• Pr. Henrique Lino da Silva

Oração do Justo

10. Irmãos, tomai como exemplo de paciência e perseverança a atitude dos profetas, que pregaram em Nome do Senhor, diante do sofrimento.

11. Eis que consideramos bem-aventurados todos quantos demonstraram fé ao atravessar muitas aflições. Tendes ouvido falar a respeito da paciência de Jó e bem sabeis que solução final o Senhor lhe providenciou. Ora, o Senhor é pleno de compaixão e misericórdia. Orientações finais

12. Contudo, meus queridos irmãos; não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, tampouco façais qualquer outro juramento. Seja suficiente a vossa palavra; sendo sim, que seja sim; quando não, não. Procedei assim para não cairdes em condenação.

13. Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Há alguém encorajado entre vós? Cante louvores.

14. Algum de vós está doente? Chame os presbíteros da igreja, a fim de que estes orem sobre a pessoa enferma, ungindo-a com óleo em o Nome do Senhor;

15. e a oração, feita com fé, curará o doente, e o Senhor o levantará. E se houver cometido pecados, será perdoado.

16. Portanto, confessai vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados. A súplica de uma pessoa justa é muito poderosa e eficaz.

17. Elias era uma pessoa frágil como nós. Ele orou fervorosamente, rogando para que não chovesse, e não choveu sobre a terra durante três anos e meio.

18. Então, fez outra oração, e os céus derramaram suas chuvas e a terra produziu seus frutos.

19. Queridos irmãos, se algum de vós se desviar da verdade e alguém o reconduzir a ela,

20. lembrai-vos disto: quem ajudar um pecador a se arrepender do seu mau caminho salvará da morte essa alma e contribuirá para o perdão de uma grande multidão de pecados.

1 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram