top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Jesus é a Palavra



“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio Dele, e sem Ele nada do que foi feito se fez.” (João 1:1-3)

No princípio de tudo, no início da Criação, quando tudo começou, a Palavra estava com Deus. Nós sabemos que Jesus é a Palavra, é o Verbo, assim sabemos que Jesus existe desde o início, e não simplesmente apareceu ali no ventre de Maria. Jesus, assim como Deus, é autoexistente, e na Criação do mundo Ele estava presente, e foi Ele mesmo quem tudo fez. Temos que entender que a Palavra vive em Deus, e Deus vive em Jesus, assim como o Espírito Santo, que é o Espírito de Deus, portanto, quando vemos Jesus, estamos vendo Deus. E quando é que vemos Deus? Quando estamos lendo a sua Palavra, que é Jesus. Veja: se quisermos que Jesus fale claramente conosco, basta lermos a Bíblia, mais especialmente o Novo Testamento, pois ali ouviremos Jesus, ouviremos Deus se tivermos o coração aberto e nossos ouvidos para ouvi-lo, porque, se tivermos os nossos corações endurecidos, não o ouviremos, ou seja, por mais que leiamos, não compreenderemos nada. Tudo o que vemos: o céu, a lua, as estrelas, o mar, a terra, tudo, absolutamente tudo, foi criado por Jesus, e por isto é que se mantém, tudo, inclusive o ser humano, pois sabemos como Deus fez o homem: Adão e depois Eva, da costela de Adão, e através dele toda a humanidade. Temos que compreender bem e jamais esquecer que Jesus é a Palavra, e, consequentemente, é Deus. “Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.” (João 1:4-5). Jesus é que tem a vida, e Vida é luz, porque as trevas são a morte, e a Vida veio para o meio das trevas e venceu, prevaleceu. Sabemos pela própria Palavra que, quando Jesus veio ao mundo, o que existia eram trevas, no início da Criação, e então Deus, pela Palavra, fez com que tudo acontecesse, e assim houve luz na terra. Depois, a Palavra se encarnou, ou seja, se revestiu de carne e veio em forma de homem, aparecendo através do ventre de Maria. Antes só existiam trevas no mundo, mas Ele veio chamar todos para sua maravilhosa Luz.

“Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio como testemunha, a fim de dar testemunho da Luz, para que todos cressem por meio Dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da Luz.” (João 1:6-8). Antes de a Palavra, o Verbo, se revestir de carne e aparecer ao mundo, Ele enviou um homem escolhido, separado por Ele para anunciar a sua vinda, para chamar as pessoas ao arrependimento e avisar que a Luz estava entrando no mundo, que o Criador de tudo estava vindo e que todos deveriam se arrepender dos seus pecados. Esse homem, profeta, foi João Batista, e não devemos confundir com o João apóstolo, que foi usado pelo Espírito Santo para escrever este Evangelho da Palavra. João Batista foi nazireu desde o ventre da sua mãe, separado para avisar, preparar o caminho para a vinda do Senhor, e também quem foi usado para batizar Jesus nas águas do Rio Jordão, não que Jesus precisasse do batismo, mas para que todos nós aprendêssemos sobre o batismo, e assim também nos submeter às águas do batismo e nos arrependermos dos nossos pecados. A Luz veio ao mundo e estava no mundo no nosso meio, mas o mundo se recusou a aceitar a Luz, preferiu as trevas. Escolheram as trevas, a escuridão, e assim prenderam e crucificaram a Luz, pensando que poderiam matar a Luz, entretanto, esqueceram que a Luz é a própria Vida, e só existe vida na Luz, assim, quem recusa a Luz, o Verbo, está optando pela morte, e para a morte vão por toda a eternidade. Quem vive no mundo, no pecado, atendendo, satisfazendo a vontade da carne está em trevas, em total escuridão, e não aceita a Luz, isto porque a Luz incomoda as trevas, quando a Luz chega, as trevas batem em retirada, por isto as pessoas se recusam a viver na Luz, na Palavra, no Evangelho. “Pois a verdadeira luz, que ilumina a todo homem, estava chegando ao mundo. Estava Ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio Dele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, aos que creem no seu Nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus.” (João 1:9-12).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page