• Pr. Henrique Lino da Silva

O Templo

“E, saindo Ele do templo, disse-lhe um dos seus discípulos: Mestre, olha que pedras, e que edifícios! E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada.” (Marcos 13:1-2)

Quando Jesus estava saindo do templo acompanhado dos seus discípulos, eles começaram a falar sobre a grandiosidade do templo. Eles estavam impressionados com a construção – e olha que a obra do templo ainda não estava concluída. A sua segunda construção iniciou vinte um anos antes de Cristo, uma vez que a primeira tinha sido construída por Salomão e foi destruída na época da invasão da Babilônia. Somente setenta anos depois, após o retorno dos hebreus do desterro, do cativeiro, é que iniciaram novamente a construção, que durou vários anos, e ainda não estava concluída. Mas os discípulos estavam impressionados e fizeram questão de falar e mostrar isso a Jesus, que lhes responde que aquilo não era nada, mesmo porque não iria permanecer. Jesus fala de uma forma ampla, pois responde no plural, falando de prédios, de edifícios, e diz que não ficará nenhum em pé, tudo será derrubado. E todos sabem que assim aconteceu, uma vez que aquele templo não existe mais, e atualmente estão pensando em construir o terceiro templo. Muitas vezes as pessoas ficam impressionadas com construções luxuosas, com a grandiosidade de templos, e não percebem que, na verdade, é uma armadilha, pois os que frequentam esses templos enormes não têm condições de receberem cuidado de ovelhas, uma vez que é impossível o pastor cuidar de um rebanho muito grande. As pessoas deveriam ficar impressionadas com a pregação e o ensino da Palavra, e não com outra coisa, mas, infelizmente, são muitos os que vão a templos em busca de luxo, de conforto e de serem vistos e verem, pois existe uma quantidade enorme de pessoas que vão aos templos somente para se exporem. “E, assentando-se Ele no Monte das Oliveiras, defronte do templo, Pedro, e Tiago, e João e André lhe perguntaram em particular: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá quando todas elas estiverem para se cumprir.” (Marcos 13:3-4). Depois que saiu do templo, Jesus entrou no horto, no Monte das Oliveiras, e sentou. Logo, os discípulos, que estavam assustados, preocupados com a resposta de Jesus, o questionam sobre o mesmo assunto, perguntando-lhe quando aconteceria. “E Jesus, respondendo-lhes, começou a dizer: Olhai que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu Nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” (Marcos 13:5-6). Jesus começa pedindo-lhes tomarem cuidado para não serem enganados, pois muitos chegariam falando em seu Nome (que é Santo para sempre Amém). Temos que observar que Jesus deixa claro que muitos serão enganados, por isso sabemos que, quando vemos as multidões indo atrás de pregadores profissionais que tratam as ovelhas do Senhor simplesmente como mercadoria, isso já era esperado. Muitas vezes não conseguimos entender o porquê de haver tantas pessoas seguindo alguns pregadores hipócritas, mentirosos, enganadores, que usam o povo somente para os extorquir. Quando deparamos com propaganda de denominações dizendo que Deus está ali, ou que a mão de Deus está lá, ou que receberão a cura, a bênção, a prosperidade, sabemos que é sobre isso exatamente que Jesus já nos alertou. E quando analisamos a Palavra de Deus, percebemos que essas pessoas, esses pregadores, são os mesmos que constroem grandes e faraônicos templos. Portanto, sempre estamos exortando as pessoas para meditarem na Bíblia e não ficarem presas somente a ensino e pregações, mas analisarem tudo à luz do Evangelho. “E, quando ouvirdes de guerras e de rumores de guerras, não vos perturbeis; porque assim deve acontecer; mas ainda não será o fim. Porque se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá terremotos em diversos lugares, e haverá fomes e tribulações. Estas coisas são os princípios das dores.” (Marcos 13:7-8). Por isto, quando ouvimos falar das guerras, dos enfrentamentos entre países, não nos assustamos, porque sabemos de tudo, pois desde o início o Senhor já tinha nos alertado. Guerras, fome, enfermidades, e depois um certo período de paz, com certeza acontecerão e fomos avisados, por isto não podemos nos preocupar, a não ser em nos arrepender, nos santificar, porque está chegando a hora em que o Senhor virá buscar a sua igreja. Por isto, sabendo que, para sermos salvos, nós devemos estar unidos com o Senhor, pedimos que aproveitem esse tempo chamado hoje para se examinarem, se arrependerem dos seus erros e se converterem ao Senhor. Mas se converterem ao Senhor, não a um templo, a uma denominação qualquer, e sim ao Senhor, pois Ele virá logo buscar a sua gente, e quem não for conhecido por Ele vai padecer muito, e por toda a eternidade. “Mas olhai por vós mesmos, porque vos entregarão aos concílios e às sinagogas; e sereis açoitados, e sereis apresentados perante presidentes e reis, por amor de mim, para lhes servir de testemunho. Mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações.”(Marcos 13:9-10). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram