é confiar plenamente no Pai e viver de maneira ousada e confiante, não esperando nem uma maldade. Mas também o Senhor alerta que quem fizer errar alguma dessas pessoas que se tornam como crianças, se alguém fizer alguma maldade a uma delas pagará um alto preço. Veja que Jesus diz que seria melhor se essa pessoa se atirasse ao mar e suicidasse. Veja que os suicidas não têm salvação, mas nesse caso um suicida terá menos castigo do que uma pessoa que faz errar um dos pequeninos do Senhor. Quando leio essa Palavra do Senhor, percebo o que aguarda os pregadores modernos que estão fazendo as suas ovelhas errarem, se desviarem, pregando mentiras, falando o que o Senhor não falou, liberando o que não é liberado pelo Senhor. Essas pessoas, acreditando nesses pregadores, cometem inúmeros pecados, pensando estar fazendo o que é certo, portanto, esses pregadores são responsáveis por desviar esses pequeninos. Temos que observar a nossa responsabilidade, o que estamos ensinando, se estamos ensinando o Caminho certo ou não. Os verdadeiros seguidores de Cristo são simples, são honestos e confiantes, e não têm maldade, pois são dependentes e confiantes no Pai, sabem que em tudo o Pai cuida e os protege, mas os que querem se aproveitar dessas pessoas, essas pedras de tropeços, padecerão e muito. “Aí do mundo, por causa dos tropeços! pois é inevitável que venham; mas aí do homem por quem o tropeço vier! Se, pois, a tua mão ou o teu pé te fizer tropeçar, corta-o, lança-o de ti; melhor te é entrar na vida aleijado, ou coxo, do que, tendo duas mãos ou dois pés, ser lançado no fogo eterno.” (Mateus 18:7).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page