top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Rejeição dos Israelitas



“Pergunto, pois: Acaso rejeitou Deus ao seu povo? De modo nenhum; por que eu também sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim. Deus não rejeitou ao seu povo que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como ele fala a Deus contra Israel, dizendo: Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e procuraram tirar-me a vida? Mas que lhe diz a resposta Divina? Reservei para mim sete mil varões que não dobraram os joelhos diante de Baal. Assim, pois, também no tempo presente ficou um remanescente segundo a eleição da Graça. Mas se é pela Graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a Graça já não é Graça. Pois quê? O que Israel busca, isso não o alcançou; mas os eleitos alcançaram; e os outros foram endurecidos, como está escrito: Deus lhes deu um espírito entorpecido, olhos para não verem, e ouvidos para não ouvirem, até o dia de hoje.” (Romanos 11:1-8)

Os judeus não só rejeitaram Jesus como também o perseguiram, o prenderam e o levaram à cruz, onde foi crucificado e veio a morrer. Mas isto não quer dizer que toda Israel, que todos os judeus irão padecer, porque muitos serão salvos, os que se convertem a Cristo alcançarão salvação Nele. Somente irão padecer os que teimam em não aceitar Jesus como o Messias, como o Salvador, que ainda estão presos à lei de Moisés e não creem em Jesus. Esses com certeza não encontrarão salvação, pois como serão salvos se não creem? E como crerão se ainda vivem em Moisés? Muitas pessoas pensam que todos os judeus, todos os israelitas serão salvos, mas não é isso que a Bíblia nos ensina, pois somos salvos pela Graça, somos salvos pela fé em Cristo, se não temos fé, logo não seremos salvos. Assim, fica entendido que todos os judeus ortodoxos, os que ainda esperam o Messias não serão salvos, pois eles veem Jesus simplesmente como um profeta e não como o Filho de Deus, como de fato o é. Hoje existe uma grande quantidade de judeus cristãos que se converteram ao cristianismo, estes serão SALVOS, POIS Jesus disse que todos os que fossem a Ele de maneira nenhuma os lançaria fora.

“E Davi diz: Torne-se-lhes a sua mesa em laço, e em armadilha, e em tropeço, e em retribuição; escureçam-se lhes os olhos para não verem, e tu encurva-lhes sempre as costas. Logo, pergunto: Porventura tropeçaram de modo que caíssem? De maneira nenhuma, antes pelo seu tropeço veio a salvação aos gentios, para os incitar à emulação. Ora se o tropeço deles é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude! Mas é a vós, gentios, que falo; e, porquanto sou apóstolo dos gentios, glorifico o meu ministério, para ver se de algum modo posso incitar à emulação os da minha raça e salvar alguns deles. Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos?” (Romanos 11:9-15). Temos que compreender que todos os que preferem se recusar a acreditar em Cristo, preferem crer em uma outra lei, ou de maneira diferente do Evangelho, o Senhor não os obriga a mudar, ao contrário, conhecendo os seus corações, ainda os endurece mais, para que sejam dignos de padecer por toda a eternidade. Muitas vezes queremos fazer o papel do Espírito Santo, e na verdade queremos fazer além, pois queremos praticamente obrigar alguém a se converter, mas nada conseguimos, uma vez que nem mesmo o Senhor obriga quem quer que seja. Jesus foi para Israel, mas a maioria dos israelenses não o aceitou, Ele não os obrigou a acreditar Nele, e nem os obriga, somente os que não creem não serão salvos, pois como se salvarão naquele em quem não creem? Assim nós também, se não crermos em Jesus, não seremos salvos, por mais que estejamos participando de rituais religiosos e fazendo caridade, pois a única maneira de sermos salvos é crermos em Jesus, crermos com os nossos corações e confessarmos com a nossa boca. Assim, sabemos que devemos orar para que as pessoas venham a conhecer Cristo, pois é impossível alguém conhecê-lo e não se converter a Ele. A rejeição dos Israelitas serviu para nós, os gentios, os que andávamos longe, sem nem mesmo imaginar tão grande salvação, que não tínhamos sequer as Escrituras que apontavam para Cristo, mas pelo seu imenso amor chegou até nós, e hoje vivemos Nele. Portanto, devemos sempre nos examinar para vermos se realmente somos servos, discípulos de Cristo, ou religiosos que citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), mas que não praticam os seus preceitos. Se cremos, então pratiquemos a sua Palavra, o seu Evangelho. “Se as primícias são santas, também a massa o é; e se a raiz é santa, também os ramos o são. E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado no lugar deles e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti. Dirás então: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado. Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu pela tua fé estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme; porque, se Deus não poupou os ramos naturais, não te poupará a ti.” (Romanos 11:16-21)

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino




24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page