top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Não vivem como o Senhor determinou






“Paulo, chamado para ser apóstolo de Jesus Cristo pela vontade de Deus, e o irmão Sóstenes, à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para serem santos, com todos os que em todo lugar invocam o Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso: Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Sempre dou graças a Deus por vós, pela Graça de Deus que vos foi dada em Cristo Jesus; porque em tudo fostes enriquecidos Nele, em toda Palavra e em todo o conhecimento, assim como o Testemunho de Cristo foi confirmado entre vós; de maneira que nenhum dom vos falta, enquanto aguardais a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual também vos confirmará até o fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor. Rogo-vos, irmãos, em Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que sejais concordes no falar, e que não haja dissensões entre vós; antes sejais unidos no mesmo pensamento e no mesmo parecer.” (1 Coríntios 1:1-10)

Muitas vezes não conseguimos entender as pessoas que, apesar de estarem há anos frequentando as congregações, denominações religiosas, apesar de lerem Bíblias e de as terem, de se identificarem como cristãs, elas continuam em práticas religiosas, rituais totalmente contrários à Palavra de Deus, porque o que falam e entendem são pensamentos carnais, e não vivem como o Senhor determinou que vivêssemos. Essas pessoas não poderão jamais alegar ignorância, pois têm ouvido a Palavra de Deus constantemente, elas têm as Bíblias, portanto, são indesculpáveis. Essas pessoas, por sinal, dão um péssimo exemplo do Evangelho, pois, ao invés de atraírem outras pessoas a Cristo, elas o afastam. São péssimas esposas, mães, maridos, pais, filhos, péssimos empregados, amigos, e em tudo percebemos somente um ar soberbo da religião. Essas pessoas defendem uma denominação e se identificam não como seguidoras de Cristo, elas fazem questão de se identificar como sendo daquela ou outra denominação qualquer, isso como se alguma denominação, alguma doutrina ou preceitos humanos pudessem salvar alguém. O cristão verdadeiro se identifica como seguidor de Cristo e tudo faz para imitá-lo, procura obedecer a Ele em tudo, e não somente naquilo que lhe for conveniente.

“Pois a respeito de vós, irmãos meus, fui informado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós. Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo; ou, Eu de Apolo; ou Eu sou de Cefas; ou, Eu de Cristo. Será que Cristo está dividido? foi Paulo crucificado por amor de vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo? Dou graças a Deus que a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio; para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome. É verdade, batizei também a família de Estéfanas, além destes, não sei se batizei algum outro. Porque Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar o Evangelho; não em sabedoria de palavras, para não se tornar vã a cruz de Cristo. Porque a Palavra da Cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o Poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a sabedoria dos entendidos. Onde está o sábio? Onde o escriba? Onde o questionador deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?” (1 Coríntios 1:11-20). É muito comum as pessoas se identificarem dizendo: Eu sou da Assembleia, ou eu sou da Presbiteriana, ou eu sou da Batista ou de outra denominação qualquer. Se elas lessem realmente a Bíblia, se elas realmente praticassem a Palavra de Deus, jamais procederiam dessa maneira. Elas deveriam saber que nenhuma denominação poderá salvar alguém, mesmo porque elas não conseguem se salvar, portanto, basta analisarmos que veremos a quantidade de erros, rebeldias que existem dentro dessas congregações, basta observarmos o comportamento dos seus dirigentes e membros. Muitas dessas pessoas que se identificam com o nome da denominação estão em adultério, fornicação, desonestidade e outras tantas rebeldias à Palavra de Deus. Mas temos que compreender que elas não entendem e não aceitam viver segundo os preceitos do Senhor, pois para elas a nossa maneira de viver e obedecer é loucura, mas somos loucos em Cristo, e realmente desejamos que o mundo pense assim a nosso respeito, pois o nosso propósito não é agradar ao mundo, às pessoas, ou sermos sociáveis, e sim agradar quem deu a vida por nós. “Visto como na sabedoria de Deus o mundo pela sua sabedoria não conheceu a Deus, aprouve a Deus salvar pela loucura da pregação os que creem. Pois, enquanto os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria, nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos, mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, Poder de Deus, e Sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte que os homens.” (1 Coríntios 1:21-25).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ความคิดเห็น


bottom of page