top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Súplica a Deus por Israel



“Irmãos, o bom desejo do meu coração e a minha súplica a Deus por Israel é para sua salvação. Porque lhes dou testemunho de que têm zelo por Deus, mas não com entendimento. Porquanto, não conhecendo a Justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria, não se sujeitaram à Justiça de Deus. Pois Cristo é o fim da lei para justificar a todo aquele que crê. Porque Moisés escreve que o homem que pratica a justiça que vem da lei viverá por ela. Mas a justiça que vem da fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo;) ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a fazer subir a Cristo dentre os mortos). Mas que diz? A Palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a Palavra da fé, que pregamos. Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Ninguém que Nele crê será confundido.” (Romanos 10:1-11)

O apóstolo Paulo orava e intercedia pelos judeus, para que eles cressem em Cristo, que se convertessem e pudessem então ser salvos, porque, apesar de terem zelo, de terem afinidade com Deus – não digo amor, pois sabemos que quem ama Deus são os que obedecem aos seus mandamentos, como está em sua Palavra – eles não o amavam, já que não lhe obedeciam. Prova tal é que não aceitaram o seu Filho, não receberam o Cristo de Deus, muito pelo contrário, eles o perseguiram, eles o prenderam, o maltrataram e exigiram a sua morte. Mas, apesar disso, faziam questão de cumprir certos rituais que achavam que agradavam a Deus. Por isso o apóstolo Paulo diz que gostaria que eles se convertessem realmente ao Senhor para poderem ser salvos, porque eles viviam e ainda vivem presos a uma lei que já se cumpriu inteiramente, integralmente, em Jesus. E a lei que foi entregue por Moisés não tem condições de salvar ninguém, muito pelo contrário, a própria lei apontava para Jesus. Assim são os religiosos da nossa época, dessa geração, que falam que amam Deus, que frequentam templos, congregações, e também fazem uma série de rituais, mas não amam Deus, pois não abandonam os seus erros e pecados. Os religiosos que vivem dizendo amar Deus mostram com seus atos que, na verdade, o odeiam, e são hipócritas e mentirosos, pois eles não obedecem ao Senhor, e criam preceitos para colocar em prática achando que por eles serão salvos.

“Porquanto não há distinção entre judeu e grego; porque o mesmo Senhor o é de todos, rico para com todos os que o invocam. Porque: Todo aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? assim como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam coisas boas! Mas nem todos deram ouvidos ao Evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem deu crédito à nossa mensagem? Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Cristo.” (Romanos 10:12-17). Jesus veio para salvar toda a humanidade, mas, infelizmente, a maioria não o aceita, não concorda com Ele, e por isto vai padecer por toda a eternidade. Quando digo que a maioria não concorda é pelo fato de que as pessoas estabeleceram os seus próprios meios de viver e não aceitam mudar, e mesmo sabendo que estão fazendo algo que Cristo condena, elas preferem continuar no erro e continuam afirmando que amam o Senhor. Mas todos os que se arrependem abandonam os seus erros e pecados e vão a Cristo para serem salvos, pois Ele não rejeitará ninguém; o que nos impede de sermos salvos é somente o nosso pecado, a insistência em viver nas práticas erradas. Mas muitos ainda perseveram no erro, por desconhecerem a verdade, porque, apesar de estarem dentro de templos denominacionais, não lhes ensinam sobre santidade. Eles não aprendem que sem santidade ninguém verá Deus, o que aprendem são simplesmente doutrinas e preceitos de homens que os afastam de Cristo, conduzindo-os para as trevas e esconderijo de religiões. Mas a carência, ou a falta de pregadores do Evangelho nas denominações, congregações, igrejas, é exatamente por causa dos que lá estão nos púlpitos e altar, que são pessoas que não foram chamadas, não foram enviadas pelo Senhor, portanto não pregam, não falam do Evangelho de Jesus. Pregar, ensinar o Evangelho de Jesus Cristo, só é possível para as pessoas que são chamadas e enviadas por Ele, porque os que se fazem pastores, na verdade, são condutores, mestres de lobos. “Mas pergunto: Porventura não ouviram? Sim, por certo: Por toda a terra saiu a voz deles, e as suas palavras até os confins do mundo. Mas pergunto ainda: Porventura Israel não o soube? Primeiro diz Moisés: Eu vos porei em ciúmes com aqueles que não são povo, com um povo insensato vos provocarei à ira. E Isaías ousou dizer: Fui achado pelos que não me buscavam, manifestei-me aos que por mim não perguntavam. Quanto a Israel, porém, diz: Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente.” (Romanos 10:18-21).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page