top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Rio da água da vida



“E mostrou-me o rio da água da vida, claro como cristal, que procedia do Trono de Deus e do Cordeiro. No meio da sua praça, e de ambos os lados do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a cura das nações. Ali não haverá jamais maldição. Nela estará o Trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão, e verão a sua face; e nas suas frontes estará o seu Nome. E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de luz de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumiará; e reinarão pelos séculos dos séculos. E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; e o Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer. Eis que cedo venho; bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.” (Apocalipse 22:1-7)

O apóstolo João foi usado por Deus para nos revelar o que vai acontecer no futuro, apesar de que muita coisa já aconteceu, mas muito ainda acontecerá, inclusive a nossa união com o Pai, quando estiverem com o Senhor aqueles que forem achados dignos de estarem com Ele permanentemente. Não podemos reclamar das lutas, batalhas e sofrimento pelos quais aqui passamos, pois são momentâneos, e nada se compara aos vencedores que alcançarem a salvação em Cristo, pois irão habitar junto com o Senhor no Paraíso, e só de se falar Paraíso não é necessária maior descrição, e, como João relata, lá é um local em que não existirá qualquer tipo de sofrimento ou dor. Nada faltará, pois há tudo, uma vez que existe o Senhor, assim nem mesmo sol ou lua ou quaisquer outras coisas, pois o Senhor é suficiente, não existirá choro, pois não há tristeza ou qualquer sentimento semelhante, porque no Céu, junto com o Senhor, as pessoas que forem para lá serão transformadas, terão corpos glorificados, e assim não terão sentimentos como tristeza, saudade, dor, ou qualquer outro. E por causa da ausência de sentimentos, de lembranças, não existirá lugar para sofrimentos e dores, restarão somente alegria e prazer de estar por toda eternidade junto com o Cordeiro de Deus, louvando e cantando de puro prazer e alegria.

“Eu, João, sou o que ouvi e vi estas coisas. E quando as ouvi e vi, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava, para o adorar. Mas ele me disse: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus. Disse-me ainda: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo. Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda. Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro, o princípio e o fim. Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes [no Sangue do Cordeiro] para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.” (Apocalipse 22:8-14). Quando o Senhor enviou seu anjo para revelar tudo isso ao apóstolo João, ele no momento se encontrava preso na ilha de Patmos por causa do Evangelho. O anjo não foi relatar, contar para João, mas sim mostrar-lhe para que ele não tivesse dúvidas e não se esquecesse de nada, uma vez que, quando alguém nos conta algo, podemos esquecer os detalhes, mas, quando vemos, é diferente. Assim, tudo o que João nos conta nesse livro de revelação foi o que o Senhor lhe mostrou em espírito, portanto ele sabe e conta com riqueza de detalhes. Desta maneira, quem tem um pouco de sabedoria e temor abandona os erros, pois sabe o que o espera, e com certeza não vai querer abrir mão de passar a eternidade no Paraíso. Já os loucos, que não temem o Senhor, que continuam a fazer o que não deveriam, continuam na mentira, nas desonestidades, nos adultérios e prostituições, pois a única coisa de bom de que desfrutarão é o que conseguirem aqui, que servirá para a sua própria condenação, e padecerão por toda a eternidade, uma vez que não terão mais chance de se arrepender e assim escapar do inferno que os aguarda. João, quando o anjo veio lhe falar, mostrar tudo, ele tentou adorar o anjo, mas este o proibiu, porque nós só adoramos o Senhor e nenhum outro ser, uma vez que aqueles que vivem na prática do Evangelho serão semelhantes a anjos como o Senhor Jesus já nos falou, portanto, podemos e devemos amar todos, mas adorar somente o Senhor. “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas a favor das igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã. E o Espírito e a noiva dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, receba de graça a água da vida. Eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro; e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão descritas neste livro. Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém; vem, Senhor Jesus. A Graça do Senhor Jesus seja com todos.” (Apocalipse 22:15-21).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page