top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Perseguições



“Naquele dia levantou-se grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos exceto os apóstolos, foram dispersos pelas regiões da Judéia e da Samaria. E uns homens piedosos sepultaram a Estêvão, e fizeram grande pranto sobre ele.” (Atos 8:2)

Após assassinarem Estêvão, homem cheio do Espírito Santo de Deus, os judeus desencadearam uma feroz perseguição aos cristãos, e todos os novos convertidos sofreram essa perseguição, o que não aconteceu com os apóstolos. Devemos sempre lembrar que não acontece nada sem a vontade, a permissão do Senhor, portanto, vemos o cuidado, a proteção do Senhor aos apóstolos, porque o Senhor tinha planos para eles, que era levar, pregar a mensagem de Cristo e serem testemunhas do Poder de Jesus. Também vemos os ensinamentos do Senhor ao permitir que os cristãos fossem perseguidos, que todos soubessem que temos que carregar as nossas cruzes, que sempre seremos perseguidos, ou podemos até morrer, mas nenhuma perseguição pode nos afastar Dele. Algumas pessoas se dedicaram a sepultar Estêvão, que tinha morrido por causa do Evangelho, e em paz. Por sinal uma das suas últimas falas foi clamando ao Senhor que perdoasse os seus algozes, pois eles não sabiam o que faziam. Temos sempre que lembrar o fato de estarmos passando por lutas, perseguições, e não é pelo fato de estarmos em pecado, muitas vezes é exatamente o contrário, é exatamente por estarmos no Caminho certo, estarmos na presença do Senhor, e Ele nos usa para ensinar a outros e também sermos testemunhas, mostrando que este mundo jaz no maligno, portanto, somos atribulados, mas existe um lugar de descanso eterno para todos os que são fiéis a Deus. Aqui não é nossa casa, não é nosso lugar, por isso não nos preocupemos em juntar coisas materiais aqui, mas nos preocupemos em juntar nosso tesouro no céu, onde viveremos. Tudo o que juntarmos aqui, reunirmos aqui, ficará aqui, mas o que reunirmos, guardarmos no céu desfrutaremos por toda a eternidade. Assim, não nos preocupemos com as lutas, ao contrário, sintamos até prazer nas batalhas e perseguições, pois, quando as estamos sofrendo, sabemos que estamos no Caminho certo, estamos fazendo a vontade do Pai, e por isso o mundo nos odeia tanto.

“Saulo, porém, assolava a igreja, entrando pelas casas e, arrastando homens e mulheres, os entregava à prisão. No entanto os que foram dispersos iam por toda parte, anunciando a Palavra.” (Atos 8:3-4). Saulo de Tarso, que na verdade é o mesmo apóstolo Paulo antes de se converter ao Senhor, assim era conhecido por ser o seu nome Saulo e ele ser da cidade de Tarso, antes de ser chamado por Cristo para ser servo Dele, para sofrer pelo seu Nome. E foi exatamente assim que o Senhor disse que iria mostrar-lhe como era bom sofrer por causa do seu Nome. Sabemos dos sofrimentos, das lutas, das perseguições, das prisões, dos açoites que Paulo enfrentou durante a sua vida ministerial até vir a morrer preso em Roma. Mas, mesmo quando Paulo ainda era Saulo, e não era convertido, não tinha sido chamado por Cristo, o Senhor já o usava, e da seguinte maneira: fazia com que fosse um dos mais ferozes perseguidores da igreja, pois ele prendia, espancava e fazia muitos negarem Cristo. Paulo estava aprendendo o que é perseguir e se sentir perseguido, pois, depois de convertido, ele só conheceu perseguição, e com ele aprendemos que o Senhor muda tudo e a todos, transforma um perseguidor em perseguido. Durante essa perseguição, os irmãos que conseguiram escapar de Jerusalém, da Judéia, iam por toda parte fugindo, mas também pregando o Evangelho, eles não se limitaram a procurar se esconder, se proteger, eles continuaram a ensinar o Evangelho por toda a parte. Assim, até essa perseguição serviu para que o Evangelho fosse pregado, ensinado em várias outras partes. Não podemos nos omitir, não podemos ficar preocupados somente com alguma luta ou sofrimento pelo qual estejamos passando. Em todas as situações devemos estar sempre pregando o Evangelho, devemos estar sempre apresentando Cristo, até mesmo através das nossas feridas. Não importa o que estejamos passando, devemos sempre apresentar Cristo através de palavras, e principalmente pela nossa maneira de viver. “E descendo Filipe à cidade de Samaria, pregava-lhes a Cristo.” (Atos 8:5).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page