top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Nascer de novo



“Ora, havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és Mestre, vindo de Deus; pois ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele. Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo. O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode ser isto? Respondeu-lhe Jesus: Tu és mestre em Israel, e não entendes estas coisas?” (João 3:1-10)

Assim como Nicodemos foi à noite, às escondidas falar com Jesus, querendo saber como poderia ser salvo, há muitos pelo mundo que também querem saber e vão às escondidas ao Senhor perguntar. E isso fazem em orações, na calada da noite, longe de todos, por medo ou vergonha, mas, quando ouvem a resposta de Jesus, que continua sendo a mesma que deu a Nicodemos, a maioria deles não está firme, ou também não entende, assim como esse senhor, que é necessário nascer de novo. Temos que entender que, para nascermos de novo, ou seja, renascer, é necessário morrermos, e aí é que mora o problema, pois as pessoas não querem morrer com os seus desejos, suas vontades, suas lógicas e paixões e entendimento, porque, para nascermos em Jesus, temos que morrer para nós mesmos e para o mundo, e então nascer de novo em Cristo. E se nascemos em Cristo, se a nossa vida é Cristo, se estamos em Cristo, toda a nossa direção é Cristo. Assim nada mais sabemos, ou vivemos, a não ser Cristo, portanto, já não interessa mais nada do mundo, e são poucos os que realmente desejam isso, porque a maioria quer somente uma religião, e não o viver em Cristo, e, assim como Nicodemos, não entende e não quer entender o morrer para nascer de novo em Cristo.

“Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testemunhamos o que temos visto; e não aceitais o nosso testemunho! Se vos falei de coisas terrestres, e não credes, como crereis, se vos falar das Celestiais? Ora, ninguém subiu ao Céu, senão o que desceu do Céu, o Filho do homem. E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que Nele crê tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê Nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquanto não crê no Nome do Unigênito Filho de Deus.” (João 3:11-18). Jesus explica de uma maneira clara, para que Nicodemos possa entender, e de igual maneira Ele nos ensina hoje, mas, apesar de termos estudado em colégios e muitos de nós feito faculdade, não conseguimos entender o porquê, a necessidade de morrer para o mundo. Isto porque é mais fácil entender que Deus quer que sejamos felizes aqui, que tenhamos domínio e poder sobre tudo aqui, que sejamos superiores e vencedores aqui, que possamos estar reinando aqui, acham que temos que reinar aqui e depois também no Céu. É difícil para as pessoas aceitarem, compreenderem que este mundo aqui não pertence ao Senhor, mas ao maligno, ao diabo, e que, como o diabo é a morte, então este mundo já está (não vai ficar, mas já está morto no diabo), e se quisermos estar desfrutando de coisas, de prazeres aqui, é porque queremos viver e desfrutar da morte e na morte, e assim rejeitamos a Vida, a Luz, e escolhemos as trevas. Como este mundo pertence ao diabo, então, para termos vida, temos que fugir, sair dele, e a única maneira de sairmos dele, e morremos para ele, é nascermos em Cristo, pois, quando vivemos em Cristo, a morte não tem poder sobre nós. Mas, se quisermos ser enganados na morte, como certeza iremos padecer por toda a eternidade na morte, e com certeza não conheceremos o Reino de Deus. Aqui é morte, trevas, escuridão; em Jesus é Luz, é Vida, e se quisermos ter vida, então temos que nos submeter, temos que viver Nele, pois Ele é a própria Vida. “E o julgamento é este: A Luz veio ao mundo, e os homens amaram antes as trevas que a Luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a Luz, e não vem para a Luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a Luz, a fim de que seja manifesto que as suas obras são feitas em Deus. Depois disto foi Jesus com seus discípulos para a terra da Judéia, onde se demorou com eles e batizava. Ora, João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque havia ali muitas águas; e o povo ia e se batizava. Pois João ainda não fora lançado no cárcere.” (João 3:19-24).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe,

Um abraço.

Pr. Henrique Lino


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page