• Pr. Henrique Lino da Silva

Os convocados

“Judas, servo de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados, santificados em Deus Pai, e conservados por Jesus Cristo: Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados. Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos.” (Judas 1:1-3)

Judas é o meio-irmão de Jesus Cristo, porque ele também é filho de Maria e irmão de Tiago, que tem um livro (uma carta) escrito, e tanto ele como Tiago só vieram a se converter após a morte e ressurreição de Cristo. Judas nessa única carta, que é curtíssima, ele a inicia dizendo quem é e se identifica como irmão de Tiago, que era coluna na igreja em Jerusalém, mas o mais importante: ele assume que é um servo de Jesus Cristo. Ele deixa claro que essa carta é para os que foram chamados por Cristo, principalmente para os que vivem em santidade, que se afastam do pecado, do erro. Após cumprimentar, saudar a todos, ele explica que tinha pressa em lhes escrever para falar sobre a salvação em Cristo. Ele se apressou em lhes escrever para os incentivar a lutar, a perseverar na fé que têm aqueles que vivem em santidade. Todos nós, os que procuramos viver dignamente em Cristo, que acreditamos que fomos chamados para viver em conformidade com o Evangelho, devemos perseverar, lutar para que alcancemos o nosso objetivo. Devemos atentar para o fato de que o Evangelho nos chama para lutar, batalhar pela fé, para ficarmos firmes e assim podermos viver como o Senhor deseja. Portanto, sabemos que não é fácil, mesmo porque lutas nunca são fáceis, assim não podemos ficar esperando viver reinando, dominando aqui, porque aqui é lugar de lutas, e assim será até o grande dia. Não podemos ficar acreditando nessas pregações ou ensinos heréticos que os pregadores modernos insistem em pregar dizendo que Deus vai dar tudo de bom aqui para as pessoas, pois isso é uma mentira, não podemos esquecer que a Promessa é de salvação e não de outra coisa qualquer. Aqui é território inimigo, portanto, é esperado que sejamos atacados o tempo todo, mas devemos perseverar lutando, combatendo, para que possamos vencer, afinal, só venceremos se lutarmos dignamente. “Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a Graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.” (Judas 1:4). Judas já naquela época estava alertando sobre os falsos pregadores, que se misturaram aos verdadeiros homens de Deus e pregavam mentiras. Hoje isso acontece ainda muito mais, proliferou de tal modo que já está difícil encontrar uma congregação séria que pregue o verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo, uma vez que são muitos os que pregam e ensinam contra o próprio Evangelho, porque, apesar de citarem o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), eles ensinam e pregam o contrário do Evangelho. São os criadores de campanhas, os que falam que o Senhor está preocupado em abençoar sempre as pessoas, que Deus não quer que ninguém sofra. “Mas quero lembrar-vos, como a quem já uma vez soube isto, que, havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que não creram.” (Judas 1:5). Temos que compreender que receber bênçãos não é sinal de aprovação de conduta, pois podemos receber uma bênção, ou várias bênçãos, e depois sermos enviados para o sofrimento e derrota eterna. Temos que aprender a viver de acordo com o Evangelho, ou seja, não buscando bênçãos, mas sendo pessoas aprovadas por Deus. Temos que nos lembrar dos hebreus, que o Senhor os tirou da escravidão, os libertou do Egito, operando milagres e maravilhas, sinais nunca antes vistos, que esse mesmo povo viveu debaixo da proteção do Senhor no deserto, onde não lhes faltaram alimento e água, e nem mesmo as suas roupas e sandálias estragaram. Mas esse mesmo povo o Senhor matou no deserto, por não viver de maneira que lhe agradasse. Assim também somos nós, podemos receber bênçãos aqui, e, no final, sermos enviados para o sofrimento e derrota eterna, por isto devemos aprender a buscar em primeiro lugar o Reino de Deus. Não podemos ficar acreditando nesses pregadores que vivem em função de pregar bênçãos e ficar extorquindo o povo, pedindo ofertas; devemos nos examinar sempre para ver se estamos vivendo em santidade, de acordo com o nosso chamado, pois só assim conseguiremos ser aprovados pelo Senhor. Vamos analisar: o Senhor destruiu, ou melhor, enviou para baixo os anjos que se rebelaram e hoje são demônios, e ainda destruiu duas cidades. Será que irá tolerar, aceitar as nossas desobediências? Pense nisso. “E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia; Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno. E, contudo, também estes, semelhantemente adormecidos, contaminam a sua carne, e rejeitam a dominação, e vituperam as dignidades.” (Judas 1:6-8). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram