top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Honrar



“Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra. E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor. Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo, não servindo somente à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus, servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. Sabendo que cada um, seja escravo, seja livre, receberá do Senhor todo bem que fizer.” (Efésios 6:1-8)

O apóstolo Paulo nos dá ensinamentos, recomendações de acordo com a vontade de Deus, em todos os sentidos, sobre como devemos ser filhos, tratar os nossos filhos, como ser pais e tratar os nossos pais bem como a todos. Vejo os evangélicos falarem em honrar pai e mãe, mas eles mesmos não sabem o que isto quer dizer, entendem que é uma obediência cega. Mas honrar pai e mãe é se os nossos país precisarem de nós, da nossa ajuda, estarmos sempre prontos a ajudá-los, socorrê-los e sustentá-los, se eles precisarem, mas não é concordar com tudo o que eles falam ou pensam, mesmo porque a nossa primeira obediência é ao Senhor. Como ficaria então quando os nossos pais nos mandam, sugerem ou pedem para fazermos ou falarmos algo que é contrário à Palavra de Deus? O fato que a nossa obediência é ao Senhor, e por esse motivo honramos os nossos pais, por isto sempre exorto para lerem e meditarem na Palavra de Deus. Jesus nos ensina sobre isso quando Ele fala com os fariseus que diziam que honravam os pais, mas o que eles tinham era Corbã (oferta) a Deus, e assim não atendiam, socorriam os pais nas suas necessidades. Como cristãos, temos que aprender a não somente ouvir o que as pessoas falam, mas principalmente ouvir o que Jesus fala, e o que Ele fala está explícito em sua Palavra, basta lermos que encontramos todas as respostas e esclarecimentos.

“E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor tanto deles como vosso está no céu, e que para com Ele não há acepção de pessoas. Finalmente, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu Poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo; pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes. Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes.” (Efésios 6:9-13). Temos que observar os ensinamentos a respeito de como devemos tratar os nossos senhores, nossos patrões, gerentes, encarregados, e como devemos agir no caso de sermos os patrões, gerentes ou encarregados. Temos que compreender que não somos melhores do que ninguém, e se formos convertidos ao Senhor, então essa condição nos coloca em situação inferior aos olhos dos homens, porque, como servos do Senhor, o mundo é nosso adversário, e então devemos tratar todos como se fossem superiores a nós, porque quem sabe com a nossa atitude eles poderão vir a se converter a Cristo e abandonar a arrogância natural de quem está no mundo? Temos que saber que o nosso Deus é o mesmo, é também o Deus deles, e não sabemos os planos Dele para eles, portanto, não podemos agir de maneira diferente para que o nosso Deus não se volte contra nós. É necessário vivermos o Evangelho todo o tempo, temos que ser cristãos vinte quatro horas por dia, no trabalho, na escola, na vida social, em casa e em pensamentos, e de todas as formas, porque o dia mau existe, e se não estivermos firmes na Rocha, seremos derrotados, pois ele vem para todos. “Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçando os pés com a preparação do Evangelho da paz, tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus; com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos, e por mim, para que me seja dada a Palavra, no abrir da minha boca, para, com intrepidez, fazer conhecido o mistério do Evangelho, pelo qual sou embaixador em cadeias, para que Nele eu tenha coragem para falar como devo falar. Ora, para que vós também possais saber como estou e o que estou fazendo, Tíquico, irmão amado e fiel ministro no Senhor, vos informará de tudo; o qual vos envio para este mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele vos conforte o coração. Paz seja com os irmãos, e amor com fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo. A Graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo com amor incorruptível.” (Efésios 6:14-24).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page