• Pr. Henrique Lino da Silva

MESTRE VINDO DE DEUS


“E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.” (João 3:1-2)

          Nicodemos se dirigiu a Jesus à noite, foi até Ele às escondidas, com medo dos seus amigos, dos seus colegas o virem conversando com o Senhor. Observamos que sabia quem era Jesus, pois começa chamando-o de Rabi (Mestre). E não somente isso, Ele mesmo afirma que viu os sinais, os milagres que Jesus tinha realizado, e ele sabia que só poderiam acontecer se fosse alguém da parte de Deus para fazê-lo, portanto ele sabia que Jesus era de Deus, possivelmente ele era um dos poucos que sabia, que criam que Jesus era o Filho de Deus, pois a maioria, inclusive até os próprios discípulos, não tinha a certeza. Esse homem, que era uma autoridade em Israel, pois era membro do supremo tribunal dos judeus, sabia que Deus estava com Jesus e, portanto, se dirige a Ele com a intenção de aprender como se tornar um cristão, como fazer a vontade de Deus. “Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus.” (João 3:3). Jesus responde de uma maneira diferente, não o agradando, mas falando que, para entender, compreender as coisas do Reino de Deus, é necessário nascer de novo, que, para discernir as coisas do Reino, é necessário um novo nascimento. Muitos de nós temos a certeza de que Cristo é o Filho de Deus, mas, como não nascemos de novo, não entendemos, não compreendemos o Reino e, por tal motivo, não obedecemos ao Senhor, porque quem discerne obedece, sabe que não tem outra alternativa a não ser obedecer ao Senhor, e, se não obedecer, restam somente sofrimento e morte eterna. Não basta saber que Deus é bom, é preciso experimentar, viver essa Bondade de Deus, viver o amor de Deus, e só podemos viver isso se nascermos de novo. Por tal motivo são tantas as religiões e seitas que citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), mas vivem em pecado e contrários à Palavra de Deus. Ter conhecimento do Reino é para os que obedecem, quem não obedece, por mais que fale, não tem conhecimento do Reino, porque, se assim fosse, teria respeito, temor e viveria em santidade, teria se convertido ao Senhor, obedeceria a Ele.

 “Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?” (João 3:4). Jesus respondeu de maneira espiritual, mas Nicodemos estava pensando de maneira natural, física, pois ele não entendia o renascimento do qual Jesus estava falando. Ele ainda pergunta se é possível um homem adulto voltar e entrar em sua mãe para tornar a nascer. Assim, são muitos os que simplesmente mudam de religião, ou, se estão sem religião, aceitam uma religião qualquer, mas não nascem de novo, não existe mudança, não existe transformação de caráter, não existe temor de Deus, porque não o conhecem verdadeiramente, não conhecem e nada sabem sobre o Reino de Deus. Se não nascermos de novo, se não nos humilharmos na presença do Senhor, nada conseguiremos, pois o Reino de Deus se conquista através de obediência ao Evangelho de Jesus Cristo, e não por uma maneira emotiva. Não é pelo fato de frequentarmos uma igreja denominacional qualquer, ou ofertar, jejuar e orar, ou rezar muito, que nos transformam em filhos de Deus. Não é por isso que conhecemos o Reino de Deus, não é por muito falar, é necessário nascer de novo, e esse nascimento só pode acontecer quando sepultamos o nosso velho homem, a velha mulher. “Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.” (João 3:5-6). O novo nascimento, o renascimento se inicia no batismo nas águas, pois é quando fazemos a confissão pública de que queremos servir o Senhor, quando enterramos a nossa velha natureza adâmica e aceitamos nos submeter a Ele. Nascemos como carne, somos seres carnais, mesmo porque somos provenientes de carne, nosso pais são carnais, assim sendo, se queremos viver de acordo com o Senhor, essa decisão tem que ser nossa, é um dos motivos pelos quais não se pode batizar crianças, pois não têm entendimento. Nós é que temos que optar por sermos diferentes, para deixarmos de ser carnais e sermos espirituais, para podermos entender, compreender o Reino de Deus. Temos que aceitar sermos nascidos de Jesus, deixar o Espírito de Deus nos guiar, pois, assim procedendo, seremos espíritos também. “Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.” (João 3:7-8). Temos que entender que não é a sabedoria humana, não é o conhecimento humano adquirido em uma faculdade que poderá nos aproximar de Deus. Tem que existir uma busca séria, tem que ter uma vontade de servir ao Senhor, tem que querer nascer de novo, porque, quando somos nascidos do Espírito, não somos nós que decidimos as nossas vidas, somos guiados o tempo todo pelo Espírito Santo, por Jesus Cristo. “Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso? Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto? Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho. Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais? Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu. E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê Nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no Nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.” (João 3:9-21).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Paz