top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Jesus Senhor do Sábado



“E sucedeu que, num dia de sábado, passava Jesus pelas searas; e seus discípulos iam colhendo espigas e, debulhando-as com as mãos, as comiam. Alguns dos fariseus, porém, perguntaram; por que estais fazendo o que não é lícito fazer nos sábados? E Jesus, respondendo-lhes, disse: Nem ao menos tendes lido o que fez Davi quando teve fome, ele e seus companheiros? Como entrou na casa de Deus, tomou os pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão só aos sacerdotes, e deles comeu e deu também aos companheiros? Também lhes disse: O Filho do homem é Senhor do sábado. Ainda em outro sábado entrou na sinagoga, e pôs-se a ensinar. Estava ali um homem que tinha a mão direita atrofiada. E os escribas e os fariseus observavam-no, para ver se curaria em dia de sábado, para acharem de que o acusar. Mas Ele, conhecendo-lhes os pensamentos, disse ao homem que tinha a mão atrofiada: Levanta-te, e fica em pé aqui no meio. E ele, levantando-se, ficou em pé. Disse-lhes, então, Jesus: Eu vos pergunto: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? Salvar a vida, ou tirá-la? E olhando para todos em redor, disse ao homem: Estende a tua mão. Ele assim o fez, e a mão lhe foi restabelecida.” (Lucas 6:1-10)

Muitas são as pessoas que têm dúvidas se devem ou não guardar os sábados; mas essa dúvida existe exatamente por não lerem, não meditarem no Evangelho de Jesus Cristo. Como vimos no texto acima, Jesus afirma que Ele é o Senhor dos sábados. Devemos então compreender que esse nada mais é do que um costume judeu, um rito dos judeus, e não podemos esquecer que os judeus não aceitam Jesus como o Filho de Deus, o Messias, e foram eles mesmos que prenderam o nosso Senhor. Mas o fato é que Jesus é o Filho de Deus, consequentemente, o próprio Deus, e para os seus seguidores, os verdadeiros cristãos, não existe separação de dias, nós tratamos os sábados como qualquer dia normal. Devemos todos os dias fazer o que é certo, fazer justiça, fazer o bem, e nunca, jamais em dia algum fazer o mal. Não existe um dia mais santo do que o outro, todos os dias são iguais, entretanto, pelo fato de o domingo ser o primeiro dia da semana, nós o tiramos para descansar e para irmos à igreja denominacional. Mas podemos também fazer isso qualquer outro dia, o que não podemos é participar da Ceia do Senhor em outro dia que não seja o domingo.

“Mas eles se encheram de furor; e uns com os outros conferenciavam sobre o que fariam a Jesus. Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar; e passou a noite toda em oração a Deus. Depois do amanhecer, chamou seus discípulos, e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos: Simão, ao qual também chamou Pedro, e André, seu irmão; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelote; Judas, filho de Tiago; e Judas Iscariotes, que veio a ser o traidor. E Jesus, descendo com eles, parou num lugar plano, onde havia não só grande número de seus discípulos, mas também grande multidão do povo, de toda a Judéia e Jerusalém, e do litoral de Tiro e de Sidom, que tinham vindo para ouvi-lo e serem curados das suas doenças; e os que eram atormentados por espíritos imundos ficavam curados. E toda a multidão procurava tocar-lhe; porque saía Dele Poder que curava a todos.” (Lucas 6:11-19). Jesus continua trabalhando todos os dias. Em certa feita Ele disse: “Meu Pai trabalha até agora e eu também”. Jesus continua curando, expulsando demônios, libertando as pessoas todos os dias, inclusive aos sábados, e para isso usa os seus servos. Portanto, não podemos arrumar desculpas para justificar nossa omissão, preguiça e/ou religiosidade, para não fazermos as nossas obrigações nos dias de sábado ou em outro dia qualquer. Um ponto interessante nesse texto é que vemos também quando Jesus escolhe os discípulos, as pessoas a quem denominou apóstolos, que foram doze somente, entre eles o traidor Judas Iscariotes. Depois que Judas se matou, Jesus, já ressurreto, se apresentou a Paulo e o convocou como apóstolo para substituir o traidor. Mas os apóstolos foram somente doze, somente aqueles para quem o Senhor Jesus apareceu e os chamou, portanto, sabemos que nos nossos dias atuais não existem mais apóstolos. Esses que se autointitulam apóstolos são simplesmente mentirosos, enganadores, porque apóstolos o último deles foi Paulo, aquele para quem Jesus apareceu e o chamou, e nem mesmo Matias, que Pedro e os outros apóstolos ungiram, foi aceito por Jesus. Por isso a necessidade de sempre meditarmos na Palavra de Deus, pois é nela que aprendemos sobre Ele. “Então, levantando Ele os olhos para os seus discípulos, dizia: Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o Reino de Deus. Bem-aventurados vós, que agora tendes fome, porque sereis fartos. Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque haveis de rir. Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem, e quando vos expulsarem da sua companhia, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como indigno, por causa do Filho do homem. Regozijai-vos nesse dia e exultai, porque eis que é grande o vosso galardão no céu; pois assim faziam os seus pais aos profetas. Mas ai de vós que sois ricos! porque já recebestes a vossa consolação. Ai de vós, os que agora estais fartos! porque tereis fome. Ai de vós, os que agora rides! porque vos lamentareis e chorareis. Ai de vós, quando todos os homens vos louvarem! porque assim faziam os seus pais aos falsos profetas.” (Lucas 6:20-26).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page