top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Revelação



“Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo; o qual testificou da Palavra de Deus, e do Testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto. Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu Trono; E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu Sangue nos lavou dos nossos pecados, E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a Ele Glória e Poder para todo o sempre. Amém. Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele. Sim. Amém. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso. Eu, João, que também sou vosso irmão, e companheiro na aflição, e no Reino, e paciência de Jesus Cristo, estava na ilha chamada Patmos, por causa da Palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo.” (Apocalipse 1:1-9)

        

O apóstolo João, já idoso, foi desterrado, mantido preso na Ilha de Patmos, mas lá mesmo o Senhor o usou para levar a mensagem a todas as igrejas, a todos os pastores, apesar de que a maioria não recebe e não reconhece essas cartas que foram ditadas diretamente por Jesus Cristo, o Filho de Deus. Devemos compreender que o Senhor usa os seus servos em todos os tipos de situações, ao contrário do que muitos pensam que, para Deus os usar, eles precisam estar bem alimentados e vestidos, e com as suas contas em dia, e por terem tal pensamento, acabam ignorando as ordens do Senhor. Jesus Cristo veio na fraqueza da carne para nos salvar, e Jesus, mesmo quando chamou Paulo para ser apóstolo Dele, deixou claro que ele iria sofrer por causa do seu Nome. Portanto, quando João estava privado de sua liberdade, Jesus se manifesta a Ele e lhe manda escrever sete cartas para as igrejas da Ásia, igrejas que representam todas as igrejas. Não podemos esquecer que sete é o número da perfeição, é o número de Deus, assim como sabemos que seis é o número do ser humano, da fraqueza e do erro, e a sua triplicidade é o número do diabo, que trabalha com a vontade carnal. Nessa carta, Jesus faz questão de lembrar quem é e deixa claro que tem toda a autoridade, que sempre teve, e que muito em breve voltará nas nuvens, e todos os olhos o verão. E todos os que estiverem vivendo segundo a sua Palavra, praticando o seu Evangelho, serão salvos, mas os que são rebeldes irão padecer por toda a eternidade. Temos que saber que é a própria Palavra, o Verbo, Jesus quem irá enviar os desobedientes para a derrota eterna.

          “Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, Que dizia: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro; e o que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia. E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro; E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até os pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro.” (Apocalipse 1:10-13). João teve essa visão, esse encontro com o Senhor em um dia de domingo, porque, quando a Bíblia se refere ao dia do Senhor, ou primeiro dia da semana, está se referindo ao dia de domingo. Veja que nessa visão – ou arrebatamento –que teve, quando ouviu a voz de Jesus, ele não sabia quem era que estava falando com ele, e, quando virou, se deparou com Jesus. Portanto, sabemos da seriedade do conteúdo dessa carta, e sabemos que nada pode ser alterado, diminuído ou aumentado, portanto, devemos ler, compreender e colocar em prática se realmente amamos o Senhor e temos compromisso com Ele. João não foi melhor ou mais especial do que qualquer um de nós que procura viver o Evangelho de Jesus, porque o que é preciso é nos aniquilarmos para vivermos em Jesus, mortificarmos a nossa carne, para desfrutarmos da vida que há no Senhor. João aprendeu, e nós também temos que aprender, para que possamos ter vida. “E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo; e os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas.” (Apocalipse 1:14-15).

 

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page