top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Falsas Doutrinas





“Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina, Nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora. Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, Conforme o Evangelho da Glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado.” (1 Timóteo 1:3-11)

       O apóstolo Paulo já alertava contra falsas doutrinas que invadiram as congregações que se denominam evangélicas. Vemos todos os tipos de ensinos, de pregações, de doutrinas que utilizam o Nome do Senhor de uma maneira contrária à própria Palavra de Deus. Existem cultos para todos os tipos e classes, basta a pessoa querer, porque a finalidade desses pregadores não é apresentar Jesus, mas sim aumentar o número de membros em suas congregações, e também a arrecadação. A bem da verdade, hoje nos deparamos com pessoas que se identificam como evangélicas, crentes, mas que vivem na prática de todos os tipos de pecados que o Senhor condena, são muito mais pecadores do que muitas pessoas que não têm religião, ou que pertencem a religiões profanas. Devemos atentar para o fato de que a Palavra de Deus, o Evangelho, é bom, perfeito, mas somente para quem faz uso dele de maneira correta, caso contrário, irá padecer por toda a eternidade. A lei foi deixada para todos nós que somos pecadores, para que possamos viver na prática da Verdade e então nos santificarmos nela, porque, se fôssemos perfeitos, se soubéssemos por nós mesmos como agir e proceder, com certeza não teríamos necessidade de ter a lei de Deus, porque já seríamos perfeitos. Mas todos nós já nascemos no pecado, a nossa origem é o pecado, e para podermos ser salvos, devemos viver na prática da Lei de Deus sabendo que só assim seremos salvos. Por isso não podemos ficar presos a histórias e genealogias, devemos saber o que o Senhor quer e espera de cada um de nós. Infelizmente, são muitos os que se dizem mestres, conhecedores da Palavra de Deus, teólogos e tudo o mais, mas eles não conhecem o Senhor. Nós precisamos tão somente conhecer Cristo, viver, ensinar Cristo, isto sim é sabedoria, isto é ser mestre, pois estaremos apresentando o verdadeiro Mestre, que é Jesus Cristo, o Filho de Deus. Vamos praticar a Graça, viver na Graça, fazer parte da Graça, estudarmos e aprendermos cada vez mais sobre a Graça, e isto fazemos lendo o Novo Testamento e o colocando em prática, pois não vivemos em Moisés ou em outro profeta qualquer. A Profecia é Jesus, é Ele quem está nos falando, basta querermos ouvi-lo. “E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus Senhor nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério; A mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade. E a Graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo. Esta é uma Palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. “(1 Timóteo 1:12-15).

 Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

 Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page