top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Não conhecem





“Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos? Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida? Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julgá-los os que são de menos estima na igreja? Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos? Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis. Na verdade, é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano? Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos. Não sabeis que os injustos não hão de herdar o Reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em Nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” (1 Coríntios 6:1-12)

 

        Infelizmente, a maioria das pessoas que se identificam como evangélicas, ou cristãs, não conhecem a Palavra de Deus, não conhecem Jesus, pois Ele é a Palavra, é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós. Prova tal é que eles (os evangélicos) frequentam templos, denominações, congregações e sabem que os seus líderes estão cometendo erros, pecados, mas ficam calados e nada falam, muitos alegam que não podem falar do ungido do Senhor. Estão dentro de um meio religioso onde existem desonestidade, adultério, fornicação, mentiras e tudo mais, mas se calam. Como cristãos, é nosso dever, nossa obrigação, julgar, condenar todos os tipos, espécies de pecados das pessoas que dizem conhecer Cristo. Devemos alertar, chamar atenção, e quem tem que fazer somos nós como igreja, e não levar isso ao conhecimento público, porque as questões pertinentes à igreja devem ser julgadas pela igreja, o que não podemos é levar os assuntos das pessoas que frequentam a nossa congregação às pessoas do mundo. Se existe alguma pessoa agindo de maneira errada, pecando, devemos chamar-lhe a atenção, conversar com ela, independentemente de ser o líder, o pastor ou não. Se ela não quiser ouvir ou aceitar, devemos reunir outros irmãos e, juntos, irmos até a pessoa que está no erro e tentar novamente alertá-la, mas se ela não quiser, então que se comunique a toda a igreja, e se não houver mudanças, então que essa pessoa seja expulsa do meio da congregação, ou então nós saímos. Quem se cala diante do erro de outras pessoas da mesma fé está concordando, portanto, é tão pecadora como a outra. O que não podemos é julgar as pessoas do mundo, pois elas não conhecem a Palavra de Deus, elas serão julgadas pelo Senhor, mas as que estão junto a nós dizendo ser da mesma fé é nosso dever julgar, e mais, nós iremos julgar até os anjos caídos (diabo e os seus demônios) quanto mais essas questões simples; se nos calarmos, somos iguais, e não podemos nos acovardar, pois fomos chamados para guerrear, e os covardes, os tímidos não herdarão o Reino de Deus. Temos que ter a compreensão do Evangelho, porque nós não podemos nos calar, mas também, por mais que não estejamos cometendo pecados semelhantes ao da outra pessoa, seremos enviados para o lugar de sofrimento, porque nos omitimos, e a omissão é pecado. Também devemos atentar que não somos pessoas do mundo, portanto, não participamos das coisas e dos prazeres do mundo, assim não é porque uma coisa é legal diante dos homens que é para nós, não é porque algo não é crime que  podemos praticá-lo, porque, aos olhos do mundo, todos os pecados são permitidos, tais como adultérios, fornicação, divórcio, novo casamento, homossexualismo, mentira, cobrança de juros, consumo de bebidas alcoólicas, de cigarros e até mesmo de drogas, mas para nós é crime, porque seguimos não as leis dos homens, mas a lei de Deus. Não podemos nos deixar dominar pela vontade da carne, pelos desejos humanos, nós devemos andar em espírito. “Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a fornicação, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo. Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder.” (1 Coríntios 6:13-14).

 

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

 

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page