top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Jesus nos capacitou




“E Ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo; para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; antes, seguindo a Verdade em amor, cresçamos em tudo Naquele que é a Cabeça, Cristo, do qual o corpo inteiro bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua o seu crescimento para edificação de si mesmo em amor. Portanto digo isto, e testifico no Senhor, para que não mais andeis como andam os gentios, na vaidade da sua mente, entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; os quais, tendo-se tornado insensíveis, entregaram-se à lascívia para cometerem com avidez toda sorte de impureza. Mas vós não aprendestes assim a Cristo.” (Efésios 4:11-20)

O Senhor Jesus nos capacitou para vivermos de maneira justa e piedosa, e para que divulgássemos o seu Evangelho, e com palavras e com os nossos exemplos, fomos chamados para fazermos discípulos Dele. Através do seu Espírito vem a nossa capacitação, e como corpo de Cristo cada um de nós tem uma função específica: um é profeta, outro pregador, outro intercessor, e assim por diante, mas todos são capacitados pelo Senhor. Mas, para que isso ocorra em nossas vidas, é necessário que tenhamos uma vida de acordo com a sua Palavra, porque muitos imaginam que, para receber a capacitação do Senhor, basta orar, jejuar e ler a Bíblia, e não percebem que a Bíblia é para lermos, e o que aprendermos colocar em prática. Já a oração é um diálogo, uma conversa com o Pai, que devemos fazer constantemente, o que sempre fazemos em Nome do seu Filho amado Jesus Cristo. E também o jejum não tem outra função a não ser enfraquecer a nossa carne, nos humilharmos diante do Senhor, para nos fortalecer espiritualmente e então podermos nos aproximar mais Dele, porque jejum não fazemos em prol de qualquer outra coisa.

“Se é que o ouvistes, e Nele fostes instruídos, conforme é a verdade em Jesus, a despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; a vos renovar no espírito da vossa mente; e a vos revestir do novo homem, que segundo Deus foi criado em verdadeira justiça e santidade. Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira; nem deis lugar ao Diabo.” (Efésios 4:21-27). Para conhecermos o Senhor, para nos aproximarmos Dele, para sermos capacitados por Ele e recebermos dons para podermos exercer as nossas missões, é necessário morrermos para o mundo, sepultarmos os velhos homens, as velhas mulheres, é necessário sermos novas criaturas Nele. Assim, teremos uma maneira de vida totalmente diferente, não mais de acordo com o que era antes, mas viveremos exclusivamente segundo a sua vontade, assim nós matamos a nossa vontade, o nosso querer, a nossa lógica humana, e passamos a andar pelo Espírito. Muitos pensam que ser guiado pelo Espírito é ser guiado por orações, ou de maneira religiosa e emocional, mas ser guiado pelo Espírito é tão somente ser guiado por Jesus, que é o Evangelho, a Palavra. Jesus é o Verbo, a Palavra, e se nós vivermos segundo a Sua Palavra, o Novo Testamento, estaremos sendo guiados pelo seu Espírito, e assim temos a certeza da nossa vitória, que é vida eterna Nele. Temos que ser pessoas diferentes do que éramos, temos que não mais agir por impulso, mas tudo o que formos fazer ou falar analisarmos se está em conformidade com a sua Palavra, pois somos guiados por Ele. Servir a Cristo, escolher a salvação é uma decisão nossa, mas só seremos vitoriosos, só seremos fiéis se realmente estivermos vivendo na prática do Evangelho e não segundo o nosso entendimento. “Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tem necessidade. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Toda a amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmia sejam tiradas dentre vós, bem como toda a malícia. Antes sede bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.” (Efésios 4:28-32).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page