top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Entra pela porta



“Em verdade, em verdade vos digo: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. Mas o que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre; e as ovelhas ouvem a sua voz; e ele chama pelo nome as suas ovelhas, e as conduz para fora. Depois de conduzir para fora todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz; mas de modo algum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus propôs-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: Eu Sou a Porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu Sou a Porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o Bom Pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (João 10:1-11)

Nesta parábola Jesus explica quem é Ele, a sua origem, e mostra a comparação entre Ele e o diabo, fala a origem de cada um. O diabo nós sabemos pela própria Bíblia que era um anjo (Serafim), e, juntamente com um terço dos anjos do Céu, ele se rebelou contra Deus, queria na verdade ocupar um posto ainda mais alto do que o de Deus, e por isto foi expulso e atirado aqui para baixo, e no momento certo será amarrado, preso com correntes por mil anos. Mas Jesus é o Filho de Deus, é a Palavra que o Pai enviou ao mundo para salvar os pecadores, e Ele, Jesus, veio e entrou de maneira natural, teve um nascimento como o de seres humanos, e viveu como ser humano para que pudesse vencer o pecado na carne. Assim sabemos que Jesus é o Bom Pastor porque veio ao mundo, e como ser humano natural deu a sua vida para que pudéssemos ter vida Nele, para que pudéssemos ser salvos através Dele. Ele é a Porta que está aberta para todos os que quiserem passar, e os que passam por essa Porta alcançam vida, alcançam Salvação Nele, e, como Bom Pastor, Ele não obriga ninguém a segui-lo, temos que segui-lo se for a nossa vontade, caso contrário, seguimos os nossos desejos, mas depois iremos padecer por toda a eternidade. A diferença entre Pastor e vaqueiro é que vaqueiros têm que estar correndo atrás do gado, tocando, já o pastor de ovelhas segue na frente, e as ovelhas o seguem.

“Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas. Eu sou o Bom Pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; a essas também me importa conduzir, e elas ouvirão a minha voz; e haverá um rebanho e um pastor. Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para a retomar. Ninguém tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho autoridade para a dar, e tenho autoridade para retomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai. Por causa dessas palavras, houve outra dissensão entre os judeus. E muitos deles diziam: Tem demônio, e perdeu o juízo; por que o escutais? Diziam outros: Essas palavras não são de quem está endemoninhado; pode porventura um demônio abrir os olhos aos cegos?” (João 10-12-21). Jesus mostra quem é Ele e quem é o diabo. Sabemos que Ele tudo fez e faz por amor, por nos amar e desejar que sejamos salvos, que tenhamos vida Nele, que venhamos passar a eternidade ao seu lado. Já o diabo, que é um mercenário cujo objetivo é matar, roubar e destruir, tudo faz por interesse, e nada faz por amor, mesmo porque não conhece o amor e quer destruir de todas as maneiras os seres humanos, e para isto utiliza todos os tipos de enganos. Como o mercenário tem as suas origens na rebelião, na rebeldia, então induz as pessoas a serem rebeldes à Palavra de Deus, convence-as a fazerem as suas vontades, tentando mostrar que nada acontecerá, ele gosta de ver as pessoas se rebelarem contra a Palavra de Deus, e assim irem com ele para a morte. Quando Jesus explica de modo natural e claro tudo, as pessoas não aceitam e se revoltam contra Ele, assim como vimos nos versículos acima, mas Ele não vai insistir, pois há muitas ovelhas pelo mundo que são suas e que querem ouvi-lo, e todos os que não quiserem é por escolha deles, escolhas de morte. “Celebrava-se então em Jerusalém a festa da dedicação. E era inverno. Andava Jesus passeando no templo, no pórtico de Salomão. Rodearam-no, pois, os judeus e lhe perguntavam: Até quando nos deixarás perplexos? Se tu és o Cristo, dize-no-lo abertamente. Respondeu-lhes Jesus: Já vo-lo disse, e não credes. As obras que eu faço em Nome de meu Pai, essas dão testemunho de mim. Mas vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas. As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem; eu lhes dou a vida eterna, e jamais perecerão; e ninguém as arrebatará da minha mão. Meu Pai, que me deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai. Eu e o Pai somos um. Os judeus pegaram então outra vez em pedras para o apedrejar.” (João 10:22-31).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page