top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Rebanho do Senhor



“Aos anciãos, pois, que há entre vós, rogo eu, que sou ancião com eles e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e participante da Glória que se há de revelar: Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores sobre os que vos foram confiados, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando se manifestar o Sumo Pastor, recebereis a imarcescível coroa da glória. Semelhantemente vós, os mais moços, sede sujeitos aos mais velhos. E cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós.” (1 Pedro 5:1-7)

O apóstolo Pedro aqui dá uma série de conselhos, orientações para os pastores, principalmente sobre como tratar o rebanho do Senhor, porque o rebanho, as ovelhas não são da denominação ou do pastor, e sim do Senhor. Todos nós somos simplesmente servos do Senhor com dupla responsabilidade: a primeira, viver segundo a Palavra Dele, ser exemplo; a segunda, cuidar do rebanho Dele de acordo com a sua vontade. Não podemos estar preocupados com as ofertas ou dízimos das ovelhas, preocupados com o que elas podem dar ou oferecer, nós temos que as amar assim como Cristo as amou e ama, temos que lhes ensinar como viver e amar o Senhor, temos que protegê-las do adversário da nossa alma. A nossa preocupação não pode ser agradar o rebanho, e sim agradar ao Senhor, portanto, não fazemos nem a nossa vontade e muito menos a das pessoas, tudo fazemos para agradar ao Senhor que nos chamou. Nem sempre o que falamos, ensinamos ou exigimos é do agrado das pessoas, o que temos que falar tem que ser do agrado do Senhor, temos que falar Dele, ensinar sobre Ele, mesmo que estejamos passando por grandes lutas, mas não podemos usar as ovelhas para aliviar ou tentar aliviar o nosso fardo, pois quem nos deu o fardo foi o Senhor, assim somente confiamos Nele. Temos que nos humilhar, nos submeter ao Senhor, sabendo que no momento certo Ele nos exaltará, e não ficarmos esperando recompensas aqui, mesmo porque não existe essa promessa para nós, e sim esperança da coroa da vida que receberemos no Grande Dia.

“Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo. E o Deus de toda a Graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna Glória, depois de haverdes sofrido por um pouco, Ele mesmo vos há de aperfeiçoar, confirmar e fortalecer. A Ele seja o domínio para todo o sempre. Amém.” (1 Pedro 5:8-11). Aqui temos que vigiar constantemente para não sermos enganados, para não cairmos nas espertas e inteligentes armadilhas do diabo, pois, ardiloso como ele é, trabalha com a vontade da carne, e para isso engana as pessoas fazendo-as crerem em seus sentimentos e emoções, e assim elas se afastam do Senhor e se transformam em simples religiosos, que irão padecer por toda a eternidade. Por isto temos que sempre vigiar, e tudo o que formos fazer, falar ou pensar, temos que analisar se está de acordo com a vontade do Senhor, e fazemos isso quando analisamos à luz do Novo Testamento, pois Jesus é a Palavra, o Verbo, e ali Ele nos fala de maneira clara. Não podemos nos deixar enganar por falsos estudos, falsas pregações dizendo que temos que ser felizes aqui, que temos que desfrutar do melhor, pois é uma tremenda mentira, uma vez que o próprio Senhor Jesus disse que aqui teríamos lutas, sofrimentos e aflições. Ele mesmo foi o maior exemplo de sofrimento que passou, sofreu por todos nós. Temos que saber a verdade: os verdadeiros cristãos passam por lutas várias, e isso em toda parte do mundo, e quem vive bem e no engano aqui é quem não é seguidor de Cristo, são servos do diabo, enganadores e anticristos. Todo o tempo temos que procurar ouvir o Senhor, meditar constantemente na sua Palavra, para não sermos enganados. “Por Silvano, nosso fiel irmão, como o considero, escrevo abreviadamente, exortando e testificando que esta é a verdadeira Graça de Deus; nela permanecei firmes. A vossa co-eleita em Babilônia vos saúda, como também meu filho Marcos. Saudai-vos uns aos outros com ósculo de amor. Paz seja com todos vós que estais em Cristo.” (1 Pedro 5:12-14).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino




9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page