top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Firmes na Fé




“Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus que está em Corinto, com todos os santos que estão em toda a Acaia: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus. Porque, como as aflições de Cristo transbordam para conosco, assim também por meio de Cristo transborda a nossa consolação. Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação; ou, se somos consolados, para vossa consolação é a qual se opera suportando com paciência as mesmas aflições que nós também padecemos; e a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes das aflições, assim o sereis também da consolação.” (2 Coríntios 1:1-7)

O apóstolo Paulo, juntamente com Timóteo, escreve essa segunda carta à igreja em Coríntios para os exortar a permanecerem firmes na fé, sem vacilar, por causa das lutas e tribulações. Faço um aparte aqui para chamar a atenção: Paulo se identifica como um apóstolo que de fato era, e Timóteo, que era um pastor, ele simplesmente o qualifica como irmão, isto porque nenhum outro poderia levar o título de apóstolo, e não pode, pois esse título foi dado por Jesus somente àqueles para os quais Ele apareceu e os chamou. Paulo foi o último deles, assim sabemos que não existe mais nenhum apóstolo vivo aqui, e esses que se autointitulam apóstolos, na verdade, são hereges, mentirosos, hipócritas, portanto, não são servos do Senhor. Voltamos ao assunto da missiva em questão enviada aos coríntios. Vemos que é uma carta para animá-los e não se preocuparem por causa das lutas, pois são certas e esperadas as lutas de todos os tipos na vida das pessoas que decidem seguir Cristo, pois os sofrimentos de Cristo têm que ser vistos em nós. Temos que tomar cuidado é com os falsos pregadores, dizendo que aqui temos que vencer, temos que desfrutar do melhor, pois isso é mentira, esses que prometem vitórias aqui são servos do diabo. Como somos seguidores de Cristo, sabemos que, se o nosso Mestre passou por tão grande sofrimento, é normal nós passarmos também.

“Porque não queremos, irmãos, que ignoreis a tribulação que nos sobreveio na Ásia, pois que fomos sobremaneira oprimidos acima das nossas forças, de modo tal que até da vida desesperamos; portanto já em nós mesmos tínhamos a sentença de morte, para que não confiássemos em nós, mas em Deus, que ressuscita os mortos; o qual nos livrou de tão horrível morte, e livrará; em quem esperamos que também ainda nos livrará, ajudando-nos também vós com orações por nós, para que, pela mercê que por muitas pessoas nos foi feita, por muitas também sejam dadas graças a nosso respeito. Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que em santidade e sinceridade de Deus, não em sabedoria carnal, mas na Graça de Deus, temos vivido no mundo, e mormente em relação a vós. Pois outra coisa não vos escrevemos, senão as que ledes, ou mesmo reconheceis; e espero que também até o fim as reconhecereis; como também já em parte nos reconhecestes, que somos a vossa glória, assim vós sereis a nossa no dia do Senhor Jesus.” (2 Coríntios 1:8-14). E toda a tribulação, todos os sofrimentos, todas as lutas pelas quais passamos vencemos em Nome do Nosso Senhor Jesus Cristo. Assim também devemos consolar, confortar e animar todos os que também estão passando por tudo isso, mostrando que não é anormal o cristão fiel passar por lutas, porque estamos em território inimigo, uma vez que não somos daqui, não pertencemos a este mundo, somos do Reino, e aqui somos estrangeiros, estamos peregrinando, portanto, assim como Jesus, somos tribulados de todas as formas. Tendo esse conhecimento, aprendemos com o apóstolo Paulo a em tudo dar Graças ao Senhor, e temos a certeza de que o Poder de Deus se aperfeiçoa em nossas fraquezas, pois, quando somos fracos, somos fortes em Cristo. O cristão verdadeiro não anda reclamando de problemas, de lutas, ao contrário, mesmo passando por todos os tipos de provações, está sempre pronto para confortar, consolar o seu semelhante, porque nós sabemos que todas as reclamações, murmurações são contra o Senhor, uma vez que Ele é o Senhor de tudo e nada acontece sem a sua vontade ou permissão. Ser cristão é muito mais do que ir a templos denominacionais, cantar, orar, subir montes, participar de campanhas, ou fazer votos e dar ofertas, ser cristão é seguir Jesus em tudo. “E nesta confiança quis primeiro ir ter convosco, para que recebêsseis um segundo benefício; e por vós passar à Macedônia, e da Macedônia voltar a vós, e ser por vosso intermédio encaminhado à Judéia. Ora, deliberando isto, usei porventura de leviandade? ou o que delibero, faço-o segundo a carne, para que haja comigo o sim, sim e o não? Antes, como Deus é fiel, a nossa palavra a vós não é sim e não, porque o Filho de Deus, Cristo Jesus, que entre vós foi pregado por nós, isto é, por mim, Silvano e Timóteo, não foi sim e não; mas Nele houve sim. Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, Nele está o sim; portanto é por Ele o amém, para Glória de Deus por nosso intermédio. (2 Coríntios 1:15-20).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page