top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Novo pacto




“Este é o pacto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento; acrescenta: E não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniquidades. Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado. Tendo pois, irmãos, ousadia para entrarmos no santíssimo lugar, pelo Sangue de Jesus, pelo Caminho que Ele nos inaugurou, Caminho novo e Vivo, através do véu, isto é, da sua carne, e tendo um grande Sacerdote sobre a casa de Deus, cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé; tendo o coração purificado da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, retenhamos inabalável a confissão da nossa esperança, porque fiel é aquele que fez a promessa; e consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.” (Hebreus 10;16-25)

O Senhor fez um novo pacto com todos nós através do seu Filho amado, e eliminou a sentença que era contra nós, colocando em nossos corações a sua verdade. Sabemos que fomos libertados do erro, do pecado, da dura sentença que pairava sobre as nossas cabeças; sabemos que fomos libertados do pecado, e que o pecado é passado, o Senhor nem sequer se lembra mais dele. Entretanto, Ele nos deu uma ordem: “vá e não peques mais”. Portanto, sabendo que vivemos agora neste novo pacto, fujamos do pecado, porque, se o ignorarmos, o sofrimento que enfrentaremos será algo terrível, inimaginável. Uma vez que sabemos que fomos libertos, então não nos acovardemos, e com firmeza, segurança e sem medo, entremos na presença do Senhor e nos apresentemos de vestes limpas, louvando-o por ter nos dado tão grande livramento. Hoje vivemos em Jesus, portanto, a Graça está sobre as nossas vidas, mas, se ignorarmos esse Pacto, essa Nova Aliança que foi feita em seu Sangue, então com total certeza iremos padecer, pois, por mais que busquemos respostas, socorro no Antigo Pacto, não encontraremos as respostas, e muito menos o perdão, por isto inevitavelmente padeceremos. Aquele Pacto não tinha condições de salvar ninguém; hoje temos uma congregação que é Jesus, portanto, não podemos abandoná-la para irmos em busca de outra coisa, pois, caso contrário, encontraremos somente a morte.

“Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários. Havendo alguém rejeitado a lei de Moisés, morre sem misericórdia, pela palavra de duas ou três testemunhas; de quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o Sangue do pacto, com que foi santificado, e ultrajar ao Espírito da Graça? Pois conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo. Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições; pois por um lado fostes feitos espetáculo tanto por vitupérios como por tribulações, e por outro vos tornastes companheiros dos que assim foram tratados.” (Hebreus 10:26-33). Sabendo sobre o Novo Pacto no Sangue de Jesus, sabemos que tudo devemos a Ele, e assim buscamos viver segundo o seu Evangelho, viver na prática da sua Palavra e seguirmos por este Caminho que é Ele mesmo. Se o desprezarmos e buscarmos fora Dele alguma coisa para nós, estaremos nos colocando na qualidade de adversário, inimigo Dele, e com certeza total iremos receber o duro castigo. Não podemos ignorá-lo e tentar nos beneficiar de alguma coisa da Antiga lei, pois ela já se cumpriu, por isto só existe agora o Pacto feito no Sangue de Jesus, e não podemos ignorá-lo, mas obedecer, cumprir e festejarmos por Ele nos ter dado tão grande livramento. Todos os que ignorarem Jesus serão ignorados por Ele, e se formos ignorados por Ele, só podemos ter um destino, que é o sofrimento eterno. Assim, busquemos fazer tudo de acordo com a vontade do Senhor, que é a nossa Congregação, e não o abandonemos, para não cairmos em suas mãos, para não sermos tratados como adversários. Não esqueçam que a vingança é Dele, assim, jamais poderemos tratar com falta de respeito ou esnobar o seu sacrifício, para que não venhamos a enfrentar o terrível sofrimento que Ele impingirá aos seus adversários. “Pois não só vos compadecestes dos que estavam nas prisões, mas também com gozo aceitastes a espoliação dos vossos bens, sabendo que vós tendes uma possessão melhor e permanente. Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a Promessa. Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.” (Hebreus 10:34-39).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Комментарии


bottom of page