top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Pelejar pela fé



“Judas, servo de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados, amados em Deus Pai, e guardados em Jesus Cristo: Misericórdia, paz e amor vos sejam multiplicados. Amados, enquanto eu empregava toda a diligência para escrever-vos acerca da salvação que nos é comum, senti a necessidade de vos escrever, exortando-vos a pelejar pela fé que de uma vez para sempre foi entregue aos santos.” (Judas1 :1-3)

Esse Judas dessa missiva é filho de José e Maria, irmão de Tiago e, portanto, meio-irmão de Jesus. Não podemos falar que era irmão de Jesus porque ele era filho de José, e Jesus era Filho de Deus. Sabemos da família de Maria que dois deles se converteram, que foram Tiago e Judas, ambos vieram a se converter depois de Jesus ressurreto, e ambos escreveram – assim como há a carta de Tiago, há esta pequena de Judas. Aqui ele, escrevendo para a igreja, começa se identificando, e depois saúda a todos com o cumprimento cristão. Logo após ele diz que, enquanto estava se preparando para escrever essa carta, para animar os irmãos a continuarem firmes em busca da salvação em Cristo, foi impelido a escrever exortando-os a lutarem pela fé. Com Judas, aprendemos algo muito sério, que é sempre, quando nos dirigirmos aos irmãos, sempre exortá-los a permanecerem na fé, sempre perseverar. Hoje já não se usa escrever cartas, e o máximo que se faz é um e-mail, apesar de que este também já tem perdido lugar para as comunicações vocais, pois com uso de telefone, WhatsApp, e outros meios, perdemos o romantismo das cartas. Mas, mesmo em situações de diálogo de qualquer meio, é necessário nós nos identificarmos como seguidores de Cristo, devemos estar exortando as pessoas a permanecerem na fé, ensinando-as sempre a lerem a Bíblia, meditando e avaliando tudo o que ouvimos e fazemos, que deve estar de acordo com o Novo Testamento. Devemos ensinar as pessoas a entender que nós somos cristãos, e cristãos são seguidores de Jesus e não de Moisés, não de profetas, pois, se alguém fundamentar a sua fé nos ensinos de Moisés e dos antigos profetas, pode vir a esmorecer, não acontecendo o que esperam; portanto, sempre ouçam Jesus, pois o que Ele, fala e promete com certeza se cumprirá, e cada vez mais fortaleceremos a nossa fé.

“Porque se introduziram furtivamente certos homens, que já desde há muito estavam destinados para este juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a Graça de nosso Deus, e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo.” (Judas 1:4). Temos que estar alertas porque no meio denominado evangélico, Gospel, dos crentes, têm surgido cada vez mais pessoas que se identificam como pastores, bispos, apóstolos, conferencistas, coachs, e outros tantos, mas que não passam de enganadores, pois, apesar de estarem citando o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), o que eles ensinam não é o Evangelho de Jesus Cristo, na verdade ensinam contra Cristo. Temos que abrir os nossos olhos, pois estes de maneira sorrateira ensinam contra Cristo, porque prometem o que Jesus não prometeu, e também sequer defendeu. Os pregadores de prosperidade, os que prometem bênçãos infinitas, os que tentam demonstrar que Cristo está preocupado com a nossa felicidade e bem-estar aqui ensinam as pessoas a fazerem votos, sacrifícios, praticamente obrigam as pessoas a fazerem campanhas, vendem amuletos, exigem ofertas, enfim, tudo o que o Senhor não aceita. Assim as pessoas, apesar de estarem frequentando uma denominação evangélica, estão longe de Cristo, estão vivendo, na verdade, em total desobediência e ofendendo ao Senhor. Mas todos esses falsos pregadores, os anticristos já têm lugar reservado no inferno, onde padecerão por toda a eternidade, e também os seus seguidores, se não abrirem os seus olhos. “Ora, quero lembrar-vos, se bem que já de uma vez para sempre soubestes tudo isto, que, havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que não creram; aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia, assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se prostituído como aqueles anjos, e ido após outra carne, foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno. Contudo, semelhantemente também estes falsos mestres, sonhando, contaminam a sua carne, rejeitam toda autoridade e blasfemam das dignidades.” (Judas 1:5-8).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bình luận


bottom of page