top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Recusaram o convite



“Jesus, porém, lhe disse: Certo homem dava uma grande ceia, e convidou a muitos. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: vinde, porque tudo já está preparado. Mas todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um campo, e preciso ir vê-lo; rogo-te que me dês por escusado. Outro disse: Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me dês por escusado. Ainda outro disse: Casei-me e, portanto, não posso ir. Voltou o servo e contou tudo isto a seu senhor: Então o dono da casa, indignado, disse a seu servo: Sai depressa para as ruas e becos da cidade e traze aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos. Depois disse o servo: Senhor, feito está como o ordenaste, e ainda há lugar. Respondeu o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e obriga-os a entrar, para que a minha casa se encha. Pois eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia.” (Lucas 14:16-24)

Jesus inicialmente foi para os judeus, para os israelitas, mas eles foram os que o negaram e recusaram o convite. E assim nós fomos chamados de toda parte do mundo, e os que ouviram e atenderam o chamado irão desfrutar do banquete. O convite foi estendido a todos, mas a maioria preferiu e prefere as coisas do mundo, prefere dar desculpas para justificar a não aceitação do Evangelho. As pessoas continuam alegando falta de tempo, dizendo que estão muito ocupadas, que outro dia, em outras circunstâncias, aceitarão o convite, só que elas não entenderam que estão perdendo a única oportunidade, pois, como o rei da parábola diz, nenhuma delas provará da Ceia Dele. Vemos muitas pessoas dizerem que são jovens ainda, que querem desfrutar mais da vida, outras dizem que não precisam ir, pois acreditam que Deus as entende e compreende, só que não entenderam que o Senhor compreende e sabe que elas simplesmente estão rejeitando-o, estão negando-o, não o querem, por isto Ele também as rejeitará para sempre.

“Ora, iam com Ele grandes multidões; e, voltando-se, disse-lhes: Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos e irmãs, e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo. Quem não leva a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo. Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se senta primeiro a calcular as despesas, para ver se tem com que a acabar? Para não acontecer que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a zombar dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pode acabar. Ou qual é o rei que, indo entrar em guerra contra outro rei, não se senta primeiro a consultar se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil? No caso contrário, enquanto o outro ainda está longe, manda embaixadores, e pede condições de paz.” (Lucas 14:25-32). Temos que lembrar que não somos induzidos ao engano, ou ao erro, pois, quando o Senhor nos chama, Ele nos mostra as lutas e dificuldades que enfrentaremos neste mundo, pois este mundo é contrário a Ele. Existe uma quantidade enorme de falsos pregadores que pregam mentiras dizendo que as pessoas, indo para suas igrejas denominacionais ou se forem para Jesus, é só vitória, que tudo irá bem. Isto é uma tremenda mentira! Jesus nos mostra que, quando atendemos a seu chamado, as lutas nos aguardam, e muitas vezes somos confrontados e questionados pelas pessoas que mais amamos, como nossos país, filhos, irmãos ou amigos, até mesmo pelos nossos cônjuges, mas, quando realmente atendemos ao chamado, podemos ser criticados, escarnecidos, zombados, perseguidos, feridos, mas não nos afastamos do Senhor. Podemos perder amizades, patrimônios, ou coisas materiais, mas jamais iremos nos afastar do Senhor, pois sabemos que só existe vida Nele. Portanto, a decisão de aceitar o chamado tem que ser de maneira consciente, temos que analisar bem tudo, pois, quando aceitamos, não podemos ficar olhando para trás pensando nas possibilidades de voltarmos atrás, de desistirmos. Temos que pegar as nossas cruzes e seguir o nosso Mestre até o fim, sabendo que aqui só nos aguardam lutas, sabendo que Ele é prioridade em nossas vidas, que está muito superior aos nossos filhos, país e a qualquer outra pessoa ou coisa. Temos que lembrar que em todas as situações nós temos que lhe obedecer e não a outras pessoas ou teoria, ou lógica. Por isto, antes de em qualquer lugar ou reunião ficar levantando a mão dizendo que aceita Jesus, pense para que não cometa um grande erro, pois, se não estiver preparado(a) para ser submisso(a) ao grande Rei, acabará errando e receberá um grande castigo. “Assim, pois, todo aquele dentre vós que não renuncia a tudo quanto possui, não pode ser meu discípulo. Bom é o sal; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Não presta nem para terra, nem para adubo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” (Lucas 14:33-35).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page