top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Revelação de Jesus Cristo



“Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e, enviando-as pelo seu anjo, as notificou a seu servo João; o qual testificou da Palavra de Deus, e do Testemunho de Jesus Cristo, de tudo quanto viu. Bem-aventurado aquele que lê e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Aquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, e nos fez reis, sacerdotes para Deus, seu Pai, a Ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém. Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele. Sim. Amém. Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso. Eu, João, irmão vosso e companheiro convosco na aflição, no Reino, e na perseverança em Jesus, estava na ilha chamada Patmos por causa da Palavra de Deus e do Testemunho de Jesus.” (Apocalipse 1:1-9)

O apóstolo João, já idoso, estava preso na ilha de Patmos por causa do Evangelho, mas, mesmo na prisão, o Senhor apareceu para ele, se revelou e lhe deu a missão de escrever essa carta de revelação para que todos soubessem o que iria acontecer nos fins dos tempos. Jesus apareceu para ele e deixou bem claro tudo o que Ele é e o que iria acontecer, e todos verão, tanto os salvos Nele como os pecadores que irão padecer por toda eternidade. Quando Ele voltar nas nuvens, todos verão, em todas as partes do mundo, e saberão que o fim chegou. Fim das dores e sofrimentos para os que perseveram em viver o Evangelho, e início dos sofrimentos para os que transgrediram, que não creram e não obedeceram a sua Palavra. Jesus é o início de tudo e também o fim de tudo, como Ele se identifica: o Alfa e o Ômega, a primeira e a última letra grega. Por isto devemos lembrar a todos, principalmente aos que não creem, que o tempo está se acabando, ainda dá tempo de se salvarem, ainda é possível se refugiar em Jesus e fugir da ira vindoura.

“Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia. E voltei-me para ver quem falava comigo. E, ao voltar-me, vi sete castiçais de ouro, e no meio dos candeeiros um semelhante ao Filho de homem, vestido de uma roupa talar, e cingido à altura do peito com um cinto de ouro; e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os seus olhos como chama de fogo; e os seus pés, semelhantes a latão reluzente que fora refinado numa fornalha; e a sua voz como a voz de muitas águas.” (Apocalipse 1:10-15).Temos que entender quem era o velho, como gostava de se identificar o discípulo João, que agora estava preso na ilha de Patmos. A Bíblia se refere a ele como discípulo amado, ele é aquele, no quadro que representa a santa Ceia, que está encostado no ombro de Jesus. Essa imagem mostra o momento em que Jesus diz que entre eles havia um que o trairia, então Pedro pede a João que pergunte a Jesus quem era aquele que viria a traí-lo. Portanto, sabemos que ele era bem próximo de Jesus, inclusive, quando Jesus estava na cruz, antes de morrer, mandou ele cuidar de Maria como um filho, e Maria cuidar dele como uma mãe. Agora Jesus o conduz em espírito até onde se encontrava, revela-se a ele e lhe manda escrever tudo o que Ele iria mostrar. Jesus fez questão de mostrar, e não somente falar, para que a transcrição, o escrito dele ficasse fiel, para que ele tivesse um entendimento completo. Quando simplesmente ouvimos, podemos ter uma interpretação dos fatos de maneira diferente, mas, vendo, é outra coisa. Por isto, tudo o que João escreveu nesse livro de revelação ele presenciou, ele viu, apesar de estar em espírito, que é a mesma coisa ou até bem melhor para ver, lembrar, guardar na memória. Temos que compreender que Jesus não fez questão de mostrar tudo a João para que ele escrevesse sobre tudo por um simples capricho, mas, diante da seriedade de tudo, para avisar a todos o que iria acontecer, para que as pessoas pudessem escolher entre vida ou morte. “Tinha Ele na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois gumes; e o seu rosto era como o sol, quando resplandece na sua força. Quando o vi, caí a seus pés como morto; e Ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último, e o que vivo; fui morto, mas eis aqui estou vivo pelos séculos dos séculos; e tenho as chaves da morte e do Hades. escreve, pois, as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de suceder. Eis o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete candeeiros de ouro: as estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas.” (Apocalipse 1:16-20).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

تعليقات


bottom of page